Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos Eróticos de Corno » Iniciando um virgem

Iniciando um virgem

Publicado em 25/07/2023 por Bianca Silva

Iniciando um virgem (evangélico) – Trabalho numa empresa de pescado (Q) e lá conheci um amigo vamos chamá-lo de Eliseu, ele trabalhava no setor de suprimentos/compras, Eliseu era evangélico e estava prestes a casar tinha 21 anos e era virgem a nossa amizade está muito legal, eu 28 anos, me achando experiente. Eliseu me ajudava em muitas coisas na empresa pois estava chegando na mesma e criamos uma boa e linda amizade, nas nossas conversas eu o instigava ele em assuntos mais picantes e me confidenciou que já havia pego nos seios da noiva e que ela deixou ele ver a calcinha dela do lado, mas não toca-la falava dos beijos, enfim que que já tinha certa intimidade com a noiva pois eles estavam prestes a casar ele não era muito bonito, mas também não era feio, meio nerd, óculos de grau, alto e magro (como vcs sabem sou baixinha), porém, o fato de ser virgem, me deixava curiosa e de certa forma levemente molhada e muitas vezes eu ficava excitada com a ideia que poderia tirar uma casquinha da virgindade, será q essa porra é acumulativa?. Certo dia, em nossas conversas o Eliseu confessou que em algumas oportunidades ele tinha visto minha calcinha, ele e outros na sala de reunião em algumas oportunidades em que eu me baixava pra pegar algo e como ando somente de fio dental, pensei ele deve ter ficado louco, depois desse fato ele criou coragem e me ligou da sala dele e me disse que estava excitado e que batendo uma pra mim, eu ficava louca tentando imaginar como ele estava e como era a punheta de um virgem, como era o pau dele e etc… Como ele estava fazendo de fato. Até sussurrar e gozava com leves gemidas. Então, decidi que tiraria uma “casquinha” e me deliciaria com essa situação. A Minha missão naquele momento e depois de já termo certa amizade ele me contou que gostava de calcinha branca e eu falei pro meu marido, que me incentivou que fosse com uma branca mais uma branca bem Fininha pra que ele não pudesse ver ela escondida entre minha bunda(só um fiozinho) fiquei muito louca e nós transamos muito nesse dia pensando no que eu iria fazer no dia seguinte. Coloquei uma calça jeans cintura baixa, para que quando eu sentasse e inclinasse o corpo pra frente pudesse aparecer o fiozinho atrás (fiozinho mesmo, o Ípsilon), chegando na empresa liguei para o Eliseu falei pra ele vir até a sala (como eu trabalhava numa sala sozinha), pedi pra que ele puxasse a cadeira e sentava do meu lado que eu queria mostrar umas planilhas pra ele, ele veio todo ressabiado e me pediu desculpas pelo o dia anterior e falei q entendia essas taras e coisas desse tipo, pedi pra ele relaxar que estava tudo bem, pois já havia de certa forma sido ignorada ou até mesmo dispensada (pelo o Luciano que só queria meter).

Ele senta eu já inclino o corpo para frente para que ele pudesse ver minha bunda e assim ele fez ficou olhando minha calcinha e perguntou se eu estava usando branca para o agradar e falei que sim e ele ficou louco e me pediu se poderia tocar e tentou colocar a mão todo sem jeito na minha bunda por dentro da calça e perguntou como eu usava uma daquela q não escondia nada, se o marido deixava me vestir como uma Safada e falei que Safada e era pra ele ver pois era virgem e não podia fazer nada, dois dias depois, fui no arquivo inativo buscar uns papéis e era numa parte superior, nesse ínterim, o Elizeu passa no RH e pergunta as meninas onde eu estava e elas falam que estava no arquivo morto, daí estava eu concentrada em pé e de costas para a escada e sinto um puxão na cintura em direção a dele, deu para sentir o pênis dele duro, foi um susto, mas gostei da iniciativa, nesse dia ficou por isso mesmo, a noite quando estávamos vendo Tv na sala, relatei ao meu marido e ele já ficou de pau tirou pau e já baixou o short e mandou chupa-lo e perguntou o que eu queria fazer com o Eliseu e sem pensar muito, falei que queria dar a bunda a ele, ele me chamou de puta e foi o estopim pra encher minha boca de porra e ordenou pra eu engolir. Passou-se mais alguns dias e o Eliseu me liga e dizendo que estava batendo uma pra mim novamente e eu pedi pra que ele viesse até a minha sala e assim ele fez como nossa empresa era de pescados e ele entrava na produção e tinha um frigorífico ele usava aquelas calças térmica por cima do uniforme ele veio até a sala encostou o pé na porta abaixou a calça térmica e tirou o pinto dele pra fora e da calça de uniforme azul, ele nem abriu, baixou mesmo tirou essa foto e começou a se masturbar, era lindo o pinto dele, de cor rosa tamanho normal (14 ou1 5 por aí ) fino, mas bem rosa avermelhado, é muito legal eu vi aquela cena e eu na sentada fingindo que estava olhando para o computador, toda molhada (as minhas calcinhas não absorve unidade, pois são muito pequenos) olhando aquilo lá com a vontade de cair de boca naquele pau rosa mas me contive em ficar olhando, não sei o que me deu fiquei “pregada” na cadeira a menos de 2 metros, estava extremamente excitada, ele se masturbou e logo deu uma baita gozada, espirrando forte para o alto, veio mais 3 golfadas e pô e último saiu como se estive fazendo xixi bem líquida, eu nunca vi tanta porra, não sei é porque ele é novinho ou se é por não bater, mas não tem como não se engasgar se tivesse chupando, foi lindo demais, jamais esquecerei aquela porra, bem líquida, imaginei aquela porra na minha boca, na buceta e até na bunda, quero essa porra de alguma forma dentro de mim. Logo q gozou, ele correu para o banheiro todo afoito e pegou papel e limpou o piso e voltou todo assustado pra sala dele, pensei tadinho nem descansou, passei a mão na minha bucetinha e vi como ela estava e tive que me secar, pois estava molhada demais.

