Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos de Incesto » O Segredo Entre Eles

O Segredo Entre Eles

Publicado em 30/09/2022 por MATTHEW FRIES

O Segredo Entre Eles – Uma obra totalmente ficcional, assim como seus personagens. Um conto erótico de incesto que com certeza vai agradar todos vocês que gostam deste nicho de relatos.

Narração: – Meu nome é Cody. Filho de pais divorciados passei a ajudar a minha mãe muito cedo para manter nossa casa até que ela se casou com outro homem a dois anos. Benson é um cara legal, ele trabalha em uma agencia de turismo e quase sempre viaja a negócios. Mesmo assim, eu não vou com a cara dele, mas relevo.

Julie, minha mãe, tem 32 anos e ela não precisa mais trabalhar dia e noite por causa do Benson. Ele cuida muito bem dela e é por isso que eu relevo ele. Minha mãe é gentil e bastante atenciosa com seu novo marido, mas até uma pessoa legal como ela tem segredos. Benson sequer faz ideia do que há por trás da mulher gentil e responsável por quem se apaixonou e casou, mas eu sei muito bem quem ela é, dos seus gostos e de outras coisas que ela costuma fazer.

Também sei que Benson está de malas feitas…

Benson: – Querida! Onde você está? – Ele caminhou pela casa com algo em mãos procurando por ela.

Julie: – Aqui na sala, amor! – Ela respondeu do sofá.

Benson: – …. Tenho uma surpresa, querida. – Ele chegou por trás dela cobrindo seus olhos. – …. Aqui está, Julie. Tenho uma coisa que eu quero que fique antes de eu partir em viagem.

Julie: – …. Oh, Benson, seu romântico! – Ela sorriu.

Ele tirou as mãos dos olhos dela e abriu uma caixinha com algo dentro…

Julie: – …. É um lindo cordão, amor. Mas porque isso?

Benson: – …. Eu quero te dar isso para se lembrar do nosso amor. Era uma coisa que queria te dar faz um tempo. Use-o e se lembre do quanto nos amamos e.… também para você se lembrar de… bem… fidelidade.

Julie: – …. Ah. Então, você não confia em mim, é? – Ela sorriu.

Benson: – …. Claro que confio. Eu só quero que se lembre do nosso casamento enquanto passo uns dias na Suécia.

Julie: – …. Hm.

Benson: – …. Você vai usar, né amor? Por mim? – Ele a abraçou.

Julie: – …. Sim, claro que vou. – Ela o beijou. – …. Eu te amo. Tenha uma boa e segura viajem.

Logo depois, enquanto Benson dirigia para o aeroporto, ele sorriu consigo mesmo. Seu presente manterá sua esposa fiel e a lembrará dele.

Horas depois, enquanto Benson voa pelos céus em direção ao seu destino, sua esposa Julie estava olhando para o presente recebido. Ela sorriu de canto de boca fechada, seu olhar para aquele cordão não transmitia tanto carinho…

Cody: – Mãe? – Ele apareceu na sala.

Julie: – Oi, bebê.

Cody: – …. O Benson já caiu fora?

Julie: – …. Já. Ele se mandou. A essa hora seu padrasto já deve estar longe no avião. – Ela colocou o cordão em seu pescoço.

Cody olhou para ela usando o cordão, para ele sua mãe estava feliz com isso, e sua expressão fechou-se um pouco. Julie percebeu isso nele…

Julie: – …. Vem aqui, bebê.

Ele se aproximou dela e Julie o puxou pela cintura para junto dela no sofá…

Julie: – …. Sabe, agora que somos apenas você e eu, bebê…. Que tal irmos lá para o seu quarto? – O olhar dela era malicioso.

Cody: – …. Hunf. O Benson mal saiu de casa e você já quer!? – Ele sorriu.

Ela beijou a boca dele, mas foi um baita beijo demorado e molhado, enroscando até mesmo a língua na dele. Ambos gemiam enquanto se beijavam como amantes, os dois deitaram no sofá com o garoto por cima dela, eles sequer paravam de se beijar. Mais alguns “amassos” depois, eles terminaram aquele beijo molhado…

Cody: – …. Acho que vou subindo e ligando logo a câmera, mãe.

Julie: – …. Faz isso, bebê. Eu subo daqui alguns minutos.

O Segredo Entre Eles

O Segredo Entre Eles

Narração: – Você deve estar confuso. Do nada a mãe beijando o próprio filho como se fosse seu homem. Como assim? Bem, deixa eu dar uma breve resumida. Quando meu pai largou a mamãe ela ficou bastante deprimida, mas eu consegui fazer ela “voltar aos trilhos”. Então, eu pude ver aquele lindo sorriso nela de volta. Mesmo com a dor do abandono curado após um tempo, eu sabia que faltava alguma coisa, algo que ela não compartilhava comigo… uma coisa que ela expressava entre quatro paredes, só com ela.

