Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos Eróticos de Corno » A viagem que transformou minha esposa

A viagem que transformou minha esposa

Publicado em 24/08/2023 por Paulo

Desculpem o texto longo, preciso logo avisar que não se trata de um conto erótico, mas sim de uma história real, que eu preciso externar, para que talvez, alguém me dê alguns conselhos, por esse motivo resolvi escrever tanto, colocando o máximo de detalhes para entenderem melhor a história.

O Fato em questão,  aconteceu comigo no final de Janeiro, começo  de Fevereiro de 2023, e este fato está me consumindo, corroendo-me por dentro, não consigo parar de pensar nisso,  preciso compartilhar, mas não tenho coragem de contar para ninguém conhecido, então resolvi escrever aqui.

Me chamo Paulo, tenho 38 anos, sou casado a 17 anos com Renata, que tem 35 anos, temos 2 filhos, de 11 e 15 anos, começamos a namorar cedo, éramos vizinhos,  eu com 16 e ela com 13 anos, namoramos por 5 anos até nos casarmos, fui o primeiro e único namorado dela, talvez essa tenha sido minha sorte, encontrar aquela menininha linda de rosto, mas magrinha e franzina, porém o fato dela não engordar a incomodava bastante, então desde que nos casamos ela se tornou uma rata de academia, se transformando em uma mulher invejável, e hoje, apesar da idade e de 2 gestações, é uma mulher muito linda e gostosa, chama atenção por onde passa, é notório os olhares de todos os homens secando e desejando a mesma por onde quer que ela vá.

Isso sempre foi um problema em nosso casamento, éramos muito ciumentos, os dois, e eu sempre me incomodei bastante com esses olhares, sempre que saiamos e percebia que algum homem estava olhando pra ela, eu ficava com muita raiva, queria ir lá, tirar satisfação, brigar, achava que somente eu poderia olhar e desfrutar daquele avião, até que um dia, passeando com minha esposa e minha cunhada no parque, elas estavam na frente caminhando e eu ia logo atrás com um colega conversando, quando percebi uns 4 rapazes mexendo com minha esposa, chamando ela de delicia, eu comecei logo a xingá-los e mandá-los ir se ***, quase saímos na porrada, Claro que eu iria apanhar, eles estavam em maior quantidade, foi quando minha cunhada me chamou e falou pra mim me acalmar, que eu tinha que mudar meu pensamento, quando alguém olhasse e mexesse com minha esposa, em vez de brigar, eu tinha que ficar orgulhoso, afinal, eles só podiam olhar e desejar, já eu era o privilegiado, era quem comia ela, então deveria deixar de ser bobo e começar a gostar, me orgulhar, pois eles estavam com inveja de não ter uma mulherão daquela.

Aquela conversa ficou martelando em minha cabeça, afinal, ela tinha razão, e com o passar do tempo fui mudando minhas atitudes, tinha um olhar diferente, passei a gostar quando percebia que outros homens olhavam para minha esposa, desejando ela, secando com os olhos, afinal, eles deviam estar morrendo de inveja, só que não contei para ela que eu tinha passado a gostar disso, ela nem imaginava, achava apenas que eu tinha amadurecido e aprendido a ignorar a situação.

No final de 2022, como era de costume na empresa em que eu trabalho, tivemos nossa festa de confraternização de fim de ano, e minha esposa cismou que queria um vestido novo, pois todos na empresa já conheciam suas roupas, concordei, fomos ao Shopping para que ela escolhesse o tal vestido, em certa loja, ela escolheu algumas peças para provar, e escondido levou um vestidinho bem curto e com algumas partes transparente, ela entrou no provador, vestia um e me chamava para ver se eu aprovava, depois vestia outro e outro, até que ela vestiu o tal vestido e me chamou:

– Gostou desse amor?

Confesso que em 17 anos de casado nunca vi minha esposa gostosa igual estava ali, com aquele vestido que mal cobria suas partes íntimas, na hora fantasiei minha esposa desfilando com ele e os marmanjos secando ela, meus olhos brilharam, e não perdi tempo.

– Ficou maravilhosa, vai ser esse mesmo! Precisa nem vestir outro.
– Para ir para a festa?
– Sim, para ir a festa.
– Você tá brincando né?
– Não, você não veio escolher um vestido para ir para a festa? e não gostou desse?
– Peguei só para tirar onda com você, seu bobo, ciumento igual é, até parece.
– Sou ciumenta só um pouco, se você gostou do vestido, deixo você ir sim, ficou lindo em você.
– Tá brincando né?
– Claro que não
– Nunca, um vestido indecente desse, fui te trollar e vc que está  me trollando, dá licença, até parece – Falou fechando a porta do provador

Ainda tentei convencer ela a levar o vestido, mas não teve jeito, comprou um mais comportado.

Dias depois, deitados na cama na hora de dormir, ela vira para mim e pergunta:
– Amor, você estava falando sério? Teria coragem de deixar eu ir para a confraternização com aquele vestidinho?
– Sim, tenho coragem sim
– Mas eu estava quase nua, e logo você que é tão ciumento.
– Talvez eu quisesse que  os outros homens ficassem babando de inveja do avião de que tenho em casa.
– Como assim? Você que ficava com raiva? Agora gosta é?
– Ai amor, você acha que não percebo que todo mundo lá na empresa te olha de rabo de olho? Queria só deixar eles babando um pouquinho.
– Mas pra isso eu precisaria estar quase nua? vestida eles não babariam não?
– Vestida eles babam sempre que você vai lá amor, só queria provocar um pouco.
– Você está louco se acha que eu teria coragem de sair de casa daquele jeito.

Naquele momento ela pulou em cima de mim, fizemos amor como nunca, percebi pelo fogo dela que aquela conversa a tinha excitado, talvez ela não tivesse coragem naquele dia, mas com certeza ela tinha, no mínimo, gostado da ideia.

