Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos Eróticos Gay » Matamos os desejos de dois pescadores na praia

Matamos os desejos de dois pescadores na praia

Publicado em 10/04/2024 por Megalopta

Euzinha e minha amiga Flora matamos os desejos de dois pescadores na praia da Região dos Lagos-RJ

Após eu e minha amiga de cursinho, Flora participar de uma orgia com o Pedrão seu namorado e seu Wilson seu sogro, viúvo, cinquentão, gostoso; onde ninguém foi de ninguém, com troca de parceiros; quando eu realizei a minha primeira dupla penetração, recebendo as picas destes dois machos ao mesmo tempo no meu cu, me fazendo chorar e sofrer de dor e prazer.

Após eu e seu Wilson dormimos mais um pouco, na sua suíte, na sua linda mansão na Região dos Lagos, Rio de Janeiro; eu e ele fomos acordamos por volta das 12 horas; com as palmas de minha amiga e seu namorado, aos gritos: ATENÇÃO, O CASALZINHO, VAMOS ACORDANDO O DIA  ESTÁ LINDO!

HOJE E DIA PESCARIA E BARCO JÁ ESTÁ PRONTO PARA SARPAR PARA AUTO MAR! Puxando o nosso lenções deixando os nossos corpo nus avista.

Eu deitei minha cabeça sobre o tórax  do seu Wilson, acariciando os seus pentelhos e disse: amor, se você não se incomodar eu prefiro ficar na praia, esse negocio de mar, água com grande profundidade não é pra mim!

Foi quando Flora, completou: é amor, eu e essa Lu preferimos fica pegando um bronze na praia para dá uns retoques dos nossos bronzeados  e nas nossas marquinhas para a alegrias de vocês dois!

E assim aconteceu, após eles arma a nossa barraca de praia, embarcaram com destinos ao alto mar; como estávamos alojados em uma ponta deserta da praia, onde havia umas quatro pequenas casas de madeiras, estando todas fechadas. Eu olhei para os lados e como não avistei ninguém, retirei a minha sunga de praia, ficando completamente nu.

Flora sorrindo perguntou: sua bixa, vai ficar sem roupa?

Eu: vou, a praia está deserta, e essas casas parece está vazias!

Ela: e se aparecer alguém?

Eu sorrindo disse: espero que seja machos, belos e gostosos!

Ela gargalhando disse: você não passa de uma puta!

Foi quando a Flora ao voltar da água, onde ele foi se molhar um pouco para passar o bronzeador; em um tom de desespero, disse: Lú, disfarça e olha, está vendo aquela casa que está na elevação a nossa direita, tem dois homens nos observando!

Eu com meu olhar periférico, passei a avista-los, eram dois homens, um de aproximadamente uns 26 anos, e o outro uns 30, morenos, cabelos castanhos escuros, corpo musculosos com cordões de prata no pescoço; vestindo apenas sunga de praia, ambas na cor, vermelhas; pareciam ser irmão; debruçados sobre guarda corpo da varanda que dava uma visão total de onde nos estávamos.

Foi quando Flavia, disse: não acha melhor você vesti a sua sunga!

Eu: claro que não amiga, muito pelo contrario é melhor você tirar esse seu biquini!

Ela: você está louco sua bixa; e se eles forem dois estupradores?

Eu: a vai ser o nosso dia sorte, imagina esse rapazes socando as suas picas no nosso cu e na sua buceta; vai deita ai, deixa eu passar bronzeador neste corpinho lindo, minha amiga! Ele vão ficar louquinhos de tesão ao nos ver; ela deitou com a bunda para cima e fiquei de quatro com a bunda voltada para eles, comecei a passar o óleo com movimentos sexuais e circulares na costa dela, tirando a parte de cima do biquini, ao chegar na bunda tirei seu fio dental passando a untar a sua bundinha bronzeada, com marquinha de biquini,  com pelos loiros; deixando cair um fio do óleo no buraco do seu cuzinho rosado, que murmurou baixinho: hummmm…sua bixa você está tirando proveito, assim você me deixa toda louca, hummmm…hummm!

Eu: você sabe que eu não sou chegado, é só para atrair as nossas presas;  voltei meu olhar para o local onde eles se encontravam, avistando eles se aproximando por uma trilha que dava acesso as areias da praia, sentando  ao nosso lado; e dizendo: boa tarde mulheres!

