Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos Picantes » Eu e a minha namoradinha Alice em um belo ménage parte 2

Eu e a minha namoradinha Alice em um belo ménage parte 2

Publicado em 09/02/2024 por klaus

Continuando a história do encontro nosso o rapaz

Quando chegamos e estacionamos os carros, nos três entramos no quarto que por sinal era amplo com uma imensa banheira de hidromassagem que ela adora, uma cama que cabia umas quatro pessoas tranquilamente.

Então ele botou para a banheira encher, enquanto isso conversávamos agradavelmente sobre a conversa que tivemos no sexlog e a curiosidade de ver ele sem roupa pois só tinha fotos de sunga só aparecendo a ponta da cabeça do pau dele. Ao encher por completo a banheira, eu e Lauro ficamos de cueca e foi evidente que o pau dele era bem maior que o meu, comparando dos meus 14cm grossa para um mastro corpulento de uns 18cm. Nós dois nos aproximamos dela despindo seu corpo sendo que ela já estava sem sutiã e calcinha, ele por traz esfregando o imenso pau na grande bunda dela, eu por frente chupando a buceta saborosa.

Quando eu e ela entramos na banheira, era a vez de Lauro, ele de certa forma fez um charme das as costas e ao tirar a cueca ele foi se virando aí para o assombro nosso, o pau negro dele era grandioso, a cabeça parecia um imenso cogumelo rosado com veias salientes e um grande saco pendular, Alice sussurrou para mim:

– Não sei se vou aguentar isso aí não, é imenso.

Foi estranho, mas meu cacete latejava só de ver minha namoradinha dengosa deslumbrada nessa calabresa gigante, ela deitada sobre minhas costas e ele de pernas abertas sentando na banheira de frente para ela bem próximo com uma cara de que queria meter nela naquele instante, então p quebrar aquele clima falei:

– Lauro que mastro é esse? As mulheres devem sofrer nele. Ele perto de nós responde:

– Que nada, sou bastante carinhoso para colocar aos pouquinhos até que elas se acostumem e eu dou a liberdade se elas querem mais ou se está bom até onde meti.

– Alice suspirou aliviada e me perguntou:

– Amor eu posso?

Eu entendi perfeitamente o que ela quis insinuar e simplesmente fiz sinal de sim. Ela se aproximou dele que estava relaxado na banheira de pernas abertas com aquela mangueira bem visível debaixo d’água, então começou a massagear medindo a grossura, sendo que seus dedos não chegavam a encostar um no outro. Enquanto ela punhetava ele, eu encostei e comecei a acariciar os seios dela, pressionando os mamilos, que a deixavam louca, como a borda da hidro era muito larga, ela se deitou sendo que Lauro carinhosamente começou a enfiar a grande e larga língua na buceta dela, fazendo-a ir a loucura e a mim ficar com mais tesão, falei p ela para irmos para cama seria melhor, ela com a carinha mais dengosa disse sim, e Lauro ao sair da hidro balançando aquela coisa descomunal, então nos enxugamos e fomos continuar nossa loucura na cama.

Alice ficou entre nós, punhetando os dois, e nós massageando as tetas dela, em seguida Lauro me pediu p penetrar nela para relaxar aquela linda bucetinha. Enquanto eu metia, ele chupava os seios dela e massageava o clitóris dela, fazendo ela urrar de prazer, ela gritava:

– Mete forte amor, não para

Eu comecei a socar com mais força e Lauro continuava com sua ação só que com mais intensidade, até que ela gritou tremendo e melando meu pau inteiro:

– Aiiiiiiiiii, que gozada gostosa, que delicia vocês dois

Enquanto ela relaxava, Lauro se posicionou em frente a buceta dela falando:

– Agora que seu amado deixou você molhadinha, eu irei fazer um carinho especial que você nunca sentiu.