Depois disso não tocamos mais nesse assunto, até que em minhas férias, no mês de Fevereiro, Luciano, um amigo nosso, que trabalhava comigo na empresa a mais de 8 anos, nos convidou para viajarmos com ele para o litoral da Bahia, ele possui uma casa na beira da praia, e já viajamos em 2 outras oportunidades com ele para lá, afinal, sempre tiramos férias juntos, somos muito amigos, porém dessa vez ele estaria sozinho, pois havia se divorciado a quase 10 meses de sua ex esposa, o plano era viajar eu, minha esposa, nossos 2 filhos, juntamente com ele, mas dias antes da viagem, meus 2 filhos desistiram de ir, pois meus pais iriam passar férias em Caldas novas e convidou os dois para irem juntos, eles preferiram acompanhar os avós, eu e minha esposa não achamos ruim, afinal, seria a primeira oportunidade de viajar a sós depois que eles nasceram.

Fomos para a Bahia de carro, já que era somente nós 3, fomos em um único veículo, a viagem de ida foi um pouco entediante para minha esposa, nas viagens anteriores ela tinha a companhia de Priscila, ex-esposa de Luciano, e também de nossos filhos, mas agora estava meio largada.

Chegamos a Bahia, logo no primeiro dia minha esposa alegou que seus biquínis estavam meio velhos, eram os mesmos do ano passado, ela iria querer uns novos, saímos então as compras, a cena sempre se repetia quando ela ia comprar roupas, pegava várias peças e levava ao provador, depois vestia uma a uma e me chamava para ver, em dado momento ela me surpreende com um fio dental, literalmente apenas um fio mesmo, não tapava nem a racha, quando eu vi aquilo fiquei espantado, não sabia dizer se ela estava de biquíni ou pelada mesmo.

– Gostei desse amor, vou levar! – Falou Renata fazendo cara de safada.

Confesso que na hora fiquei sem reação nenhuma, uma coisa seria ela usar uma roupa provocante, um vestido curto, (minha fantasia em secreto), outra seria ela usar aquilo, quase nua.

– Essa ai você não vai levar mesmo. – Falei meio bravo
– Não vou? Quem vai me impedir?
– Eu – Respondi
– Então vamos ver, vou levar e é você quem vai pagar

A danada escolheu mais duas peças e não é que ela colocou aquele no meio também? e eu que tive que pagar.

Voltei para a casa em silêncio, meio apreensivo, confesso que a ideia dela usar aquele na praia não me excitou nem um pouco, chegando lá perguntei
– Amor, você comprou esse biquíni fio dental, mas não está pensando em usar não né?
– Estava pensando sim, porque?
– Você ficou quase que pelada nele.
– Com aquele vestidinho também, e você queria que eu usasse, pensei que você gostasse de me ver provocando outros homens
– Na verdade, já até pensei mesmo em ousar um pouco mais, usar umas roupas mais curtas, um decote maior, se exibir um pouco, você é muito gata, mas esse biquíni aí passa dos limites.
– Eu já imaginava safadinho, que você queria que eu usasse umas roupas mais indecentes, pros outros mexerem comigo.
– Pra falar a verdade, quero mesmo, você se exibindo um pouco mais, pra esse bando de macho ficar com inveja dessa beldade que só eu posso desfrutar, mas não assim, você está pensando mesmo em usar isso?
– Tenho coragem não seu bobo, comprei só pra ver sua cara, depois vou voltar lá na lojinha e trocar

Nessa hora passou um monte de coisa na minha cabeça, ela não tinha comprado aquilo só pra me sacanear, talvez aquele fio dental deixasse ela um pouco mais soltinha, e mesmo sem querer que ela usasse na praia, não poderia permitir que ela se desfizesse dele, fiquei com aquela imagem de minha esposa com aquele fio dental, que maravilha, então virei para ela e disse

– Troca não amor, já comprou, deixe ele guardado, quando estiver só nos 2 você usa.
– Só nós 2 não tem graça, melhor trocar
– Tem graça sim, então quer dizer que você só gosta se estiver mais macho para te olhar?
– Você já me viu pelada um milhão de vezes, e eu usando só para você, quem vai babar? quem vai ficar com inveja?  não tem graça, melhor trocar.

Nessa hora Luciano chega e interrompe o assunto, depois saímos para dar uma volta e não se tocou mais nessa conversa.

Dois dias depois, era um sábado, tínhamos combinado de ir para a praia, mas amanheceu uma chuva enorme, o céu completamente fechado, era um daqueles dias que chove o dia inteiro, sem praia, sem passeios, para acabar de piorar o dia(ou melhorar) acabou a energia, ficamos os três conversando então, na varanda da casa.

Conversa vai e conversa vem, resolvemos brincar de algum jogo para passar o tempo, Luciano pega um baralho velho e começamos a jogar, após algumas rodadas eu tive a brilhante ideia de propor que quem perdesse, teria que pagar uma prenda, Luciano, coitado, era o que mais perdia, já tinha imitado o zoológico quase todo, minha esposa também perdia muito, a certa altura as prendas começaram a tomar outro rumo, minha esposa me colocou para tomar banho na chuva, depois foi a vez do Luciano, apenas ela que por pura sorte ainda estava sequinha.

De repente Luciano interrompeu o jogo e foi trocar de roupa, pois estava muito encharcado e temia ficar resfriado, quando retornou se desculpou pela ausência

– Perdão pela demora, minha roupa estava muito encharcada, acabaria gripando.

Minha esposa em um impulso, sem pensar, vira e fala:
– Na próxima prenda vamos colocar você pra correr pelado na chuva, assim não molha a roupinha.

Eu, no mesmo impulso, sem pensar no que estava falando, retruquei:
– E se for você que perder? vai correr pelada lá fora também.

Minha esposa responde?
– Quem disse que vou perder? O ruim de cartas aí são vocês dois, o próximo que perder, peladão correndo em volta da piscina, pra não molhar a roupinha.

