Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos Eróticos de Corno » Esposa fazendo massagem erótica no amigo

Esposa fazendo massagem erótica no amigo

Publicado em 30/09/2022 por Colaborador

Esposa fazendo massagem erótica no amigo – Neste conto irei contar como minha esposa ajudou meu amigo a salvar seu casamento. Bom eu e Carol estamos casados a algum tempo e como na maioria dos relacionamentos, nossa relação esfriou. Fomos atrás de várias soluções para apimentar nossa relação, mas nada adiantava. Carol começou a pesquisar sobre Kama sutra, massagens eróticas e coisas do tipo. Ela olhava vídeos, comprava livros e aos poucos nossa relação começou a melhorar.

As vezes chegava em casa cansado, estressado, querendo apenas uma ducha e dormir. Carol esperava eu tomar banho e mandava eu deitar na cama peladinho. Ela me lambuzada de óleo e fazia uma massagem erótica que fazia eu ficar á ponto de bala. Ela toda peladinha esfregando seu corpo no meu fazendo eu ir ao céu e voltar. E tudo isso sem que ao menos eu a penetrasse, apenas massagens e esfregadas. Ela esfregava sua buceta depilada em meu pau me levando a loucura. No final da massagem, é claro, transávamos loucamente. Essa delícia de massagem faz qualquer casamento voltar ao normal.

Um dia desses eu estava no bar bebendo com meus amigos e papo vai, papo vem, e o assunto da mesa caiu em mulheres, casamento e sexo. A maioria dos amigos estavam com o relacionamento em baixa, mas Bruno era o único que se queixava de sua esposa. Disse que estava prestes a se separar, que tentava de tudo mas nada adiantava. Esperei o momento certo, e quando o pessoal foi ao balcão pagar a conta, chamei Bruno mais no canto e falei que eu também tinha passado por isso e que agora estava tudo a mil maravilhas. Bruno se mostrou interessado então nos esquivamos dos demais e fomos caminhando para nossas casas. No caminho, fomos conversando sobre aquele assunto.

Eu disse que minha esposa estava fazendo umas massagens eróticas em mim que me levava nas nuvens. Mesmo estando estressado após o trabalho, ela vinha, me massageava e pronto, já estava novo e de bem com a vida. Então sugeri que ele pedisse a Fabi, esposa dele, que procurasse se informar sobre massagens eróticas. Então ele disse que iria conversar com Fabi e me contaria depois.
Dias depois, me encontrei com Bruno e ele disse que nada tinha adiantado, que a esposa dele era muito tansa para pesquisar e, principalmente, para aprender. Sugeri que ele pedisse a Fabi para conversar com minha esposa, e Carol daria umas aulas para Fabi. Ele concordou.

No sábado de manhã, Carol pediu pra eu sair de casa porque ela receberia Fabi ali e iriam fazer coisas de mulheres. Eu já sabia o que era então peguei o carro e fui dar uma volta. Perto do almoço voltei para casa e Fabi já tinha ido embora. Nem tocamos no assunto e almoçamos.
Na outra semana encontrei com Bruno e perguntei como estava sendo as massagens. Ele disse estava sendo uma merda, que Fabi não tinha jeito pra coisa, que estava por um triz para separar. Eu disse que não era possível, pois Carol tinha a ensinado. Ele então falou que Carol devia ser diferente, devia ser mais sexy durante a massagem. Eu concordei e disse que não sabia como Fabi estava fazendo, mas que Carol era sexy, isso era. Nos despedimos e fomos embora.

Algumas semanas se passaram e dei uma festa em minha casa para comemorar meu aniversário. Convidei meus amigos, inclusive Bruno e Fabi. Muita carne, bebida, risadas. O tempo foi passando, o pessoal bebendo mais e mais, alguns já tinham ido embora, então percebo que Bruno e Fabi discutem. Como moramos na mesma rua, Fabi foi embora e Bruno entrou na minha casa e sentou no sofá da sala bêbado e desanimado.

Bêbado também, sentei no sofá ao lado de Bruno e perguntei se Fabi já tinha descoberto a fórmula da massagem erótica, ele disse que não, que ainda estavam com o relacionamento frio. Levantei e pedi para Bruno me seguir, levei ele até meu quarto e mostrei as parafernálias que Carol usava comigo durante a massagem erótica. Mostrei lingerie que minha esposa usava e ele disse: “Nossa se a Fabi só usasse essa lingerie eu já me animaria mais”. Carol bêbada, pensou que eu estivesse sozinho no quarto e chegou falando que o pessoal já tinha ido embora. Quando ela viu eu mostrando nossas coisas para Bruno ela se espantou e falou: “O que estão fazendo?”. Eu disse que estava mostrando nosso segredinho para esquentar a relação e abri o jogo com ela, dizendo que Bruno estava prestes a separar, pois Fabi não estava sabendo usar a malícia dela para apimentar a relação dos dois.