Passou-se poucos dias e ele fez uma inscrição numa outra empresa que estava abrindo em nossa cidade (W..) e foi classificado e logo em seguida ele foi trabalhar nessa empresa, porém a noite ele fazia faculdade e a gente sempre estava conversando pelo WhatsApp e a casa que eu morava ficava no caminho do trabalho dele e a faculdade, era no início do WhatsApp, o meu marido foi cobrir as férias de colega a trabalhando a noite e convidei o Eliseu pra vir tomar café antes de ir pra faculdade. (minha filha estava em casa ela é bem novinha, pensei vou me exibir pra ele, visto que ele me deseja e sinto tesão com isso, coloquei uma blusinha e uma calcinha fio dental preta semelhante a que usei outro dia na empresa, mas queria que ela se destacasse no short cinza bem curto e meio transparente (cueca feminina ou Caleçon), estou sempre assim em casa para o meu marido, mas agora era para uma visita e estava com tesão com a situação fiquei um arraso de provocante, ele veio de moto e quando me viu ficou louco, tomou café eu sentia que queria fazer algo, daí eu pedi se ele tiraria umas fotos minha, pois queria fazer uma surpresa para o meu marido e ele se prontificou fomos pra o quarto e fiz algumas poses pra deixá-lo maluco, não sei quantas punhetas esse menino bateu, mas deve ter batido muitas… penso que ele me agarraria se estivéssemos sós, mas tinha minha filha e não fez nada demais só depois que saiu, me enviou as mensagens abaixo:

-Queria te ver sem calcinha. Vc é muito legal, por está me ensinando as coisas -Obrigado pelas fotos.

-Vou morrer de tanto bater punhetas.

Falei pra ele voltar outro dia que iria fazer um striptease para ele fotografar. Logo que ele saiu liguei para o meu marido que já estava louco no trabalho esperando a minha ligação e me fez contar detalhes… e se acabou na punheta tbm e me chamando de vadia, puta e outras pérolas mais…Ja que não iria conseguir esperar pelo o meu marido, peguei no armário um dos amiguinhos (vibrador de 23 bege) corri ao banheiro (o prendi na parede, lambuzei de anestesiador anal e me enrabei) meu rabo pegava fogo, mau toquei no grelo e já estava berrando feito uma louca no cio e as pernas trêmulas… gozei gostoso….

Iniciando um virgem

Iniciando um virgem

Parte 2

Iniciando um virgem (evangélico) – Esse conto erótico é a parte dois do conto. Depois dessa primeira visita que Eliseu nos fez, ele começou a ser mais ousado nas palavras e começou a dizer que me desejava que não via a hora de voltar na minha casa para fazer o meu book, na sexta daquela semana (13/04) eu o convidei novamente para tomar café e daí momentos antes dele chegar levei minha filha na vizinha da frente e fui tomar um banho botei uma calcinha preta e uma blusa branca regata, somente, quando ele chegou fui olhar pela janela e meu marido tirou a foto pedi pra o meu marido sair pra eu ficar a vontade com o meu amigo e se encontraram no portão (meu marido me falou depois que disse que eu estava no banho mas que era pra ele entrar e ele ficou bem envergonhado/sem jeito pois ficou com receio do marido).

Como nosso terreno tem duas casas, as duas são nossa, mas a da frente estava alugada e onde morávamos era mais reservada com um muro separando as mesmas, então já fui recebê-lo de calcinha, ele quase teve um treco, então, pedi pra ele entrar e sentar na cadeira que sentaria no colo dele, ele já estava com o pinto duro devia está muito excitado e assim eu fiz, sentei e rebolei um pouco, meus seios estava bem realçados e pediu se poderia toca-los, respondi que sim, então, ele veio todo sem jeito a aperta-los era visível que nunca tinha tocado em um, o pinto dele dava para ver que estava bem duro na calça, daí eu pedi pra ele tirar a calça e ficar de cueca, estava com a cueca branca, pois eu queria ver aquele pinto também (rosado para vermelho).