Luciano arregalou o olho na hora, percebi na fisionomia dele a vontade de ver minha esposa nua, Renata começa a embaralhar as cartas com uma carinha de safada, e fala:

– Pena que vocês não conseguem ganhar de mim.

Não deu outra, na primeira rodada, que falta de sorte, quem perde? Renata (talvez tenha sido até de propósito que ela entregou o jogo), na hora eu e Luciano soltamos um grito: Hiiiii, aposta é aposta, agora vai ter que pagar.

Confesso que meu pau endureceu com a ideia, nunca tinha pensado naquilo, e provável que iria me arrepender depois, mas queria ver minha mulherzinha nua na frente de outro homem.

– Pelada é o jeito de falar né, vou de biquíni.
Ambos protestamos, mas num tom de brincadeira, ela correu para o quarto, voltou pouco depois com um biquíni (bem comportado), passou por nós dois, saiu na chuva, foi até a piscina, deu uma volta e voltou correndo, passou direto para a mesa para pegar uma toalha e se cobrir.

Confesso que nesse momento percebi um olhar malicioso de Luciano para Renata, ele faltou pouco comer ela com os olhos, e eu, naquele momento, imaginei a cena em minha cabeça, minha esposa com aquele fio dental se exibindo para nosso amigo, meu pau endureceu na hora, quase salta para fora da bermuda, não sei de onde veio aquele pensamento, ou aquele desejo, mas fiquei com aquilo na cabeça o resto da tarde.

A noite, começou a chover de novo, minha esposa preparou a janta, depois sentamos no sofá e começamos a jogar conversa fora, Luciano pela primeira vez falou de sua separação, para nós foi surpresa, eles pareciam um casal perfeito, mas ele confessou que eles não tinham relações sexuais a mais de 1 ano antes deles se separarem, e depois do divórcio ele não tinha arrumado mais ninguém, minha esposa se espanta.

– Mentira que você está a dois anos sem sexo?
– Mais de dois, juro pra você
– E como você aguenta?
– Estou igual um tarado, não posso ver mulher, que já fico em ponto de bala.

Eu interrompi
– Vixi, melhor eu tomar cuidado com a minha esposa aqui deixando ela correr de biquíni pela casa – Falei sorrindo
– Que isso brother, mulher de amigo meu pra mim é homem.

Renata esbravejou na hora
– Como assim? Tá dizendo que eu sou homem?

– Modo de falar, fico tarado por outras mulheres, não pela esposa de um amigo.
– Quer dizer que eu correndo semi nua pela casa não te excita não?
– Eu nem olho, tenho que respeitar
– Mas se olhasse te excitava?

Nesse momento interrompi:
– Uai amor, porque você está interessada em excitar ele?
– Não! Claro que não, mas achei engraçado a forma que ele falou.
– Do jeito que você fala parece que está bem interessada
– Interessada não, mas fiquei curiosa, se eu tivesse que pagar a aposta totalmente pelada? Não era esse o combinado? Eu que ludibriei os dois, mas me ofendeu ele falar que me vê como homem, se eu corresse pelada você não se excitaria?

Nesse momento Luciano ficou vermelho igual eu nunca vi ele, ficou realmente desconcertado, eu, percebendo a situação e tentando acalmar ele, mas já com aquele pensamento malicioso na cabeça, resolvi colocar lenha na fogueira.

– Pode responder Luciano, seja sincero, eu sou homem e sei como funciona, não vou ficar chateado não, responde ai.
– Cara, você sabe que eu te respeito muito
– Sim, e não é desrespeito você falar a verdade não
– Você com aquele biquíni mais cedo já me deixou excitado o dia todo, imagina pelada.

Renata deu um sorriso de orelha a orelha.
– Hum… Quer dizer que você gostou então?
Luciano olha meio desconfiado pra mim, medindo o que iria falar, então respondi:

– Luciano, relaxa cara, estamos entre amigos, sei que minha esposa é gostosa, muitos homens a desejam, tá de boa, pode ser sincero.

– Pra ser sincero, já bati 2 punhetas pra você depois daquela hora.

PQP – MEU CORAÇÃO FOI A 1000… procurei o que não queria e olha onde acabei entrando, um macho falando na minha frente que batia punheta pra minha mulher, pra piorar percebi na cara da Renata que ela estava excitada com a conversa

– Séeeeeerio? Que delicia – Ela falou sorrindo

Nesse momento interrompi
– Mas calma lá com esse negócio aí de delicia, isso tá indo longe demais.

Rimos os três – Luciano desconversou e voltou a falar sobre o seu antigo relacionamento, em dado momento ele se levanta para ir ao banheiro

Minha esposa chega perto de mim e cochicha
– Olha ai amor, você não quer me ver provocando outro homem? E se eu colocasse uma roupa mais curta para provocar a imaginação dele?

Nessa hora subiu uma raiva em mim, na imaginação eu queria minha esposa se exibindo, mas na prática? Senti um ciúmes que a muito tempo não sentia, porém ao mesmo tempo meu pau endureceu, e antes que eu percebesse Renata começou a alisar ele.
– Gostou da ideia né safadinho…

– Ai amor, não sei se é uma boa ideia.
– É sim, você vai gostar, vou colocar uma roupa bem provocante
– Mas é só provocar né? sem segundas intenções
– É louco é, claro que é só me mostra um pouquinho, tenho vontade de sair na rua assim mas não tenho coragem, é uma boa hora para começar a me soltar um pouco mais, e depois, ele vai ficar morrendo de inveja de você.

As palavras dela mexeram comigo, em minha cabeça já comecei a imaginar ela semi nua na frente dele, e ele babando nela, depois ela indo dá umas voltas na rua daquele jeito, foi então que falei.
– Vai lá então.

Nesse momento passou um filme em minha cabeça, minha esposa até então, recatada, fiel, pura, que nunca sequer usou uma roupa curta, agora foi lá vestir uma roupa bem provocante para se exibir pra outro homem, e pior, eu ali sentado concordando com tudo, não sei se estava animado ou arrependido de deixado ela ir lá.