Carol disse que não era qualquer uma que conseguia fazer aquilo, tinha que ter um certo dom. Bruno sentou na cama olhou para ela e disse: “Então meu casamento está perdido. Ela nunca vai me dar esse prazer”. Senti pena de meu amigo e bêbado cochichei no ouvido de Carol: “Amor, vou pedir para o Bruno deitar na cama e você faz uma amostra pra ele de como é a massagem, com roupa mesmo”. Ela tímida disse: “Não sei não. Tenho vergonha”.

Eu disse que estava tudo bem, que iríamos ajudar ele. Ela aceitou então falei para o Bruno que iríamos dar uma amostra grátis da massagem. Ele arregalou o olho e disse: “Sério? A Carol vai por a lingerie só pra me mostrar como é?”. Carol rapidamente fala: “Não! Nada de lingerie, só uma massagem com roupa mesmo”. Ele meio decepcionado concordou.
Pedimos a ele para se deitar na cama, ele obedeceu. Carol estalou os dedos e timidamente começou uma massagem nos ombros de Bruno. Ela desceu nos peitos, na barriga e nas pernas. Carol perguntou se Bruno estava gostando, ele respondia que por enquanto não tinha sentido nada.

Esposa fazendo massagem erótica no amigo

Esposa fazendo massagem erótica no amigo

Então ela foi pra parte 2.

Carol estava com um vestidinho preto curto, ela subiu em cima dele e começou a se esfregar nele. Esfregava o peito na barriga dele, as pernas dela nas pernas dele, rebolava em cima dele e então perguntou: “E agora tá sentindo algo?”. Acho que por estar bêbado ele disse que ainda não estava sentido nada. Se sentindo desafiada de mostrar a eficiência de sua massagem erótica, Carol tirou a camisa dele, passou um óleo e o massageou. Ele sem nenhuma reação. Ela olhou pra mim e disse: “Não é possível que ele não esteja sentindo nada. Vou ter que apelar e como tu que começou com isso, tu vai ter que aguentar”. Eu falei pra ela não fazer besteira. Ela falou: “Não vou fazer nada, só provocá-lo”.

Ela se levantou e pediu pra ele ficar só de cueca. Ele obedeceu e ela foi ao banheiro. Carol volta com uma lingerie minúscula. Bruno olha para Carol e percebo seu pau ficar duro através do volume da cueca. Pelo volume era um baita pau. Ela então se lambuza toda de óleo e passa óleo nele. Carol monta em Bruno e esfrega todo seu corpo no dele. Ela se vira e esfrega sua bunda no corpo dele, passando diversas vezes a bunda pelo pau dele. Após se esfregarem, percebo a cabeça do pau de Bruno no umbigo dele e pra fora da cueca. Carol se vira novamente e se esfregando nele passa com a buceta bem na cabeça do pau dele. Ela pergunta se ele agora estava gostando. Ele ironizando disse que ainda não estava em ponto de bala. Carol olha pra mim e fala: “Vou apelar mais uma vez, amorzinho”. Eu disse pra ela ir com calma e ela respondeu: “Quem mandou inventar isso, agora aguenta”.

Carol segura a cueca dele nas laterais com as duas mãos, pede pra ele levantar a bunda e tira toda a cueca dele. O pau de Bruno não estava totalmente duro, pois estava meio caído pro lado. Carol arregalou o olho quando viu. Ela se levanta fica em cima dele com as pernas abertas e começa a tirar sua lingerie. Minha esposa estava maravilhosa, seu peitinho durinho e todo apontado. Sua bucetinha apertadinha e seus pentelhinhos bem aparados e só um filete na vertical, estava um tesão. O pau de Bruno endurece de uma só vez, mostrando as veias saltadas e uma rigidez sem tamanho. Era muito grosso, Carol falou: “Nossa que grosso! Dá dois do teu, amor. Minha sorte que isso não vai entrar em mim”.

Ela se abaixa, passa mais óleo neles e começa a se esfregar nele. Suas barrigas se encostando, o peito dela no peito dele, o pau dele no meio das pernas dela. Ela esfregava a buceta na barriga dele, subia quase perto do rosto e descia, até o pau dele, totalmente em pé, encostar a buceta dela. Ela se levanta um pouco segura o pau dele e encosta no umbigo dele, ela senta em cima do pau dele deitado. Esfregava a buceta da base do pau dele até a cabeça do pau. Repetia esse processo várias vezes. Ia até a base e voltava na cabeça, escondendo em seus grandes lábios. Parecia até que tinha penetrado, mas ela ia até a base de novo e voltava na cabeça.

