Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos Eróticos Gay » Dei gostoso para o meu colega da escola

Dei gostoso para o meu colega da escola

Publicado em 10/12/2021 por ContoErótico

Olá caro leitor, meu conto fala do dia que dei gostoso para o meu colega da escola, vou contar pra vocês como foi gostoso chupar aquele pau grande e ter ele no meu cuzinho, espero que gostem.

Meu nome é Pedro tenho 19 anos, tenho 1,75 de altura, pele branca, cabelo cacheado e castanho, olhos verdes. Sou estudante e estou concluindo o 9° ano do ensino fundamental II.

Bom minha rotina é agitada, estudo pela manhã, minha turma não é muito cheia. Agora estou sentado no fundão, mas não pra bagunçar. Sempre fui calado na minha e muito observador. Reparo em tudo e em todos. Desde de começo do ano reparo muito em dois dos meus colegas de sala Davi e Caio.

Davi tem mais ou menos 1,85 ele tem 18 anos, branquinho, é forte, cabelo liso e escuro. Olhos castanhos.

Caio tem 18 anos também, (sou mais velho que os dois) uns 1,65 de altura, pele bronzeada, cabelo liso, castanho claro, fortinho e tem um belo volume na calça. Os dois tem pra falar a verdade, e é com isso que eles me deixam louco.

Davi é o “dono” da sala, manda em todos e quer ser o dono da razão, ele tem uma mania que quando termina às primeiras aulas ele se levanta e se estica, mostrando sua barriga bem lisinha e aquela marcação gostosa e provocante.

Ele muitas vezes vem me pedir favores escolares na minha banca enquanto eu estou fazendo minhas atividades. Como ele é alto, e eu estou sentado, descaradamente olho a marcação daquela membro mole na calça. É muito bom ver aquilo.

Sou obrigado a me controlar para não dar uma apalpada. E depois dele sair fico imaginando como será o pênis dele. Até me desconcentrar totalmente e me perder em pensamentos.

No começo do ano, comecei a ir para as aulas de educação física, Caio ia também. Numa quinta-feira ele veio sem camisa, eu que estava de longe o avistei e fiquei o olhando chegar.

Não aguentei e fiquei olhando na direção de seu membro, que marcava perfeitamente na sua bermuda de tecido fino, que dava uma gloriosa visão do que estava por trás, rapidamente fiquei com tesão naquilo, e em seguida já estava excitado.

Dentro do ginásio ele olhava diferente para mim, enquanto os garotos jogavam bola eu e ele ficávamos sentados nas arquibancadas, ele de uma lado e eu de outro. Ele fazia questão de me provocar, mordendo seus lábios carnudos, com um olhar totalmente sedutor, e abrindo as pernas.

Ele fazia questão de coçar o saco, e de ficar apalpando seu volume por cima da bermuda. E eu na minha, disfarçando, só olhando, vendo aquilo como uma oportunidade e deixando passar, fiquei totalmente de pau duro.

Meu pênis não parava de pulsar, e eu precisava muito de uma punheta. Ainda o olhando percebo que ele também está excitado, e sem mais disfarçar fico o olhando nos olhos e também olho para baixo.

Ele já percebendo me provoca ainda mais me mostrando parte da sua rola, por debaixo da bermuda, eu fico louco. Sua rola é bem grossa, bronzeada, de longe conseguia ver perfeitamente a marcação da cabeça sobre a pele do seu pênis. Aquele membro tinha uns 16 centímetros pelo que pude perceber de longe.

Infelizmente o professor chegou, tivemos que ir para a quadra para nos aquecermos. Caio e eu tivemos que ir de pau duro. Ninguém ligou, acharam normal.

Depois que tudo acabou não quis falar nada com Caio, pois o olhar dele mudou, era mais frio, achei muito estranho e fiquei triste por isso. Nem o procurei-o depois do jogo. Nem na escola. Em casa bati uma bela e deliciosa punheta com tudo que vi.

Dei gostoso para o meu colega da escola

Dei gostoso para o meu colega da escola

No dia seguinte a professora passou um trabalho em dupla, para entregar logo na mesma aula. Davi me chamou, e eu topei. Todos se reuniram na frente e eu o chamei para nós reunirmos atrás ele pegou sua cadeira e veio, colocou a cadeira do meu lado e antes de sentar me disse apalpando sobe sua calça seu pau, e sua suas bolas.

– Está calor hoje né!? – ele piscou pra mim. Eu fiquei sem reação, baixei a cabeça e concordei. Ele percebeu o meu desconforto e ficou me provocando a aula toda. Puxando assunto sobre sexo. Falou sobre tamanho do pau, perguntou o tamanho do meu, eu o respondi que nunca tinha medido. Percebi que ele estava totalmente excitado.

Eu não conseguia parar de olhar. Ele percebeu e disse:

– Quer ver?! – eu tentei disfarçar dizendo:

– Ver o quê? – ele me respondeu…

– Você sabe! – eu já estava encurralado e disse que sim, mas que ninguém ficasse sabendo. Ele concordou e tirou aquela enorme rola pra fora, foi muito gostoso vendo ela sair, era bem rosada, grossa e estava bem depilada, tinha mais que 18 centímetros. Eu até me assustei. Ele disse:

– Tá aí! Quer pegar nela?

– Não você esta louco? – falei. Ele disse que ninguém iria ver, e e então eu a paguei. Mau cabia em minha mão, e ele pediu para que eu o punhetasse. Eu disse que ali não e então ele guardou sou rola com dificuldade.

Depois da aula ele me pediu que esperasse ele antes de ir embora, assim eu fiz. E fomos juntos para sua casa. Chegamos e não tinha ninguém, seus pais estavam trabalhando e sóo chagavam tarde da noite. Aproveitamos então.