Luciano volta e senta no sofá, ele logo percebe que eu estava tenso e pergunta:

– Aconteceu alguma coisa?
– Sim – Respondi – Logo você vai saber
– O que foi? Eu fiz algo de errado?
– Não, relaxa cara, não tem nada demais, só a Renata que perdeu a cabeça.
– Como assim doido, perdeu a cabeça
– Relaxa irmão, logo logo ela volta e você vai ver

Minutos depois Renata volta, estava com um vestidinho bem curto, a danada já foi pra viagem com más intenções, pois aquele vestido era novo, eu nunca tinha visto ele, provável que ela tenha comprado já pensando nisso, o vestido era de rendinha azul, mas puxado pra uma lingerie que para um vestido, e aberto no meio, tinha uma fita que amarrava ele na cintura, ela passa desfilando entre nós dois, foi inevitável a secada do Luciano nela, olhou de cima em baixo.

Ela se vira para ele e pergunta
– E agora? mulher de amigo seu é homem

Luciano responde
– Não é mesmo.

– Você gostou?

Ele atônito responde:
– MARAVILHOSA, com todo respeito, é claro
Eu interrompo
– Maravilhosa de verdade, mas é só para olhar cara, não se anima não.

Minha esposa interrompe.
– Só olhar e elogiar, pode comentar ai que hoje meu maridinho não vai achar ruim não, além de maravilhosa o que mais?

– Deliciosa, respondeu Luciano

Eu viro pra minha esposa e falo:
– Senta aqui amor – Chamando ela pra sentar em uma poltrona que estava em frente a ele.

– Você quer que eu sente aí pra que? pra ele ver minha calcinha amor?
– Pode ser – Respondi meio aéreo ainda
– Nesse caso vou fazer melhor então – Exclamou ela puxando a cordinha e abrindo o vestido, ela estava com uma lingerie vermelha de rendinha, estava linda, gostosa, deslumbrante, impossível um homem olhar aquela beldade e não explodir de tesão, ela então joga o vestido pra trás e começa a rebolar em frente o Luciano, depois vira de costa e se encurva deixando a bunda a quase meio metro dele, eu havia fantasiado centenas de vezes minha esposa se exibindo, já até havia me masturbado pensando naquilo, mas confesso que aquela cena, a sensação era algo extraordinário, um misto de tesão, ciúmes, todo tipo de sentimento rolava em mim naquela hora, minha esposa vira novamente para o Luciano e fala.

– E agora? melhorou sua imaginação na hora de bater uma punheta?

– Demais, isso é combustível para uns 3 meses no mínimo.

– 3 meses só?

Nesse momento, eu já estava louco de tesão, meu pau latejava tanto que doía preso a cueca, meio fora de mim, virei pra minha esposa e falei.

– Veste aquele biquini então que compramos, se com essa lingerie são 3 meses de combustível, aquele lá vai ser no minimo 1 ano
Me arrependi antes de terminar a frase, mais excitado pelo momento deixei rolar,

Minha esposa deu um sorriso SAFADO, passou a mão no rosto do Luciano e falou:

– Espere aí meu amor, já volto viu.

Minha esposa entrou no quarto, Luciano vira e me fala.

– Pow irmão, com todo respeito, tua mulher é gostosa demais.
– Valeu cara, mas te peço uma coisa, o que está acontecendo aqui, tu nunca pode comentar com ninguém viu, tem que morrer aqui o assunto.
– Te juro irmão, prometo pelo meu filho, vai pro túmulo comigo isso

Minha esposa gritou lá do quarto
– Se ele comentar arranco o peru dele.

Nós dois rimos

Minutos depois minha esposa sai do quarto, confesso que não sei dizer se ela estava vestida ou pelada, a parte de cima só tapava os biquinhos do peito, a parte de baixo mal cobria a bucetinha dela, quando vi aquilo o mundo girou, o que eu estava fazendo, o que estava permitindo, minha esposa estava LITERALMENTE NUA na frente do Luciano, eu já havia me arrependido daquilo tudo, mas o tesão que eu estava me descontrolava, eu era incapaz de parar aquela situação.

A viagem que transformou minha esposa

A viagem que transformou minha esposa

Minha esposa vem caminhando, para em frente ao Luciano e põe o pé direito em cima do joelho dele que estava sentado, eu que estava de lado conseguia ver a buceta dela, imagine ele que estava de frente, ela então com uma voz bem melosa diz.

– Agora tem combustível para se fantasiar por um ano?
– CARALHO! respondeu Luciano – Com essa cena acho que tenho para a vida inteira, jamais me esquecerei disso.

Minha esposa tirou a perna e deu uma volta bem devagar para ele admirar bem, nisso Luciano vira pra mim e fala

– Cara, desculpe a ousadia, mas não custa tentar, posso me masturbar aqui?
– Poxa irmão, aí já é demais né, acho melhor não

Minha esposa vira pra mim com uma cara de desapontada
– Amor, você é muito maldoso, deixa o rapaz nessa situação e não permite nem que ele bata uma punhetinha?

– Ele pode se masturbar amor, aliás, essa era a intenção, lembra? só não queria que fosse na sua frente.

– Faz isso não, ele já vai bater muita punheta pensando no que viu, seria legal ele bater uma vendo ao vivo também.

Eu estava para explodir de tesão, estava louco para comer ela, não sei de onde tirei a ideia, mas virei para ela e falei.

– Vamos fazer assim, eu vou te comer aqui e agora, com ele assistindo tudo, e enquanto assiste, ele bate a punheta.

– Nossa que delicia, amei essa ideia, só não gostei de um detalhe.

– Qual detalhe?

– Eu queria ver ele se masturbar, se vc estiver me comendo eu não vou me concentrar

– É pegar ou largar, aceita a proposta?