Uma noite eu peguei ela se masturbando na cama, eu vi tudo pela fresta da porta. Como ela se tocava tão forte enquanto segurava os próprios orgasmos, eu fiquei duro na hora e enquanto ela se tocava ansiando por algo de verdade, o sentimento de se sentir desejada de novo, seu corpo implorando amor… eu também me masturbei ali para ela, para minha própria mãe.

Foi quando nossos olhos se “bateram” enquanto a gente se tocava, foi um choque para os dois. Ela rapidamente vestiu a calcinha e me puxou para dentro do quarto dela. Ela até que tentou me contestar sobre eu estar de pau duro para ela e sobre tudo espiando-a, mas eu logo a confrontei questionando o que ela estava fazendo consigo mesmo. Entre um bate-boca furado e um clima totalmente constrangedor, eu me ofereci para cuidar dela. – Sim, eu joguei na cara dela que eu sou homem e se era disso que ela sentia falta, eu poderia suprir essa necessidade dela. Aquilo me rendeu um belo tapa na cara, ficamos totalmente desconcertados um para o outro por vários dias.

Até que uma noite aquele “gelo” foi quebrado e ela me fez um convite, meio sem jeito e toda vergonhosa, mas ela fez. O que era para ser coisa de uma única vez, acabou se tornando algo frequente, tanto que até começamos a registrar nossos momentos em vídeos como um tipo de “filme caseiro em família”… e quando menos percebemos, já tinha passado dois anos em que a gente se cobiçava. Mesmo depois do Benson entrar nas nossas vidas, sempre nos sucumbia um ao outro quando estávamos sozinhos, até depois do casamento dela com o Benson.

Agora graças ao novo emprego dele, com suas viagens de longos dias, mamãe e eu sempre nos divertimos sem preocupação. E é aí que novos vídeos surgem para nossa “coleção de registros” que mantemos em segredo, é claro.

// 12 Minutos Depois.

Julie: – Estou toda pronta para você, filhão! – Ela apareceu na porta do quarto dele completamente nua. – …. Opa! Esse “mastro” aí é para mim? – Ela sorriu. – …. E aí. Gostou do meu lindo cordão?

Cody: – Hunf.

Julie: – …. É um símbolo da devoção do Benson e minha “promessa” de ser “fiel” a ele.

Cody: – …. Esse seu tom de ironia… – Ele sorriu.

Julie: – …. Pensei em usá-lo enquanto fazemos amor. Que tal?

Cody: – …. Tanto faz.

Julie: – …. A câmera já está gravando? – Ela olhou para a mesma.

Cody: – …. Com certeza, mãe. Vamos fazer mais uns vídeos secretos de família. – Ele deitou sem roupa na cama.

Naquela noite, 1º de setembro, os dois deram um belo show para a câmera que começou às oito e pouco e foi até o outro dia. Após o resto da noite anterior sem entrar em contato com o marido, dois de setembro, uma mensagem de texto seguida da foto de mãe e filho juntos em um parque, sorridentes, foi enviada para Benson:

Mensagem de texto da Julie: Saudades de você, amor! Gostou do meu cordão? Eu uso dia e noite, para me lembrar de você e do nosso casamento. 🙂

Ainda no mesmo dia pela manhã, mãe e filho transaram no sofá da sala causando uma baita sujeira de fluidos no local. A tarde do mesmo dia, a foda continuava na piscina a céu aberto com direito a poses provocantes e engraçadas dos dois pelados para a câmera.

No terceiro dia, a manhã começou cedo com os dois se acabando na putaria na cama do garoto, isso às cinco e pouco da manhã. No quarto dia não foi diferente, Cody já tinha gozando dentro da mãe várias vezes antes das dez da manhã, e logo mais tarde a noite faltando pouco para às onze horas, os dois seguiam transando firme e forte no quarto do casal.

O quinto dia raiou com os dois fodendo até o “talo” ainda às seis e pouco da manhã…

Julie: – …. Estou apaixonada por você, bebê… – Ela estava por cima dele.

Cody: – …. Eu… também estou apaixonado por você, mãe…

Julie: – …. Ohh…. Me beija!

Eles aproveitaram ao máximo as suas “férias” nos dias que se seguiram, se tocando… se amando. Nem mesmo sob a “cascata” de água fria que saia do chuveiro, podia suprimir a luxúria entre eles…

Cody: – …. OOHHHH… essa é minha garota! AH! AHHH!!