Ele perguntou se eu queria algo disse que não, ele me olhou maliciosamente e disse que queria algo. Eu perguntei o que seria e ele apontou pra mim, eu me levantei enquanto ele vinha em minha direção, ele colocou a mão no meu queixo, olhou no meus olhos e disse:

– Isso! – então ele me beijou e eu me entreguei totalmente.

– Quero mais que isso – eu falei.

– O que? – ele perguntou de volta

O puxei em direção ao corredor e ele me levou até seu quarto, lá tiramos as nossas camisas, um ajudou ao outro. Ele tirou a minha primeiro, olhando fortemente para meus olhos e eu encantado olhei para os dele, ele novamente me beijou. O ajudei a tirar a dele, seu corpo era lindo, peitoral pouco definindo, mamilos rosados.

Deitamos em sua cama. Comecei a beijar o seu pescoço e ele de leve baixou minha cabeça com a mão, rapidamente entendi o recado. Desci devagar, beijando seu peito, e chupei seu mamilo ele levantou sua cabeça para trás mordendo de leve seu lábio.

Continuei descendo e beijando sua barriga, passei minha mão sobre seu pênis que ficava ereto. Desabotoei sua calça e baixei o zíper. A tirei toda, o deixando só com sua linda cueca azul, escura com listras azuis claras. O punhetei por cima da cueca o deixando mais excitado.

Quando sentir seu membro mais duro, baixei sua cueca, liberando aquele pedaço suculento de carne. Nem o toquei, comecei beijando suas bolas e as chupando, depois com a língua fui subindo até a cabeça lentamente. Ele estava com cara de mau com seu lábio inferior entre os dentes.

Então coloquei a cabeça de seu membro toda na boca e comecei a chupar. Davi soltava pequenos gemidos que me deixava mais excitado, me fazendo fazer chupar com mais gosto. Eu não tinha muita prática, mais logo dominei totalmente. Ele com um pequeno pulo, me virou ficando por cima de mim. E disse:

– Minha vez – mordendo novamente o seu lábio inferior. Beijou meu mamilo dando uma leve mordida. Tirou minha calça, minha cueca e agarrou no meu pau, o chupando com muita vontade, parecia que ele já tinha feito aquilo antes, por que ele fazia muito bem.

Eu estava explodindo de tanto tesão, e antes de gozar o pedi que parece. Ele parou e segurou minhas pernas para cima, colocou o dedo em meu buraquinho e ficou rodando por um tempo enquanto me punhetava, ele deu uma leve e prazerosa lambida e enfiou a ponta do dedo.

Eu dei um gemido de lado. O disse para enfiar tudo, ele pegou seu pau enorme e cuspiu em cima, cuspiu na mão e passou em meu cuzinho, ficou forçando na entrada devagar, até que meu anel cedeu, foi uma sensação muito gostosa, sentir a parte de corpo de alguém totalmente dentro de mim.

Ele me comia bem devagarinho, curtindo totalmente o momento enquanto me beijava no pescoço. Não trocamos momento nenhum de posição, ficamos totalmente no frango assado, nos dois sabíamos a enorme vantagem dessa posição.

Ele começou a aumentar o ritmo das estocadas no qual eu sentia seus testículos baterem em minha bunda. Nossas respiração estava ofegante, nossos gemidos se encontram e ficaram no mesmo ritmo. Seu corpo suado junto ao meu nos deu mais tesão, nós deixando cada vez mais loucos.

Foi quando Davi me avisou que iria gozar, eu disse para ele foder com mais força, ele aumentou mais a velocidade, senti dentro de mim seu pau engrossar, ele beijou minha orelha, e gozou fortemente dentre de mim, a cada gozada era um forte gemido muito excitante no meu ouvido.

O que me fez gozar também, me lambuzei todo. Ele continuou com seu membro dentro de mim, beijando meu pescoço. Enquanto gemiamos devagarinho. Ele deixou seu membro dentro do meu ânus por um tempo, e quando tirou sua porra pingou na cama. Foi muito gostoso sentir sair aquele quentinho de dentro de mim.

Depois de recuperarmos o fôlego, somos tomar banho, ficamos abraçados e eu fui pra casa. Na escola, fingíamos que nada tinha acontecido.

No dia seguinte me aconteceu algo surpreendente…mas fica pra parte 2

Continuo depois amores, pois acho que já está muito grande, tem muito mais pra contar! Obrigado por lerem, fiquem atentos que postarei a continuação! Bjs

Obrigado!

Deixem seus comentários aqui, para eu saber se vocês gostaram do conteúdo!

Veja abaixo outros contos gays:

Sai com o irmão do meu amigo

Mamei o marido da minha amiga

1567 views

Contos Eróticos Relacionados:

Carlos me pegou

Carlos me pegou, e fica sempre na lembrança. Fazia tempos que a gente não se via. As circunstâncias não ajudavam. Até que um dia, criei coragem e convidei Carlos para uma chupadinha legal. Ele...

LER ESTE CONTO

O cara da máquina de lavar

Olá, queridos. Vou contar um conto e espero que gostem, é sobre o cara da máquina de lavar. Eu estava cuidando das coisas da empresa quando me lembro que a maquina de lavar em casa estava com...

LER ESTE CONTO

1 - Comentário(s)

  • Junior 23/01/2022 12:09

    É tão bom dar o cuzinho, né. Tenho saudades da infância

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 1 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvdeos - Videos Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Acompanhantes Campinas - Nacional Porno - Pornozao - Acompanhantes do RJ - XXX

Contos Eróticos

© 2022 - Conto Erótico