– É pra você me comer então por trás, quero ver ele se masturbando

Levantei, tirei aquele fio de dentro de sua buceta, virei ela, e meti gostoso, enquanto metia tratei de tirar a parte de cima deixando ela sem nenhuma peça, nesse momento, olho para o Luciano, ele já está pelado também, acariciando o pau, nessas horas, movido pelo tesão, acabei fazendo uma loucura, tomei uma decisão sem nem pensar, agi por total impulso, eu nem sei de onde veio essa ideia, mas eu virei pro Luciano e perguntei:

– Quer comer ela também?
– Você deixaria? Perguntou ele

Tirei meu pau da buceta dela e estendi a mão autorizando ele, minha esposa vira pra mim e pergunta:

– Tem certeza amor?
– Se você quiser, pode ir, você quer?
– Eu quero, mas quero saber se você está certo disso.
– Sim, estou, vai fundo.

Luciano já estava em pé de frente a minha esposa, ela empurrou ele de novo para o sofá.

– Senta aí então que eu quero sentar no seu cacete.

Ele sentou e ela foi por cima, enquanto ela cavalgava ele amassava os seios dela, quando ela estava quase gozando, ela para, se levanta,  fala que estar com vontade de ser enrabada de quatro, eu todo animado vou em direção a ela, também estava louco pra voltar a fuder minha princesa, mas ela vira e me fala

– Calma amor, deixa eu terminar com ele, já cuido de você

– Ok – respondi sem graça,
Ela ficou de quatro e ele meteu sem dó nela, eu ali parado, só alisando meu cacete, vendo o amor da minha vida sendo enrabada por outro homem, não sabia ao certo se estava com raiva, arrependido ou aproveitando a situação, queria parar a foda, mas ao mesmo tempo continuar, então deixei rolar.

Percebi quando Renata gozou, Luciano gozou em seguida e os dois sentaram exaustos no sofá, minutos depois, eu ali de pau duro ainda, minha esposa se levanta, se encurva em meu pau apontando o rabo para o Luciano, e começa a me masturbar, enquanto ela me punheta, encara o Luciano com uma cara de vadia querendo rola, e o tarado se aproveitando da posição de minha esposa, ele não tirava os olhos do cu de minha mulher, nesse momento não consigo me controlar e acabo gozando na mão de minha esposa.

Minha esposa e eu nos sentamos, ficamos ali os três, pelados, encarando um ao outro
Alguns minutos de silêncio eu puxo assunto.

– É o seguinte, o que aconteceu aqui foi prazeroso para todos, foi uma experiência única, mas não vai se repetir, só espero que o que aconteceu aqui morra aqui, e nunca ninguém fique sabendo, e vc Luciano, volte a respeitar minha esposa como antes.

– Claro que sim, só tenho a agradecer por essa noite maravilhosa, pode ficar sossegado, morreu aqui, e entendo também que não se repetirá,  será como se nunca tivesse acontecido

Minha esposa toma a palavra
– Nossa, foi delicioso, eu nunca imaginei que seria assim, mas agora você vai ter que ficar só com  suas punhetas.

– Isso eu não posso impedir,  falei me levantando, minha esposa me acompanhou, fomos para o banheiro tomar banho, minha esposa entrou primeiro e fechou a porta, demorou uns 15 minutos, quando saiu, me chamou para conversar

– Amor, me perdoa,  não sei o que deu em mim, não era pra ter feito uma loucura dessa, me perdoa por favor, você sabe que eu te amo, você é, e sempre será o único homem da minha vida, me perdoa, por favor…

– Amor, não precisa pedir perdão não, não tem o que perdoar, tudo o que rolou foi com meu consentimento.

– Estou com medo de vc se arrepender, sentir nojo de mim, não me querer mais..

Nesse momento eu abracei ela
– Jamais minha princesa, nunca vou sentir nojo de vc, nem te largar, o que preciso fazer e te agradecer,  essa era uma fantasia minha, e você realizou. Eu gostei muito. Obrigado

Nesse momento ela se vira me beijando e pergunta:
– Você jura que gostou???
– Sim, amei
– Não acredito! Mesmo quando ele estava me comendo??
– Principalmente quando ele estava te comendo.
Ela para, e olha para mim:

– Quero ouvir você falar olhando em meus olhos que gostou de ver ele me fodendo.

Segurei o rosto dela e olhei em seus olhos
– Amor, eu amei ver você sendo comida pelo Luciano

– Nossa! me deixa até excitada desse jeito.
– E você? Gostou de transar com ele?
– Você sabe que você come melhor, né? Mas ele também mete muito gostoso.
– Fala a verdade, você gostou mais dele né?
– Não amor, é diferente, com vc é amor, é mais gostoso, mas com ele também foi uma delícia

– Você quer dar pra ele de novo?
– Não amor, isso já foi longe demais, melhor parar por aqui mesmo.
– E se eu quisesse que você transasse com ele de novo?
– Para amor, vai que eu acredite.
– É sério
– Não, vc falou que não iria se repetir, então acabou

Falou me empurrando para o banheiro e fechando a porta

Terminamos o dia, fomos dormir, no outro dia fomos  a praia, Luciano respeitava minha esposa, mas percebia que ele já olhava diferente pra ela e que ela também já olhava diferente pra ele, e eu comecei a me excitar com a ideia deles transarem de novo.

Quando retornamos no final do dia, minha esposa entra no banheiro para tomar banho,  eu entro em seguida e abraço ela por trás e falo:

– Amor, eu sei o que eu falei ontem, mas de verdade, eu quero muito que você dê pro Luciano de novo, por favor, desde ontem que não paro de pensar nisso.

Minha esposa se vira, com uma cara de putinha, e fala
– Tu gostou mesmo de ver sua esposinha sendo comida por outro né safado?
– Sim, gostei muito
– Eu posso até dar pra ele de novo, mas agora será do meu jeito, tem algumas condições
– E que condições seriam essas?