Ele com uma cara de safado esfregava aquele cogumelo gigante na portinha da buceta dela, Alice me olhava toda dengosa mordendo os lábios, apertando minha mão e eu com o olhar fixo nela e beijando-a carinhosamente. Ela falou no meu ouvido:

– Amor, está muito gostoso, eu quero mais, você deixa? Eu sinalizei que sim com a cabeça

Então ela com uma mão começou a apertando um dos seis pois a outro eu estava chupando e com a outra abriu a buceta dando sinal a Lauro p entrar nela. Ele então vestiu a pica com uma camisinha, e começou a penetrar com muito carinho metendo aquela cabeça buceta dentro falando:

– Que bucetinha apertada, adoro assim, como é gostosa!

Ela urrava feito uma cadelinha no cio, eu então me recostei na cama fazendo ela ficar mais confortável no meu colo, ela apertava minha mão e eu fazendo carinho. Quando de fato a cabeça junto com uma pequena parte do pau entrou, ele parou para que ela se acostumasse com a largura e falou:

O pior já passou que é a cabeça que é mais larga que meu pau, agora é ver até onde essa safada vai aguentar o resto. Ela percebeu bastante que eu fiquei excitado com isso, pois meu pau estava latejando, então ela sussurrou no meu ouvido:

– Você está gostando dessa pica grande e preta entrando na buceta branquinha da sua namorada né? Eu respondi:

– Estou adorando, e você está sentido muito prazer com ele? Ela responde:

– Estou dengo, minha bucetinha está se acostumando com o tamanho.

Eu fiquei louco com isso, aí Lauro pergunto se podia enfiar mais, então ela permitiu. Ele ia fazendo um vaie vem, e cada vez entrava mais, até que inacreditavelmente minha amada aguentou tudo sem reclamar, mas gemendo e urrando muito de tanto prazer e me punhetando bem gostoso e as vezes chupando. Ao longo da transa Lauro acelerava socando forte, porem com carinho e ela falava gemendo:

Eu e a minha namoradinha Alice em um belo ménage parte 2

Eu e a minha namoradinha Alice em um belo ménage parte 2

– Aiiiiii, que delicia, vai Lauro, me come, amor me dá seu pau para eu chupar

Eu estava presenciando uma foda louca e deliciosa, não imaginava que meu amor transaria desse jeito como uma boa safada com fogo na buceta e eu amando aquilo, porem o melhor ainda estava por vim, ele tirou o pau devagar para bota-la em outra posição, Alice estava tão extasiada que ele mexeu nela parecendo uma boneca de pano, e ai foi que eu vi a maior loucura, ele a pôs de quatro, uma posição que ela me dizia que era incomoda para ela, porem naquela hora parecia que ela estava entregue para ser preenchida por ele, eu me aproximei, fiz um carinho e a beijei perguntando:

– Você vai dar assim amor, de quatro feito uma cadelinha? Ela responde:

– Vou amor, se é p transar com outro quero experimentar tudo, mas quero você do meu ladinho me dando carinho, você faz? Eu respondi:

– Claro amor, estarei sempre com você em qualquer coisa.

Ela sorriu para mim sentindo Lauro entrar com tudo dessa vez, mas como sempre com carinho. Mas agora ela já estava bem relaxada e só foi prazer, foi maravilhoso e gostoso de ver minha amada gemendo sentindo aquela pica cabeçuda em um vai e vem frenético, seus seios sacodiam, então os aparei com carinho, ela me olhou com um ar de agradecimento. Em um momento Lauro interrompe o silencio perguntando:

– Alice, você gosta de uns tapas nessa linda bunda? Ela me pergunta:

– Eu posso deixar ele bater na minha bunda? Eu respondi:

– Você pode tudo amor. Ela fala para Lauro:

– Bate, mas com carinho viu

Ele começou com tapas suaves, mas depois começou a dar mais fortes, mas não a ponto de doer, pois ela não reclamava nem demonstrava dor, mas sim gemia cada vez mais e então ela começou a tremer anunciando o gozo gritando:

– Fode mais forte, não para, vou gozar (gemendo forte)