Eu bêbado vendo aquilo, me sentia seguro porque sabia que Carol não iria ter coragem de enfiar o pau dele nela. Primeiro porque ela iria me respeitar e segundo que o pau do cara mal iria caber naquela bucetinha apertadinha e cheirosa. Carol perguntou se agora Bruno estava com tesão. Bruno disse: “To quase em ponto de bala. Não tem mais cartas na manga?”. Carol se sentindo desafiada novamente olhou pra e disse: “Olha só no que tu foi me meter, amor. Ele não é como você que se contenta fácil. O que vou fazer para acabar com isso logo?”. Ela então esfregou a buceta mais algumas vezes no pau dele e com as duas mãos, começou a punheta-lo. Cada mão girava para um lado. E ele dizia que não adiantava, que ela tava fraquinha na massagem.

Num misto de fúria e desejo ela montou em cima dele, colocou a buceta em cima do umbigo dele, colocou a por trás, segurou o pau dele e foi descendo seu corpo até a buceta encontrar o mastro dele. Com dificuldades e pincelou a cabeça do ferro dele na entrada buceta. Vi que ela estava tentando enfiar a cabeça do pau na buceta dela, não estava acreditando naquilo. Por minha sorte, a grossura do pau dele a impedia de penetrá-la. Ela passou mais óleo e quando forçava o pau na buceta ele escapava para o lado.

Ela então se ajeitou em cima dele e com as duas mãos segurou aquela bengala na portinha de sua bucetinha, forçou mais uma vez e, como num estouro, vi os lábios da buceta de minha esposa contornar cada veia daquela imenso pau até ele sumir de vista. Ela gritou de dor e ainda com o pau dentro dela ela falou: “Caralho!! Parece que perdi a virgindade de novo. Que delícia de pau grosso”. Bruno olhou nos olhos dela e disse: “Agora sim to vendo efeito nessa massagem”. Carol então começou uma frenética cavalgada. Os dois gemiam feito dois animais.

Carol arranhava o peito dele e cavalgava com muito tesão. Bruno apertava de jeito a bunda de minha esposa. Bruno pediu pra ela ficar de quatro, ela obedeceu. Ele acariciou a bucetinha de minha esposa e disse que estava vermelhinha. Então ele passou a língua desde o clitóris até seu cuzinho virgem e rosado. Ela se arrepiou toda e disse: “Mete logo e me goza inteira”. Ele então mirou o pau na buceta dela e sem dó, puxou ela pela cinturinha contra seu corpo.

Ela gritou de dor e tesão e pediu pra ele fazer de novo. Ele repetiu e começou a socar nela com força. Bruno disse que estava quase gozando, então Carol se virou de frente abriu as pernas e falou: “Se é pra gozar, vamos fazer isso juntos. Mas não goza dentro da minha pombinha, hein. Meu marido não gosta”. Ela olhou pra mim e deu uma risada safada. Bruno enfiou seu cacete nela outra vez e começou a comê-la com vontade. Quando ele iria gozar, minha esposa disse que estava gozando. Ela então rebolava naquele pau que mal cabia nela. Bruno não conseguiu evitar e então gozou loucamente dentro da buceta dela. Ela até tentou empurrar ele, mas o tesão era tanto que Bruno foi mais forte e seu pau contraia dentro dela despejando sêmen por toda sua buceta.

Após terminarem a massagem, os dois se limparam e ele agradeceu pela nossa ajuda, que a partir de agora iria também auxiliar sua esposa na massagem erótica.
Dias depois encontrei Bruno e ele disse que agora seu casamento está muito melhor. Que tínhamos ajudado eles a recuperarem o fogo de novo.

E o que vocês acham, minha esposa é ou não é uma conciliadora de casamento?

Veja outros contos eróticos de corno abaixo:

Iniciei a mulher de um amigo

Minha esposinha e o jovem de 19 anos

6299 views

Contos Eróticos Relacionados:

Deixei a minha mulher dar para outro

Fala galera, eu sou o Carlos, tenho 47 anos e a minha esposa tem 45. Recentemente eu deixei a minha mulher dar para outro. Nós somos casados há 15 anos e para não deixar a relação esfriar...

LER ESTE CONTO

Nossa aventura

Nossa aventura - Somos um casal maduros ela na faixa dos 58 eu 60. Somos ela loira bem branquinha altura 1.60 peso 70kg. Sempre tive vontade de ver minha mulher transando com outro. Certa vez fomos a...

LER ESTE CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 5 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvdeos - Videos Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Acompanhantes Campinas - Nacional Porno - Pornozao - Acompanhantes do RJ - XXX

Contos Eróticos

© 2022 - Conto Erótico