– Primeiro: Entenda o seguinte, o fato de eu transar com outro homem não lhe dá o direito de ter outra mulher, ok
– Sim, claro que sim
– Continuo a mesma mulher ciumenta de sempre, nunca permitiria você transar com outra mulher, se for essa sua intenção que fale agora e paramos por aqui.
– Juro que essa nunca foi minha intenção
– Não quero você nem olhando para outra mulher, vamos brigar se eu te pegar secando alguma quenga por aí, nada de assistir pornô pra ver mulher pelada, e principalmente ficar olhando para as mulheres de biquini na praia, eu não permito.
– Tudo bem, concordo amor
– Lembra que se eu dei pra ele foi porque você pediu.
– Sim.

– Segundo; Eu quero transar com ele em nosso quarto, sozinhos, vamos passar a noite aqui, eu e ele. e você vai dormir lá no quarto dele

– Aí não amor, ai já é pedir demais, se vc vai dar para ele de novo, eu quero ficar assistindo tudinho.

– Por favor coração, queria só um pouco de privacidade, só eu e ele, vc fica lá no outro quarto imaginando como ele deve estar me comendo.

– Mas que graça tem isso?
– Prometo que será apenas essa noite, só para realizar minhas fantasias, amanhã deixo ele me comer o dia todo com você assistindo.

-Amanhã o dia todo?? Perguntei surpreso,  ela nunca teve esse fogo comigo.

– Sim, amanhã e todas as outras vezes que ele me comer, prometo que deixo você assistir tudinho, como quiser, pelo ângulo que quiser, nunca mais farei sozinha, tem minha palavra.

Nesse momento percebi que minha esposa tinha virado uma puta, pedi pra ela dar mais uma única vez pra ele, e ela já estava pensando em dar outras vezes, tratando ele como seu amante, “todas as vezes que ele me comer…”, me bateu uma raiva, mas o tesão era tão grande que nem questionei, só insisti que queria ver.

– Tudo bem, então vou deixar vocês sozinhos no quarto,  mas também vou por minhas condições, deixe a porta aberta para que eu dê uma espiadinha de vez em quando, e também lembre-se que você prometeu, nunca mais você vai dar pra ele sem que eu esteja presente.

– A porta aberta?

– Sim

– Aberta não, deixo destrancada, mas não que seja pra você abrir, não quero que você veja nada.

– Amor, seja sincera, quais são suas pretensões no quarto que eu não possa ver?
– Se eu te falar perde a graça, são fantasias que quero realizar com ele, prometo que amanhã te conto tudo em detalhes, e tudo que eu fizer aqui, posso repetir depois pra você ver, mas agora não posso te contar, você tem que ficar lá no outro quarto tentando imaginar.

– Que tipo de fantasia?
– Beijar na boca, e umas coisinhas mais adultas, que não vou te falar, nem insista, só te conto amanhã, já falei.
– Não sei se é uma boa ideia isso.
– É sim, faz isso por mim amorzinho?
– Tudo bem então, eu aceito, contrariado! mas aceito

– Termina o banho e vai lá pra sala com ele, mas não conta nada, deixa que eu faço a surpresa depois.

Minutos depois sai do quarto, Luciano estava na varanda, fui pra lá e começamos a falar sobre futebol, minha cabeça girava, não conseguia me concentrar no assunto, só conseguia pensar que daqui um pouco ele estaria arrombando minha esposa e eu nem saberia como, mas estranhamente aquilo me dava um tesão descontrolado, era tão grande que em dado momento Luciano perguntou o motivo de eu estar armado, desconversei falando que era besteira, minha esposa demorou uns 40 minutos pra sair do quarto, quando ela abre a porta, estava deslumbrante, um vestidinho amarelo bem folgado um pouco acima do joelho, parecia uma camiseta, mas não sei se era eu que estava tarado demais, mas ela estava mais gostosa com aquele vestido do que pelada, quase fui a loucura, percebi que o Luciano também ficou tarado, mas tentou disfarçar tirando os olhos dela pra dizer que estava respeitando.

Minha esposa chega na varanda e pergunta:
– E ai? Quais são os planos para hoje?
Fiquei mudo, a danada que tinha planejado tudo e ainda vem com cara de safada perguntar quais os planos, Luciano após eu ficar em silêncio por uns segundo responde.
– Não sei, que tal assistir um filme, ou jogar alguma coisa?
– Credo, que programa sem graça, pensei de tomarmos alguma coisa na beira da piscina ali e jogarmos conversa fora,
– Legal, pode ser – respondeu Luciano

Ele se levantou e foi ajeitar as cadeiras próximo a piscina, minha esposa foi buscar algumas bebidas e eu fui buscar um pano para limpar as cadeiras.

Estava eu e ele já sentado, minha esposa chega e coloca as latinhas em cima da mesa, vira e fala:
– Estou muito desapontada com vocês
– Uai, porque? pergunta Luciano
– Me arrumei toda, chego aqui ninguém comenta nada, nenhum elogio, todo mundo sério.
– Olha, até pensei em comentar, mas você é uma mulher casada, não posso ficar falando que você está linda – respondeu Luciano
– Agora pode, meu maridinho querido te autoriza, não é amor?
– Sim, vamos fazer assim, quando tiver apenas nós três, eu autorizo você elogiar a Renata.
– Sendo assim, posso falar então que você está muito linda, deslumbrante
– Só isso? E gostosa? Não estou gostosa?
– Demais
– Me fala aí, já bateu alguma punheta hoje pensando em mim?
– uma não, já bati três.
Minha esposa arregalou os olhos
– Tu é safado hein…

Sentamos os três na cadeira, minha esposa vira para o Luciano e diz
– Hoje também estou bem safadinha, então resolvi propor uma conversa diferente.
– Que tipo de conversa é essa amor? perguntei
– O Luciano já sabe de nossa intimidade, agora quero saber a dele, quero que ele fale sobre suas aventuras sexuais, como era a relação dele com a Priscila, como ele comia ela, quantas mulheres ele já pegou, onde foi, sei lá, quero falar de sexo…
Luciano se ajeita na cadeira, olha meio desconfiado pra mim, e fala
– Nossa, está bem safadinha mesmo, mas não creio que o Paulo esteja interessado nisso não.
– Se ele não estiver gostando da conversa, ele pode ir dormir, eu estou bem interessada,
– Mas eu fico meio desconfortável falando de minha intimidade…
– Da minha você gostou né vagabundo – respondeu sorrindo minha esposa, – se você falar tudo o que eu quero ouvir, no final você vai ganhar um presente.
– Uau, e que presente seria esse?
– Pergunta ai pro Paulo que ele te fala
Olhei para ele  e respondi:
– Ela vai te liberar a buceta de novo.
– CREDO! – respondeu minha esposa – Precisava ser tão direto assim , ela vai te liberar a buceta…
– Uai, era pra falar como então?
Luciano tomou a palavra e falou todo animado
– Opa, vamos lá, por onde começo?