Ela gozou forte e desmaiou em meus braços, se aconchegou no meu colo e pediu a Lauro para dar a pica para ela chupar seu cacete teso. Ela começou a punhetar e lamber as bolas bem lisas dele, depois ela beijava e lambia aquele cogumelo rosado, por fim ela com dificuldade pôs a pica na boca fazendo uma sucção gostosa deixando Lauro doido até anunciar o gozo. Ela tirou a pica da boca e ficou esperando o leite dele, como uma criança espera um doce. Ele pôs para fora uma quantidade generosa de gala caindo sobre os seios dela. Ela se aproximou do pau dele e deu um beijo com carinho, depois passou o dedo entre os seios que era estava a gala dele e pôs na boca como se fosse uma criança passando dedo na calda de um bolo. Por fim, virou-se para mim, deu um beijo no meu rosto e disse:

– Amor, eu quero lhe agradar agora, vem que é a vez de eu retribuir, serei só sua agora

– Alice simplesmente começou a me chupar intensamente sugando a cabeça do meu pau e ao mesmo tempo massageando minhas bolas, eu urrava de prazer pedindo mais, e nisso eu comecei a acariciar sua buceta percebendo que ainda não tinha voltado ao normal devido ao caralho de Lauro e sentindo seu clitóris inchado de tanto tesão. Ela resolveu babar e engolir minhas bolas, foi delicioso ver e sentir isso, ela se abriu para mim me chamando:

– Vem amor, a buceta já está normal, vem socar forte

Eu nem pesei duas vezes, dei uma esfregada no clitóris com a cabeça do meu pau e em seguida soquei com força, pois já sabia que aquela buceta ainda estava frouxa, ela começou a gemer e com carinha de dengo falando:

– Aí amor, você gosta de meter com força para me fazer gozar. Eu respondo:

– Gosto sim, vou encher sua buceta de leite quente, e você vai me dar de quatro feito uma cadelinha daqui em diante. Ela respondeu com cara de safada:

– Hum amor, eu agora sou sua cadelinha é? Então me mostra!

Eu joguei ela na cama, fiz ela ficar de quatro e soquei com força fazendo ela gritar feito uma louca, eu as vezes diminuía o ritmo mexendo com carinho para depois dar uma estocada forte, feito isso uma sete vezes ela gemeu dizendo:

– Ai cachorro, vou gozar de novo, goza logo na minha buceta!

Então botei ela de frango assado e meti bem gostoso em que não demorei muito para conseguir gozar junto com ela, foi um urro intenso de nós dois de prazer. Ao recobrarmos as forças meio que pela metade ela olhou para mim e disse:

– Quero lhe falar uma coisa, mas estranhamente estou sem jeito. Eu retornei:

– Fale amor, não precisa ficar assim. Ela então timidamente falou:

– Eu quero mais homens assim, se você não se importar, pois adorei ser preenchida assim, mas não se preocupe, a sua pode ser diferente, mas você transa muito bem e com muito carinho e amor, mesmo que essa noite você tenha se transformado em um selvagem safado, é isso que eu amo em você.

Eu ao ouvir aquilo foi maravilhoso o que ela falou, mostrando o amor que ela sente por mim independente de que forma de prazer seja utilizado. Neste momento nem percebemos que Lauro havia saído, nos deixando um bilhete dizendo que a pernoite estava paga e que foi uma maravilhosa transa e nisso com certeza todos concordamos.

FIM

899 views

Contos Eróticos Relacionados:

Me descobrindo bi

Olá,meu primeiro conto aqui. Bom, eu quando morava na minha cidade tive lances com alguns gays,isso eu era solteiro sabe aquele coisa de aventura juvenil,nunca tinha dado o meu cuzinho,um certo...

LER ESTE CONTO

Moreninha

Era inverno, Arthur havia começado a trabalhar em seu novo emprego, uma empresa multinacional de renome onde almejava grande desenvolvimento. Como qualquer pessoa em um novo emprego, Arthur...

LER ESTE CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 3 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Porno Español - Acompanhantes Campinas - Pornozao - Acompanhantes RJ - XXX - Porno Gratis - Contos Eróticos - Super HQ - Sexo Gay - Dog Porn - Sexo Com Animales - Contos Eróticos Incesto - Relatos Calientes - Porno Buceta - Ursos Pelados - Pornolandia - Cnnamador - Xvideo - Xvideos Porno - X videos - Corno Blog

Contos Eróticos

© 2024 - Conto Erótico - ThePornDude