Ela chupava o pau dele com vontade…

Julie: – …. MMMHMMM~~!!

Na cama do casal logo depois…

Julie: – …. OOHH!!

Cody: – …. MMMM… delicia de buceta… – Ele a chupava de “boca cheia”.

Julie: – …. Isso! Assim!!! Bebê!!! Isso!!!!

Dia após dia, mãe e filho já tinham transado em praticamente todos os cômodos da casa, consumindo seus desejos e unindo-se alegremente…

Julie: – …. Bate! Isso! – Ela parecia uma “fera” pedindo para ele bater nela, deixando suas marcas vermelhas. – …. Bate na bunda safada da mamãe! UGH!!! UH! AHHHHHH!!!!

Até coleira a mulher tinha em volta de seu pescoço, enquanto o garoto fodia ela por trás, ele segurava a coleira de couro puxando Julie para trás em certas vezes. A “cadela” era total submissa de seu “dono”, seu filho…

Cody: – Mãe!!! UGHH!!

Ele tirou seu pau de dentro dela, Julie virou na cama rapidamente de frente para ele, Cody gozou muito em cima da buceta dela e sob o resto do corpo da própria mãe…

Julie: – …. Sua gozada! Que coisa linda!!! – Ela estava feliz.

Eventualmente, seu tempo sozinhos chegou ao fim… por enquanto…

Cody: – …. Ele está voltando hoje? – Ele olhava para fora da janela.

Julie: – Ele já deve estar chegando.

Cody: – …. Merda.

Julie: – …. Ei. – Ela foi até ele e o abraçou. – …. Teremos mais oportunidades pela frente, bebê.

Cody: – …. Ok. Eu sei.

Mais uma vez, mãe e filho devem retornar aos seus “antigos papéis”…

Benson: – Oi! Advinha quem voltou. – Ele chegou em casa todo alegre.

Julie: – Oi, amor! – Ela o recebeu com um beijo.

Benson: – …. Olha. Você está linda com esse cordão.

Julie: – …. Usei ele todos os dias em que você esteve fora.

Benson: – …. Obrigado por usá-lo, meu anjo. Saber que você o tratou com tanto amor, me deixa feliz.

Cody soltou uma risadinha discreta no sofá…

Benson: – …. Fala, campeão! Cuidou bem da sua mãe enquanto eu estive fora?

Cody: – Claro. Eu sempre faço isso. – Ele olhou sorrindo para ela.

Julie: – …. É verdade. Ele cuida de mim muito bem! – Ela sorriu toda envergonhada, suas bochechas ficaram coradas.

Benson: – …. Está certo. É assim que um filho tem que cuidar da mãe. Então, meu amor. Pode me ajudar a levar essas malas para o quarto?

Julie: – …. Tudo bem.

Os dois saíram para o quarto do casal…

Cody: – …. Odeio esse filho da puta. Mamãe merece um cara como eu, não Benson. – Ele pensou frustrado.

Naquela noite, Julie acordou com o rangido da porta de seu quarto se abrindo, e um brilho suave de luz iluminou seu rosto. Seu filho acenou para ela com um sorriso e de pênis duro, convidando-a para segui-lo.

Julie sorriu, olhou para o marido dormindo profundamente ao lado, e cuidadosamente saiu da cama. Ela seguiu o filho e naquela noite, eles fizeram amor embaixo do chuveiro…

Julie: – …. AHH! Eu te amo, bebê! Eu te amo! Para sempre e sempre!! UH! AH! AH! AH! AH!

Cody: – …. Eu também te amo, mãe! AHH~~!! Para sempre!

Nessa família, o vínculo da mãe com o filho é maior do que o de seu casamento.

MATTHEW FRIES, setembro de 2022.

Veja outros contos eróticos de incesto abaixo:

Minha filha bêbada fodeu comigo

Fodendo minha prima rabuda de 18 anos

4752 views

Contos Eróticos Relacionados:

Bati punheta para o meu tio

Meu nome é Rafaela, eu tenho 24 anos e criei coragem para vir contar um caso que aconteceu comigo, vou relatar sobre o dia que bati punheta para o meu tio. Eu tenho um tio, não vou citar o nome dele...

LER ESTE CONTO

Comendo minha irmã safada que dormia de calcinha

Comendo minha irmã safada que dormia de calcinha. Eu vou lhes contar essa historia louca que eu tive de madrugada com minha linda irmã novinha de apenas 18 aninhos. O nome dela é Alice e depois dos...

LER ESTE CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 2 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvdeos - Videos Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Acompanhantes Campinas - Nacional Porno - Pornozao - Acompanhantes do RJ - XXX

Contos Eróticos

© 2022 - Conto Erótico