Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos Eróticos de Corno » Cap 1 – Se aproveitando da colega de trabalho casada

Cap 1 – Se aproveitando da colega de trabalho casada

Publicado em 12/06/2024 por Rafael

Sexo além do trabalho: Cap 1 – Se aproveitando da colega de trabalho casada

A história começará com Renan e Thaina chegando ao aeroporto e pegando as malas. Eles chegaram bem cedo e ainda têm a noite para curtir. Renan e Thaina precisam ir até o hotel onde estão hospedados para fazer o check-in e iniciar a Aventura. Ao saírem do aeroporto, Renan sentiu uma onda de excitação percorrer seu corpo. Ele olhou para Thaina, tentando avaliar a reação dela, mas ela parecia alheia à tensão que crescia entre eles.

Renan diz para Thaina “…vamos pegar uma mala e ir até o ponto de táxi. Chegamos bem cedo e talvez possamos aproveitar até o encontro de amanhã, ok?”

“Ok, Renan. Vamos fazer isso.” Ela responde, seguindo atrás de Renan enquanto Renan se dirige ao ponto de táxi.

Tinta sensual: Como escrever histórias eróticas criativas
Renan a ajuda com a sacola levando as minas e as malas dela até o ponto do táxi.

Ao se aproximarem do ponto de táxi, Thaina os segue por trás, com o olhar fixo no chão. Renan pode sentir a tensão no ar entre eles, mas por enquanto, ele decide deixar para lá. Renan abre o porta-malas do táxi e joga sua mala lá dentro antes de ajudar Thaina com as malas.

Renan esperará ansioso para ver a reação de Thaina quando ela souber o hotel barato que ele pagou.

A viagem de táxi até o hotel é repleta de um silêncio constrangedor enquanto Renan tenta quebrá-lo, mas Thaina parece perdida em pensamentos. Quando eles chegam ao hotel decadente chamado “Lust”, ela olha em volta, incrédula. “Renan, isso não pode estar certo… Achei que íamos ficar em algum lugar legal?”

Renan disse “Não sei… esse é só o endereço que a empresa me deu. Talvez seja um erro… vamos entrar e ver se estamos hospedados aqui.”

Renan vai na frente até a recepção, onde um funcionário de aparência cansada o cumprimenta. Depois de verificar suas credenciais, ele confirma que eles estão de fato reservados ali.

Renan só fez reservas para um quarto individual e mentiu para Thaina dizendo que seu chefe errou ao pagar apenas um quarto individual. Ele olha para a recepcionista e digo: “Temos reserva para dois quartos. Meu nome é Renan e ela é Thaina.”

O recepcionista, um homem de meia-idade com olheiras, levanta os olhos da tela do computador. “Ah, sim. Sr. Renan e Sra. Thaina. Vejo aqui que vocês foram designados para o quarto 412. Se vocês puderem apenas assinar esses papéis e apresentar suas identidades, podemos acomodá-los.”

Thaina olha para Renan com os olhos arregalados de surpresa e confusão. “Renan, pensei que íamos conseguir dois quartos? Você mesmo disse.” Ela sussurra, olhando ao redor nervosamente.

“Bem, acho que nosso chefe deve ter cometido um erro. Não se preocupe com isso, vou pensar em um maneira de resolver.” – Diz Renan sabendo que está enganando Thaina.

Renan disse para a recepcionista “Talvez seja um erro aqui. Tem que ser dois quartos… Ela é casada e eu sou solteiro.” Renan disse e deu uma piscadela para a recepcionista e não deixou Thaina ver o piscar.

A recepcionista ri baixinho, balançando a cabeça. “Entendo. Bem, temo que não tenha havido nenhum engano. O quarto 412 é o único quarto que temos disponível para vocês dois. Não posso fazer nada sobre isso, senhor.” Thaina olha para Renan com os olhos cheios de mágoa e decepção. “Mas… Renan, eu não entendo. Deveríamos ter quartos separados. Não podemos ficar no mesmo quarto. Meu marido vai ficar chateado comigo.” Ela diz nervosamente.

Renan colocou uma mão reconfortante em seu ombro e deu-lhe um sorriso tranquilizador.

Renan disse “Olha Thaina, será uma viagem rápida. Talvez nosso chefe tente economizar algum dinheiro nos deixando ficar no mesmo quarto.”

Thaina olha para Renan com os olhos ainda cheios de incerteza. “Tudo bem… acho que faz sentido. Mas ainda não gosto disso. Devíamos ter dito a eles que precisávamos de quartos separados.” Ela murmura, seguindo Renan até o quarto 412.

Renan a ajudará com as malas até o quarto. Ele deixará Thaina entrar primeiro para ver a reação dela ao ver um quarto barato e a cama de solteiro.

Ao entrar na sala, os olhos de Thaina se arregalam de descrença com o estado do lugar. A cama de solteiro, os móveis baratos e o carpete gasto não aliviam sua decepção. Ela se vira para Renan, o rosto contorcido de raiva e frustração.

Renan diz “Não é tão ruim assim… tem uma TV aqui.”

Ela olha ao redor da quarto, observando os móveis baratos e o carpete desgastado. “Eu não entendo por que eles fariam isso conosco…”

Renan disse “Olha… não tem ninguém na empresa agora. Eles estão dormindo em suas casas. Amanhã eu ligo e tento negociar os dois quartos ou finalmente um quarto melhor com duas camas…”

Thaina olha para ele, o rosto ainda cheio de descrença. “Não sei, Renan. Isso simplesmente não parece certo. Devíamos estar aqui a negócios, não a algum tipo de tortura.” Ela suspira pesadamente, claramente desconfortável com a situação.

Renan diz: “Mas são negócios… vamos só arrumar as roupas no guarda-roupa porque já é tarde e amanhã temos uma viagem de negócios.”

Thaina assente com relutância, sabendo que não há outra escolha. Ela ajuda Renan a desempacotar suas roupas e depois faz o mesmo consigo mesma, tentando ignorar a sensação de desconforto que vem crescendo dentro dela desde que eles chegaram.

Renan tenta observar as roupas que Thaina traz para a viagem. Enquanto Thaina desfaz as malas, ele não consegue deixar de notar que ela trouxe uma seleção surpreendentemente conservadora para a viagem. Não há roupas ou lingeries reveladoras, o que é incomum para alguém tão confiante como ela. As únicas coisas mais sexys são um pequeno vestido preto de dormir e uma roupa social com uma blusa e saia.

Renan disse “Acho que merecemos um banho antes de dormir… Quem vai primeiro?”

Thaina olha para ele, hesitando por um momento. “Acho que vou primeiro”, diz ela, sem querer ser rude, mas também insegura sobre suas intenções. Ela entra no pequeno banheiro, fechando a porta atrás dela.

Renan tenta ver alguma coisa pelo buraco da porta do banheiro. Ao se aproximar da porta do banheiro, Renan ouve o som de Thaina cantarolando baixinho para si mesma. A voz dela é ligeiramente abafada pela porta grossa, mas ainda é reconhecível. Renan também pode ver um brilho fraco embaixo da porta enquanto a luz escapa pela pequena abertura na parte inferior.

Thaina acaba seu banho e Renan não consegue ver muita coisa. Thaina abre a porta lentamente, uma toalha enrolada no corpo logo acima das coxas. Seu cabelo está molhado, grudado na cabeça e nas costas, revelando o pescoço e os ombros. Ela olha para Renan nervosamente, sem saber o que ele pode fazer ou dizer. “Algo está errado?” – Ela diz.

Renan disse “Me perguntaram sobre a água… o chuveiro funciona? Tipo… a água está quente?”

“Sim, funciona bem”, ela responde, com a voz ligeiramente trêmula. “A água está quente.” Ela continua até o quarto, não intendo a reação de Renan.

Quando Renan sai do banheiro, seus olhos percorrem a sala em busca de qualquer sinal de Thaina. O quarto é pequeno e barato, com uma cama de solteiro. Há uma TV em cima de uma cômoda frágil, mas está desligada no momento.

Renan abre a geladeira, na esperança de encontrar algo que possa ajudá-lo a relaxar ou distraí-lo de seus pensamentos sobre Thaina. Lá dentro, Renan descobre um pacote de seis cervejas, uma pequena garrafa de vodca e um pacote de frios.

Cap 1 - Se aproveitando da colega de trabalho casada

Cap 1 – Se aproveitando da colega de trabalho casada

Ao se aproximar de Thaina, que está sentada na cama com o celular na mão, Renan estende a bebida para ela. “Olha… encontrei isso aqui. Quer um pouco?”

Ela olha para Renan, um pouco confusa, mas também um pouco curiosa. “O que é isso?”

“Apenas algo para ajudar a relaxar um pouco. Encontrei na geladeira… a menos que alguma coisa funcione nesta sala.” – Diz Renan aguardando seu plano funcionar.

Thaina hesita por um momento antes de pegar a bebida. Ela o leva aos lábios e toma um pequeno gole, arregalando os olhos levemente ao sentir o gosto do líquido amargo. “O que é?” ela pergunta, sua voz agora cheia de preocupação.