Passamos a simular que estamos surpresas, nos pegamos parte das toalhas que estávamos sobre elas, tentar ocultar os nossos corpos; quando o mais velho disse: calma, calma mulheres, não vamos fazer mau a vocês, prazer, eu sou Caim e esse e meu irmão, Abel!

Eu: desculpas rapazes, as nossas intenções não era desrespeitar vocês dois, eu e minha amiga não sabíamos que morava alguém nestas casas!

O mais novo sentado, comia o corpo da Flora com os olhos, disse: realmente, e uma vila de pescadores e no momento estão todos em alto mar, ficando só eu e meu irmão; para sinalizar as posições do cardumes de peixes para os barcos do pico desta elevação para os pescadores possam  jogar as redes em alto mar;

Flora, disse: interessante!

Abel sorrindo disse: quem, eu!

Flora respondendo a brincadeira, disse: também!

Eu olhando o corpo bronzeado de Caim, disse: os dois são dois homens interessantes!

Caim pegou o bronzeador da minha mão e disse: podemos ajudar!

Eu: sorrindo e olhando  nos seu olhos, sem responder deitei com a bunda para cima ao lado de Flora, dando a eles a visão das nossas bundinhas; eles passaram untar as suas mãos grossas e calejadas e passaram a aplicar em nossas costas, com meu olhar fixo no movimento das mãos  Abel o mais novo sobre a bunda da Flavia e ela com os olhos nas caricias de Caim na fazia na minha bunda; quando eu como o orientador de Flavia, empinei a bundinha completamente nu, deixando o buraco do meu cu aberto para ser explorado pelos toques da mão do experiente do pescador mais velho.

Flora como por orientação fez o mesmo, expondo o seu cu e sua buceta a caricia do Abel; ele encachou uma de suas mão entre as suas pernas e sobre a sua buceta, com os quatro dedos: indicador, médio, anelar e mínimo, criando uma figura côncava; com a mão em formato de colcha acariciava e   com o dedo polegar passou acariciar e introduzir no cuzinho dela, fazendo ela gemer: hummmm…hummmm, gostoso, assim você me leva hummmm, hummmm!

Caim pela sua experiencia, sabendo que bixa gosta de sofrer, apontou dois dedos de uma só vez no buraco do meu cu e foi introduzindo: me fazendo gemer: aaaiiiii…hummmmmm, garoto malvado!

Ele: gostou?

Eu: gostei, neste momento eu tirei sua sunga de praia, surgindo uma pica morena, ornamentada de artérias que dava a ela uma maior imponência, que ia engrossando conforme se aproximava da chapeleta pontiaguda; um saco com dois bagos graúdos e pesados; colocando minha cabeça em seu colo entre as sua pernas; passando a beija o seu saco, colocando um bago por vez na boca, chupando suavemente, sem apertar e sem causar dores. Em quando ele já havia introduzido três dedos nas minhas entranhas, me fazendo gemer: aaaaiiiiii Caim, assim você me machuca, seu puto!

Quando olhei para Flora, ela abocanhou a pica de Abel ele murmurou: aaaiiiiii, hummmm isso putinha chupa o meu caralho, hummmm, hummmm que boquinha gostosa!

Matamos os desejos de dois pescadores na praia

Matamos os desejos de dois pescadores na praia

Eu me virei para ela e disse; isso amiga chupa levemente o saco dele, se não você vai levar ele a sentir dores e corta o barato!

Ela só pode resmungar: hummmmm, está bom Lu! Rebolando deitada sobre a toalha com a buceta e o cu sobre o domínio do  seu pescador.

Tudo que eu fazia com o meu Caim, ela repetia com seu Abel; estando os dois sentados próximos e na mesma posição, com nossas bocas passamos tocar um poeta em sua picas duros como um ferro, ao longo das suas toras, do saco até a cabeça; nos levando a engasgar com as estocadas das suas picas no fundo da nossa garganta: Glu…glu…glu…hummm…hummm!

Ela, disse: Lu, fiquei sem folego amigo!

Eu sorrindo, reiterei: eu também!

Nesta hora Caim, deitou de costa sobre a areia e ordenou vem meu viadinho, vem, cavalga a minha bica do seu macho, vem…vem!

Eu apontei sua pica no meu cu e fui deixando ele adentrar as minhas entranhas, gemendo aaaiiiiii meu cu, hummm, que pica gostosa, quero ela toda dentro mim huuuuuuuu! Caralho está ardendo muito, Caim!

Quando eu olhei para Flora, ela estava abraçada ao pescoço do Abel, chupando a sua língua, cavalgava, subindo, descendo, rebolava e murmurando: hummmm meu pescador, isso, enche a minha buceta de porra, enche, enche, gostoso!

Quero tudo dentro mim, hummmm…hummmm!

Fodemos em diversas posições de franco assado até de quatro recebendo jatos de porra em nossas entranhas.

Até que os nossos machas caíram sem forças ao lado dos nossos corpos, deitados aos seu lados passamos a acariciar as sua picas que pouco tempo depois já havia criando vida; foi quando eu com acara de safado, disse: vocês dois ainda tem disposição para realizar um desejo da minha amiga, aqui, (batendo com  uma das minhas mão na bunda dela)

Abel olhando para Flora, indagando: que desejo esse minha putinha?

Ela: sorrindo mais uma vez, disse: não sei, essa bixa é maluca!

Caim que estava ao meu lado, disse: eu também fiquei curioso!

Eu: fazer ‘DP’ dupla penetração com essas duas picas ao mesmo tempo no cu, (segurando e balançando as duas picas que já estavam em ponto de bala).

Ela sorrindo, disse: sua bixa, você está maluca, duas pica no meu cu, nunquinha meus amores; pra isso eu tenho uma buceta e cu para satisfazer vocês dois; mas, duas pica no cu é só para essa bixa aqui, (batendo na minha bunda)

Eu: Flavia deixa de frescura, pelo que eu te conheço, você está falando isso da boca para fora a sua vontade e sentir essas duas picas duras no seu cu! (apertando as picas duras dos dois pescadores)

Ela: Lu, não faz isso, esses homens vão me arrombar toda!

Eu: que nada boba, é só fazer o que me você me orientou ao da o meu cu para o seu namorado e seu sogro, (fatos relatados no meu conto anterior, intitulado: “A minha primeira dupla penetração no meu cu”) além disso é melhor ser uma mulher arrombada que uma frustrada por não ter realizado os seus desejos.

Foi quando Caim o mais experiente, disse: Flavinha minha jovem, podemos fazer o seguinte, primeiro o Abel que tem a pica menor e mais fina vai enterrar no seu cu; eu só vou enterrar se você pedir, estamos acordados?

Ela pensou por alguns momentos, e disse: Lu, vai ficar na sua responsabilidade de orientar tudo o vai acontecer aqui, sua bixa!

Eu: minha amiga, tenho certeza que você vai da conta destas da picas desses pescadores e de mais alguns que aparecer nesta praia, passamos todos a gargalhar.

Foi quando eu disse: deita sobre a toalha Abel com a pica para cima, Flavia aponta a chapeleta da pica dele no cu e foi sentando, recebendo centímetros. até que ela cheia de tesão soltou o corpo sobre a chapeleta do seu pescado, gritando: AAAAIIIIIII MEU CU ABEL! ESTÁ ARDENDO PRA CARALHO HOMEM!

Hummmm, hummmm meu cu está pegando fogo, Lu!

Eu: calma, calma amiga, a dor já vai passar!

Ela chorando, disse: sua bixa, você está se vingando não é sua puta!

Eu: que nada amiga, só quero vê você gozar com essas duas picas enterradas em suas entranhas!

Ela: passou a emitir som de prazer: Huuuuuuu, hummmmm, hummmm; passando a rebolar lentamente, mumurando: hmmm, hummmm, aaaiiiiiiii, gostoso, que pica gostosa; até sentir os pentelhos de Abel roçar sua bundinha!

Ela aos prantos, disse: Caim vem, meter a sua pica no meu cu, antes que eu desista!

Lu, ajuda amigo!

Eu empunhei a pica de Caim, coloquei sobre a pica de Abel que estava dentro do cu da Flavia, segurei as duas com a mão, apontei a chapeleta de Caim no buraco do cu da minha amiga e com gesto de cabeça, fiz sinal de sim e ele enterrou no cu da Flavia, fazendo ela gritar como nunca: AAAAIIIIIIIII, PUTA QUE PARIU!

VOCÊS ME DISLACERARAM TODA: AAAIIIIIII, AAAIIIIII!

CARALHOS, SEU FILHOS DA PUTAS ESTA DOENDO PRA CARALHO, TIRA, TIRA ESSAS PICAS DO MEU CU!