Foi quase uma  hora, falou de como perdeu a virgindade, das poucas relações que teve antes do casamento, de como tinha conhecido a Priscila, sua ex esposa, a primeira transa deles, falou que ela era bem comportada, que sexo entre eles era apenas papai e mamãe, que nunca tinha rolado boquete entre eles, ela achava nojento, e de várias outras transas deles, confesso que para mim a conversa estava bem entediante, a não ser quando ele comentava da Priscila, que por sinal era uma gata, mas percebia que sempre que ele falava dela minha esposa me olhava com uma cara desconfiada pra ver se eu estava gostando, eu, é claro, disfarçava.

De repente, minha esposa se levanta e diz:
– Luciano, arruma sua cama que o Paulo vai dormir lá hoje.
–  Uai, e eu vou dormir aonde? perguntou ele já todo assanhado
– Comigo uai, vamos passar a noite juntos.

Fui para a cama dele numa tristeza, tive que ver ambos entrarem em nosso quarto e fecharem a porta, isso era por volta das 22, fiquei até quase meia noite observando o movimento e tentando adivinhar o que eles faziam, só tenho certeza que boquete rolou por horas, pois ouvia ela mandando ele chupar e depois ouvi quando ela mandou ele se deitar que era a vez dela chupar, quando o movimento deles acabou, eu fiquei um pouco quieto e acabei pegando no sono, acordei por volta das 4 hrs da madrugada com o barulho da cama, percebi que ele metia de novo em minha esposa, dessa vez foi rápido, uns 15 minutos depois se acalmaram, levantei por volta das 7, fui na padaria comprei pão, fiz café, por volta das 8 hrs sai do quarto minha esposa, só de calcinha e sutiã, Luciano estava de cueca, eu estava arrumando os pães, minha esposa fica do outro lado da bancada, Luciano chega por trás dela, beijando seu pescoço. eu pergunto então:

– Parece que a noite foi boa né?
– Você nem imagina o quanto – Responde minha esposa
– Tá na hora de desgrudar aí, agora é minha vez de curtir um pouco minha esposa
Ela dá um sorriso e fala:
– Calma amor, quando terminar o café vamos lá fora que vou te contar uns detalhes da noite, por enquanto deixa ele aqui que está gostoso.

Terminamos o café, Luciano foi lavar a louça e eu sai pra área com minha esposa

– E ai? o que aconteceu lá no quarto?
– Amor, você nem imagina, primeiro coloquei ele pra me chupar, o coitado nunca tinha chupado uma buceta, tive que ensinar ele, depois chupei o cacete dele, depois metemos em todas as posições possíveis.
– E o que tinha de diferente que eu não podia ver?
Ela começou a sorrir.
– Nada demais amor, eu só queria saber qual era a sensação de você morrendo de ciúmes e de curiosidade no outro quarto enquanto outro homem me comia, e foi maravilhoso, saber que você estava lá escutando sem poder fazer nada.
– Tu é mal né?
– Sou muito má mesmo…
– Pensei que você ia liberar o cuzinho pra ele, do jeito que você estava falando…
– Amor, vou ser sincera, vontade eu tive muito, mas não é justo, você é meu esposo, eu nunca liberei pra você, não era certo liberar pra ele
– Mas ele pediu?
– Não, mas enfiou o dedo várias vezes.
– Que safado

– Amor, você vai me liberar de novo mais tarde?

– Não sei, agora tinha que ser a minha vez, né?

– Não amor, não quero você metendo em mim hoje não, quero você morrendo de vontade e de ciúmes, igual de madruga.
– Como assim, não vai me dar?
– Não, quando você goza, acaba teu tesão, quero ver você subindo nas paredes e assistindo eu fuder.
– Putz, é sério
– E sem se masturbar, aliás, não é nem pra tirar a roupa.
– isso é covardia
– Sim, mas vai ser gostoso, por favor
– Ok, o que você me pede que eu não faça…

Após isso nos trocamos e fomos para a praia de novo, Luciano nem imaginava o que o aguardava, não sabia se voltaria a comer ela de novo, mas minha esposa já estava com tudo planejado, quando chegasse em casa, iria tomar um banho e pediu que eu enrolasse o Luciano, não era pra deixar ele ir banhar.

Quando chegamos, ela entrou direito pro banheiro, eu fiquei na sala conversando com Luciano, quando ela saiu do banheiro, ela perguntou se nós já tínhamos banhado e eu respondi que não, Luciano falou que iria tomar banho, quando ele estava no chuveiro, minha esposa abre a porta, pega ele completamente nu, ele se assusta um pouco, mas logo ja está em ponto de bala, eu fiquei na porta do quarto escutando, ela diz a ele que vai dar banho nele e começa a lavar sua rola,  pouco depois eu me aproximo da porta e vejo os dois se beijando de língua, eu quase morro de ciúmes nessa hora, minha esposa me olha de rabo de olhos ainda com o cacete dele na mão, desliga o chuveiro e o chama pra sala.