Nisso eu sentei na cama e baixei a cueca dele e saltando quase no meu rosto aquele pinto depilado como gosto, mas pedi tbm para segura-lo assim como ele fez comigo e respondeu que sim, eu peguei naquele pinto e comecei a fazer o movimento de punheta bem devagarinho e ele segurando meus seios eu com o rosto a menos de 30cm daquele pinto, louca pra chupar mas ainda não chupei fiquei batendo, batendo, pois ele tinha acabado de sair do trabalho (e senti leve cheiro de suor), ele foi ficando vermelho me chamando de gostosa, nisso começo a esfregar o pinto nos meus seios e pergunto se ele queria chupar e acenou com a cabeça que sim e não sabia direito o que fazer mas fui ensinando.

Quando percebi que ele estava prestes a gozar deitei o corpo e me deu um banho de porra, foi muita porra, com uma pressão impressionante (bem líquida), foi bom demais, ele tinha que ir pra faculdade e combinei dele voltar e ele voltou pra terminar o serviço. Na segunda seguinte estava ele na minha casa novamente e tive que montar novamente um esquema pra está sozinha, botei um fio dental rosa um short e uma blusa verde, pois queria me despir pra ele e antes me depilei e descolorir os pelos para chocar mesmo, quando chegou foi direto pra o banheiro pedi pra ele tomar banho dei uma toalha e fui pra o quarto.

Ele saiu só de toalha na cintura estava com pinto erguendo a toalha pedi pra ele tirar umas fotos e ele foi tirando, quando viu a minha buceta ficou em hipnose, boquiaberto não acreditando no que via, deitei na cama e ele veio bem perto e não perdi tempo, pedi pra ele me chupar, meio sem saber o que fazer ele começou e comecei a ficar com muito tesão e comecei a esfregar a cara dele na minha pomba segurando a sua cabeça, estava muito molhada e pedi pra ele parar me sentei na cama tirei a toalha e fiquei com aquele pau super duro na minha frente… tirei uma foto, peguei com jeito já o trouxe para a minha boca, comecei com beijo na cabeça dele e aproveitando para curtir um virgem (é uma sensação boa saber que é a primeira pessoa a chupar e que isso marcará a vida da pessoa….).

Depois comecei a passar a linguinha desde a base até a cabeça, depois voltei atenção pra cabeça e chupei com gosto, babei a mesma com gosto, depois pedi pra ele deitar e fiquei de costas pra esfregando a minha pomba no pau dele com bastante força louca para dar pra ele, mas queria aproveitar mais aquela situação, então, tirei a calcinha e estava ensopada, voltei a chupa-lo e quando ele está quase gozando pedi pra gozar na “testa” da pomba, ele gozou e se arrumou pra ir pra faculdade.

Quando ele saiu liguei para o meu marido voltar logo para ele ver, ele volta e estou deitada cuidando ainda da porra ele passa o dedo e passa nos meus lábios, depois espalha sobre a minha buceta, tira a roupa e me fode como nunca… depois disso tudo já tínhamos nos chupados, mas, não tínhamos nos beijados e ele me pediu mas mensagens da semana seguinte e não dei pra ele, mas a vontade é muita, mas ficava pensando que não tinha o direito de tirar a virgindade dele, estou nesse impasse o que vcs me dizem, ele está há 3 meses do casamento e com certeza voltará aqui em casa…  Bjos

2135 views

Contos Eróticos Relacionados:

Minha primeira experiência adulta com outro macho

Minha primeira experiência adulta com outro macho. Aconteceu nos anos 80 quando cursava a universidade em uma cidade do interior do RGS. Meu envolvimento em práticas sexuais até então, eram com...

LER ESTE CONTO

Realidade virtual vs Realidade Real IV

Olá tudo bem, aqui é o Carlos o irmão da Suzana, no terceiro capítulo ela nos deu um prazer inesquecível junto ao meu filho Samuel, ela tomava as ações e nos cumprimos com seus desejos, mas...

LER ESTE CONTO

Eu e o tio coroa da minha amiga

...Resolvi então aproveitar, aquele coroa era muito bonito e estava me deixando excitada, passei os braços em volta do seu pescoço e comecei a alisar seus cabelos grisalhos e sedosos, senti seu volume crescer mais de encontro ao meu corpo, passei a esfregar minha bucetinha no seu pau, ele falou: - Isso tesudinha, mexe assim, vamos delícia...

VER

Coceira no rabo… Vontade de dar o cu…

Coceira no rabo, vontade de dar o cu... Era a coisa que mais me atormentava naquela época e que eu não contava pra ninguém, muito indeciso se resolvia ser só mais um machinho nesta vida ou,...

LER ESTE CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 3 + 4 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Porno Español - Acompanhantes Campinas - Pornozao - Acompanhantes RJ - XXX - Porno Gratis - Contos Eróticos - Sexo Gay - Dog Porn - Sexo Com Animales - Contos Eróticos Incesto - Relatos Calientes - Porno Buceta - Ursos Pelados - Pornolandia - Cnnamador - Xvideo - Xvideos Porno - X videos - Corno Blog - Mega Filmes - Putaria Telegram - Xvideos Onlyfans - Homem Pelado

Contos Eróticos

© 2024 - Conto Erótico - ThePornDude