Caim pegou os cabelos longos e lisos da Flavia, fazendo duas tranças, como se fosse duas rédeas de conduzir égua e disse: só vou tirar depois de eu e meu irmão encher  seu cu de porra sua puta!

Eu: calma homens, ela está sangrando!

Abel, foi ela que quis, agora nos vamos arrombar ela toda! passaram a socar e gemer: Ahhhhhhh, Ahhhhhhh que cu gostoso mano!

Flavia: chora, aaaaiiiiii meu cu, puta que pariu; você são muito gostosos, soca, soca no meu cu, assim, assim!

Foi quando eu falei para ela: lembra do que eu te ensinei, relaxa, transforma a dor em prazer imagina as picas deles entrando no seu cu e lhe enchendo de prazer; assim ela fez, e como se estivesse tomada por um espirito maligno, passou a rebolar, e gritar: ISSO SEU FILHOS DA PUTA SOCA, SOCA NO MEU CU MEU MACHOS, MEU HOMENS!

ASSIM, ASSIM, SÓ ISSO QUE VOCÊS TEM PARA METER NO MEU CU!

QUERO MAIS, QUERO PICA SEU FILHOS DA PUTA, SOCA, SOCA!

Até que Abel começaram a gritar: SUA PUTA VOU GOZAR HUUUUUU, HUUUUUUU! Enchendo o cu da minha amiga de porra!

Caim continuou a socar com Flavia de quatro sobre a toalha, eu passei a chupar seu saco que batia na bunda de dela, e pedia: goza Caim meu gostoso enche o cu dela de porra; passando a apertar levemente seu saco, até que disse vou gozar nessa puta, minha Mona! Essa gozada é em sua homenagem AHHHHHHHHH MINHA GOSTASAS!

Quando o meu coroa Wilson e o namorado de Flavia, Pedro voltaram da pescarias, seu Wilson indagou: vocês duas conheceram Caim e Abel?

Eu dei um beijo na boca do Wilson e disse: vocês planejaram tudo, em?

Pedro o que é bom para agente, temos que dividir com os próximos; caímos todos em uma sonora sonora gargalhada!

3177 views

Contos Eróticos Relacionados:

Putinha novinha cu apertado

Sou coroa tenho 60 anos, malhado e cheio de proteínas e vitaminas, cabeça raspada de navalha, barba cavanhaque todo branco alto e moreno de sol.  Precisava fazer minhas unhas. Vi uma placa numa...

LER ESTE CONTO

Na madrugada do carnaval

Na madrugada do carnaval - Sou Jean 55 anos ela Ana Paula 43 somos casados a 9 anos, ela uma mulher linda, branquinha loirinha 1 57 cm 54 kg seios pequenos bundinha proporcional bucetinha depilada e...

LER ESTE CONTO

Perdi meu cabaço com um surfista gostoso

...Pra variar minha xaninha já estava meladinha, meus peitinhos arrepiavam cada vez que ele me beijava o pescoço. Ele me agarrava o cabelo, me apertava contra o corpo dele e sussurrava coisas românticas no meu ouvido. Fui ficando mole e até zonza, de tanto tesão que eu estava.

VER

Vizinho tarado me comendo gostoso com as roupas da mulher dele!

Meus contos são veridicos, não invento nada, só vou me lembrando de tudo o que aconteceu e vou escrevendo. Entre tantas e tantas vezes que eu e meu vizinho tarado que flagrou montada no meu...

LER ESTE CONTO

1 - Comentário(s)

  • Megalopta 07/06/2024 17:30

    Eu e minha amiga descobrimos com esses rapazes que não há nada melhor do que ter uma pica gostosa de um macho dentro da buceta e do cu, tendo os nossos corpo acariaciados pela briza do mar, nos fezendo sofrer, chorar e gosar com suas estocada de pica.

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 3 + 3 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Porno Español - Acompanhantes Campinas - Pornozao - Acompanhantes RJ - XXX - Porno Gratis - Contos Eróticos - Sexo Gay - Dog Porn - Sexo Com Animales - Contos Eróticos Incesto - Relatos Calientes - Porno Buceta - Ursos Pelados - Pornolandia - Cnnamador - Xvideo - Xvideos Porno - X videos - Corno Blog - Pornô - Xvideos Pornos - Mega Filmes - Putaria Telegram - Xvideos Onlyfans

Contos Eróticos

© 2024 - Conto Erótico - ThePornDude