Eu vou na frente enquanto eles se secam, minha esposa chega com ele e manda que ele se sente, ela o coloca na minha frente, se ajoelha, e começa a pagar um guloso pra ele, nesse momento, ele meio excitado, vira e fala:
– Desse jeito você vai me deixar acostumado
– Então vai acostumando – respondeu Renata
Depois de uns 5 minutos ela para, pede que eu tire a calcinha dela e o sutiã, e se deita no sofá com a cabeça em meu colo e pede para o Luciano chupar sua buceta, enquanto ele chupa e ela geme, ela me olha nos olhos com uma cara de puta, depois disso pediu que eu segurasse ela enquanto ele metia, tive que sentir minha esposa gemer na vara dele. no final de tudo, o que ganhei foi minha esposa baixar meu calção com minha cueca e deixar eu gozar na boca dela enquanto ela me chupava, mas confesso que foi delicioso.

As férias acabaram, depois desse dia, eles transaram mais 2 vezes, combinamos nós três que tudo que aconteceu na Bahia, ficou na Bahia, aqui em Brasília seria como se nunca nada tivesse acontecido, aqui eles não transariam, ficamos certo que no próximo ano, passaríamos as férias juntos e talvez essa aventura se repetisse.

Isso tudo aconteceu no começo de fevereiro,  já estamos em agosto, depois que chegamos de viagem Luciano viu minha esposa em 4 ou 5 oportunidades,  mas sempre por pouco tempo, e apesar de notar os olhar entre eles não rolou nada demais.

Mas confesso, viajei um marido certinho, ciumento, e lá me transformei, agora todas as vezes que vou comer minha mulher fico imaginando ela dando para o Luciano, e sei que ela pensa nele também, mas não tocamos mais nesse assunto.

A grande questão é: Quero ver ela fuder com ele de novo, não uma, mas varias vezes, sonho com isso toda noite, sei que ela quer também, mas tenho muito medo, e se rolar algum sentimento entre eles? Se ela passar a gostar mais dele do que de mim? Se ela quiser me largar e ir morar com ele??

Não sei o que fazer, por isso escrevo aqui, tomara que alguém já tenha passado por algo parecido e possa me ajudar.

Deixo meu e-mail aqui para interações

18164 views

Contos Eróticos Relacionados:

O Professor de Informática e suas colegas safadas III

No seguinte dia, recebo uma ligação que serei mandado a outra unidade por dois dias para cobrir uma professora, fui prontamente, uma equipe maioria de homens, só uma mulher que iria substituir,...

LER ESTE CONTO

Adoro engolir porra

Silvia e Kátia estavam deitadas no terraço tomando banho de sol. “Desde ontem não consigo pensar em mais nada além de esperma e paus. Ontem à noite eu enxuguei Tom duas vezes e o deixei me...

LER ESTE CONTO

Eu e o tio coroa da minha amiga

...Resolvi então aproveitar, aquele coroa era muito bonito e estava me deixando excitada, passei os braços em volta do seu pescoço e comecei a alisar seus cabelos grisalhos e sedosos, senti seu volume crescer mais de encontro ao meu corpo, passei a esfregar minha bucetinha no seu pau, ele falou: - Isso tesudinha, mexe assim, vamos delícia...

VER

Gruta Selvagem e ardente

Gruta Selvagem e ardente - Um amigo meu contou que sua cunhada recém-separada estava subindo pelas paredes já que não trepava há mais de ano e que residindo atualmente com ele e a esposa sofria...

LER ESTE CONTO

8 - Comentário(s)

  • Paulo 02/02/2024 00:47

    Boa noite amigo tome cuidado nunca e emvolver com pessoas próximas.

  • Jonas 26/12/2023 19:16

    Olá Paulo deixa rolar só pede para participar sempre ,fala para ela te chamar de corno ,deixa ele também te chamar de corno pega na pica dele ajuda a enfiar na boceta da sua esposa putinha pede para ele gozar dentro depois chupe ela todinha, minha mulher me seduziu primeiro me fez gostar de fazer inversão depois me fez ser seu corno com um primo meu ,depois com alguns amigos hoje continuamos juntos eu usando calcinha em casa para ela me usar como queira e depois comer ela de todas as maneiras e as vezes nos encontramos com algum amigo ou meu primo onde ela se deixa ser entra ada me enchendo de tesão me chamando de corno depois pede para me ver sendo comido pelo meu primo ou amigo me chama de sua putinha e seu corninho olha estamos nos divertindo muito adoro ver ela sendo comida por outro macho e me chamando de corno e me fazer ficar só de calcinha enquanto mete com outro macho corno mas feliz .

  • Macho pra hotwife 04/12/2023 03:02

    Adoro hotwife, é gostoso demais dar prazer a esposa com o marido assistindo, moro em serrinha-ba. Casais afim me chama [email protected]

  • Antonio Pedro 01/11/2023 05:21

    Quero muito ser corno assim. Tenho uma bela mulher linda e gostosa

  • Antonio Pedro 30/10/2023 13:59

    Que coisa linda de se ler, conto divino, inspirador demais, quero ser urgente. Meu e-mail [email protected]

  • joao 04/10/2023 17:18

    melhor historia q ja li

  • Fabio 02/09/2023 07:46

    Amigo que delícia ser Corno,bom demais ..que conto maravilhosos

  • Emerson 30/08/2023 15:54

    Faz o seguinte não repete com ele para evitar que se apaixonem, façam com outros homens de fora tipo eu. Pois não tem vínculo e não correrá o risco de ficar se encontrando

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 4 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Porno Español - Acompanhantes Campinas - Pornozao - Acompanhantes RJ - XXX - Porno Gratis - Contos Eróticos - Sexo Gay - Dog Porn - Sexo Com Animales - Contos Eróticos Incesto - Relatos Calientes - Porno Buceta - Ursos Pelados - Pornolandia - Cnnamador - Xvideo - Xvideos Porno - X videos - Corno Blog - Pornô - Xvideos Pornos - Mega Filmes - Putaria Telegram - Xvideos Onlyfans

Contos Eróticos

© 2024 - Conto Erótico - ThePornDude