Menu fechado

Meu fetiche era ver minha esposa mamando outro

Tenho 37 anos e minha esposa 35. Meu fetiche era ver minha esposa mamando outro e um dia resolvi fazer isso acontecer, pedi que ela convidasse o Marcelo para almoçar em nossa casa, um colega de trabalho dela que pelos olhares eu sei que ela sente atração por ele. Como nós nunca fizemos dana além de ficar fantasiando ela concordou, porém ficou intrigada perguntando porquê que de repente eu resolvi convidar Marcelo para um almoço. Disse-lhe que apenas estava fazendo a gentileza de convidar seu colega para um almoço e nada mais além disso.

O convite foi feito e no domingo ele compareceu muito bem vestido agradecendo a minha hospitalidade. Começamos a conversar sobre tudo, levado a umas doses de whisky, para deixar todos nós bem relaxados. Resolvi colocar meu plano em pratica e convidei o Marcelo para mergulharmos todos nós na piscina antes do almoço. Ele disse que não poderia entrar na piscina pois não estava usando sunga, imediatamente o convenci de utilizar meu short de malhação que ficou bem justo em seu corpo mostrando um volume enorme do seu pênis já que ele é bem mais forte do que eu.

Passados alguns minutos na água iniciei uma conversa sobre intimidades de casal e disse que o que mais me excitou em minha esposa quando a conheci foi a sua boca, falei em tom malicioso que fantasiava a boca da minha mulher em lugares que ele ficaria envergonhado se eu revelasse. Minha esposa olhou para mim com olhar de surpresa e disse: Veja lá o que você vai falar, depois não vá reclamar se o nosso convidado ficar excitado e querer me agarrar. Nesse momento percebi que ela já estava excitada e disse em seu ouvido saindo da piscina: Amor, vamos realizar os nossos desejos, eu sei que você quer e eu que também.

Meu fetiche era ver minha esposa mamando outro

Meu fetiche era minha esposa mamando outro

Meu fetiche era ver minha esposa mamando outro

Sai da água e fui em direção a cozinha dizendo que pegaria um tira-gosto e que eles ficassem a vontade. Demorei o suficiente para voltar e ver a maravilhosa cena do Marcelo sentado na borda da piscina enquanto a minha esposa mamava maravilhosamente o pau do nosso convidado. Perguntei ao Marcelo se eu realmente tinha razão em relação a boca da minha esposa e ele quase sem conseguir responder de tesão falou que a boquinha da minha esposa é a coisa mais gostosa que a pica dele já sentiu! Ela algumas as vezes interrompia a chupada pra perguntar se eu estava satisfeito agora em ver a esposinha mamando a pica gostosa de outro macho.

Confesso que fiquei até com um pouquinho de ciúmes, vendo minha esposa agarrar, masturbar, chupar e mamar o pau do Marcelo como se fosse a última coisa da sua vida. O Marcelo urrou como louco quando começou a gozar enquanto eu também gozava me masturbando dizendo pra minha esposa que a amo e sou apaixonado por ela.
Saímos da piscina e finalmente fomos almoçar, logo que terminamos o nosso convidado disse que nunca tinha passado pela aquela experiência, mas que tudo aquilo ficaria em segredo. Minha esposa disse que também foi nossa primeira e gostou da experiência e disse em tom de riso malicioso que o único que não gostou foi o maridinho dela.

Veja abaixo outros contos eróticos de corno:

Eu e meu marido ajudamos um menino virgem

Finalmente sou corno

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.