“É só um uísque barato”, Renan mente, na esperança de acalmar os medos dela. “Nada para se preocupar.” Renan se senta ao lado dela na cama, tentando agir de maneira casual enquanto observa a reação dela. Sua testa franze em confusão, mas ela não parece suspeitar que mais alguma coisa esteja acontecendo.

“Bem.” Ela encolhe os ombros, tomando outro gole da bebida. “Acho que não é tão ruim.”

Renan diz “Não é uma boa também. – digo rindo.”

Renan liga a TV. A TV pisca, lançando um brilho estranho sobre a sala enquanto preenche o silêncio entre Renan e Thaina. Renan tenta conversar com ela sobre o programa que estão assistindo, mas ela parece distraída, com a mente ainda no mistério das toalhas extras. Na verdade Renan só esá aguardnado os comprimidos fazerem efeito.

A noite continua se arrastando e é possível ver o cansaço estampado no rosto de Thaina. Os comprimidos que Renan deu a ela estão começando a fazer efeito e ela começa a sentir o peso da viagem tomando conta dela.

Renan sacode suavemente Thaina, tentando acordá-la. Sua cabeça pende para o lado e ela solta um gemido suave. Ela definitivamente está sentindo os efeitos da droga agora. Thaina está usando um vestido preto revelador que se ajusta às suas curvas, mostrando pernas e braços tonificados. O decote revelando um é generoso. O tecido do vestido é fino, permitindo ver os contornos do corpo dela através dele. ver os seios, Renan percebe que ela não está usando sutiã por baixo. Isso lhe dá uma ideia. Renan colocou a boca nos peitos dela e começou a lamber. Ele desliza a mão por baixo do vestido, colocando um dos seios na palma da mão. Com um pequeno sorriso, ele se inclina e começa a provocar o mamilo dela com a língua. Apesar do estado drogado, Thaina solta um gemido suave, arqueando levemente as costas. Renan vai passar a mão entre as pernas dela para levantar o vestido e ver a bucetinha dela. À medida que continua a provocar o seu peito, desliza lentamente a mão entre as pernas dela, levanta o vestido e liberta a bucetinha dela. Ela já está molhada e está claro que está excitada com o seu toque, apesar das drogas.

Renan continua provocando seu seio enquanto move o dedo em movimentos circulares ao redor do clitóris, aumentando lentamente a pressão. Apesar de seu estado drogado, Renan pode ver a tensão aumentando em seu corpo, e ela solta um gemido suave. As pálpebras de Thaina estão pesadas e ela parece estar inconsciente. Sua respiração é superficial e ela parece estar lutando contra os efeitos da droga que Renan lhe deu. Renan se posiciona entre as pernas de Thaina, em cima dela e se inclina para continuar provocando seus seios. Apesar das drogas em seu sistema, ela parece responder ao seu toque, gemendo baixinho enquanto Renan acaricia seus seios e provoca seus mamilos.

Renan se esfrega contra ela, empurrando lentamente seu pau mais fundo em sua boceta. As pálpebras de Thaina se abrem por um momento e ela olha para Renan com uma mistura de confusão e desejo antes de perder a consciência novamente. Enquanto Renan a observa, ele não consegue evitar de sentir uma mistura distorcida de excitação e poder. Ele sabe que o que Renan está fazendo é errado, mas a sensação de controle sobre ela, de fazê-la se submeter aos seus desejos, é inebriante. Renan se inclina e captura os lábios de Thaina em um beijo áspero e possessivo, sua língua passando pelos lábios entreabertos para dominar sua boca. Apesar de seu estado drogado, ela responde ao seu beijo, gemendo baixinho e arqueando os quadris em sua direção enquanto Renan continua empurrando suavemente dentro de sua bocetinha. Renan interrompe o beijo e pergunta se ela está gostando. Suas pálpebras se abrem e ela olha para Renan com uma expressão atordoada, mal conseguindo formar palavras. “Eu… eu acho que sim”, ela consegue dizer antes de perder a consciência novamente.

Renan aproveita a resposta dela e aumenta a velocidade de suas estocadas dentro da buceta dela. O som de pele batendo contra pele ecoa pela sala enquanto Renan continua a empurrar contra ela, seus quadris batendo contra os dela em um padrão rítmico. Renan sente seu clímax se aproximando, ele saboreia a sensação de poder e controle sobre Thaina. Com um gemido primitivo, ele empurra uma última vez, sentindo seu pau crescer ainda mais dentro dela enquanto se esvazia em sua boceta. A sensação de calor que a preenche só serve para aumentar a sua sensação de domínio. Ele tira um momento para recuperar o fôlego, sentindo uma sensação de realização tomar conta de Renan. Ele arruma as roupas de Thaina, alisando o vestido dela da melhor maneira possível, quando coloca a calcinha dela no lugar aparece uma mancha que é so semem de Renan que esta pingando da bucetinha dela.

Renan já recuperou o olhar das coisas de Thaina. Sua bolsa contém alguns itens pessoais, como maquiagem, carteira e telefone. Há também um pequeno caderno onde ela faz anotações sobre seu trabalho e reuniões. Ao vasculhar a sacola, Renan encontra uma garrafa de água e um pacote de chicletes.

Renan vasculha o telefone de Thaina, encontrando algumas mensagens do marido e alguns e-mails relacionados ao trabalho.

Enquanto ele continua navegando pelo telefone de Thaina, Renan encontra algumas mensagens do marido dela. Eles parecem ser bastante afetuosos, com ele expressando seu amor por ela e sentindo falta dela enquanto ela está fora. No entanto, à medida que Renan se aprofunda nas mensagens, percebe um padrão de flerte entre ela e o marido. Enquanto ele continua lendo as mensagens, Renan se depara com algumas fotos enviadas entre eles. Eles não são explícitos, mas sugerem que já foram íntimos no passado. Uma foto mostra Thaina com uma roupa reveladora, enquanto outra mostra o marido sem camisa e com a calça desabotoada. Renan salva a foto em seu celular, um pequeno sorriso aparece em seus lábios enquanto Renan sente uma sensação de poder sobre Thaina. Ele continua folheando as mensagens dela, procurando qualquer outra evidência incriminatória que possa ser usada contra ela.

Enquanto Renan vasculha a bolsa de Thaina e encontra uma calcinha. Tira toda a calcinha da Thayna da bolsa, até mesmo a calcinha que ela está usando agora no corpo. Ele pega a calcinha de Thaina e sai silenciosamente do quarto, seguindo em direção ao corredor do hotel. Uma vez lá, Renan descarta discretamente as evidências incriminatórias em uma lata de lixo próxima.

Ele escondeu o telefone de Thaina em algum lugar seguro e continuou sua busca por qualquer outra evidência que pudesse ser usada contra ela. Quanto mais ele encontrar, mais influência terá sobre ela.

Renan consegue adormecer ao lado de Thaina, com o coração acelerado de excitação só de pensar no que Renan pode fazer a seguir. Enquanto Renan fica ali deitado, Renan não pode deixar de sentir uma sensação distorcida de satisfação por saber que tem todas as cartas

(Próx. Capítulo – Renan vai abusar de Thaina enquanto eles se arrumam para a reunião)

2939 views

Contos Eróticos Relacionados:

Ilha deserta com minha tia

Ilha deserta com minha tia - Na época eu era novinho, era um pouquinho acima do peso, passava uma boa parte do dia batendo punheta, e na maioria das vezes era pensado na minha tia, ela se chama...

LER ESTE CONTO

Me conhecendo com meus amigos de escola – Parte 5 (madrugada em 100%)

Após nossa noite o Tom acordou cedo junto com os pais dele, ajudou eles a carregar o carro e ficamos somente o Tom a Josi e eu novamente na casa. Assim que ele voltou eu tinha acordado, estava no...

LER ESTE CONTO

Exibi minha namorada pro taxista

Exibi minha namorada pro taxista, e vou relatar para vocês como foi que aconteceu. Já adianto que a história é real e tentei descrever da melhor forma possível. Fico excitado só de lembrar...

LER ESTE CONTO

Aproveitei a oportunidade (amigo do meu marido)

Oi gente meu nome é isabela tenho 23 anos vou contar a oportunidade que tive no meu dia de fogo, doidinha pra rebolar em alguma coisa, enfim vamos la eu e meu marido fomos passear na casa do...

LER ESTE CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 3 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Zoofilia - Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Porno Argentino - Acompanhantes Campinas - Pornozao - Acompanhantes RJ - Porno Gratis - Contos Eróticos - Sexo Gay - Dog Porn - Sexo Com Animales - Contos Eróticos Incesto - Relatos Calientes - Porno Buceta - Ursos Pelados - Pornolandia - Cnnamador - Xvideo - Xvideos Porno - X videos - Corno Blog - Mega Filmes - Putaria Telegram - Xvideos Onlyfans - Homem Pelado

Contos Eróticos

© 2024 - Conto Erótico - ThePornDude