Menu fechado

Fodi a patricinha safada

Fala galera, meu nome é Daniel, tenho 26 anos e o conto que vou deixar é do dia em que eu fodi a patricinha safada que me encarava.

Sou entregador de gás e em uma casa onde eu entrego todo mês sempre uma patricinha ficava me encarando com cara de safada, ela me olhava da cabeça aos pés, sorria, passava a mão no cabelo e me tratava super bem, eu via que tinha algo, mas não falava nada além do que deveria falar em relação ao meu trabalho pois não queria parecer um tarado.

Um dia quando eu fui deixar o gás na casa dessa safada ela estava sozinha e me atendeu vestida apenas de calcinha e uma blusa de dormir.

– Espero que você não se importe, é porque quando fico sozinha em casa eu gosto de ficar a vontade. Ela disse.

– Tudo bem! Respondi.

Quando eu estava abaixado instalando o gás ela botou a mão no meu ombro e disse que eu era bonito, que tinha um corpo bacana, perguntou se eu malhava e onde eu morava, eu fui respondendo todas as perguntas dela e instalando o gás, até que terminei, me levantei e me virei, nisso eu me deparei com ela batendo uma siririca.

– Nossa, o que é isso! Falei.

– Você é muito gostoso sabia?! Ela disse.

Depois disso eu não tive como me controlar, me abaixei novamente, tirei a calcinha dela e comecei a chupar sua bucetinha.

– Ai que gostoso, tá gostoso, você é muito gostoso. Ela repetia enquanto eu lhe chupava.

Chupei a buceta dela por alguns instantes até que ela me levou para a sala, tirou minha roupa, me colocou sentado no sofá e ficou dançando para mim e mandando eu bater uma punheta para ela.

Fodi a patricinha safada

Fodi a patricinha safada

– Você quer me comer quer? Ela perguntou.

– É claro que eu quero. Respondi batendo minha punheta.

Então ela veio com tudo para cima de mim, encaixou o meu pau na buceta dela e começou a cavalgar, ela subia e descia no meu pau além de ficar indo para frente e para trás. Eu apertava a bunda dela e dizia no ouvido dela que ela era uma putinha safada.

Depois eu coloquei ela de quatro no sofá e comi ela por mais alguns minutos, soquei com força, dei uns puxões no cabelo dela e terminei gozando em cima da bunda dela para não gozar dentro de sua bucetinha.

Abaixo, veja alguns outros contos de sexo:

A primeira vez dando o cuzinho

Transei com a gostosa do Tinder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *