Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]

Meu amigo Rick

Publicado em 27/12/2022 por Fernando Kaffs

Meu amigo Rick – Meu nome é Fernando, tenho cinquenta e poucos anos e, apesar de casado com uma mulher (sou bissexual), vez em quando gosto de variar.
Minha vida sexual começou cedo, como a de muitos meninos da minha geração. Eu era bem novinho e um amigo de infância, cinco anos mais velho (vou chama-lo de Rick) começou a me ensinar sobre coisas de sexo. Vez em quando arrumava umas revistas pornô. Aquilo me deixava de pinto duro e eu corria para casa e me masturbava várias vezes. Um dia, esse meu amigo pediu à minha mãe para me levar ao cinema. Como ela confiava muito nele, deixou, sem pestanejar.

No caminho do cinema ele tirou de dentro das calças uma revista sueca, com cenas de sexo pra lá de picantes. Sentamos no banco da praça e ficamos nos deleitando com aquela revista proibida. Tesão a mil, ele me propôs fazermos um troca-troca. Naquele momento eu faria o que ele quisesse. Fomos então para um bosque próximo a esta praça. Arriamos nossas calças e, pra provar que ele não estava querendo se aproveitar de mim, me ofereceu sua bunda primeiro. Fiquei esfregando meu pinto no seu rego e gozei rapidamente.

Era a hora de retribuir a gentileza, mas quando vi o pau dele bem maior que o meu e bem mais grosso, fiquei assustado, mas ele me acalmou, dizendo que não haveria penetração. Me debrucei numa árvore, oferecendo minha bundinha branca e lisa para ele, que me abraçou por trás e ficou roçando aquele pauzão no meu cuzinho, me deixando louco. Com uma das mãos ele me abraçava, com a outra, ele masturbava meu pintinho que já estava duro outra vez. Sua boca, sussurrava em meu ouvido palavras elogiosas:

– Que bundinha linda. Muito gostosinha.

Aqueles elogios me encheram de tesão. Seus movimentos pélvicos ficaram mais rápidos e sua respiração ofegante. Ele começou a urrar e logo em seguida senti um líquido quente e abundante escorrendo pelas minhas pernas e bunda. Foi uma sensação maravilhosa, que me fez gozar novamente.
Ele tirou um lenço do bolso e me limpou carinhosamente. Depois, fomos ao cinema como se nada tivesse acontecido. Mas a verdade é que aquele dia mudaria minha vida para sempre. Fiquei viciado naquela brincadeira e adorava quando ele me chamava pra ir ao “cinema”.
Porém, alguns meses depois, numa dessas sessões de troca-troca no bosque, fomos flagrados de longe por um senhor exatamente quando eu estava engatado na bunda dele. O velho começou a gritar:

– Saiam daqui seus pederastas!!!

Corremos muito e nunca mais voltamos lá. Quando estávamos a salvo, o Rick me disse:

– Não posso mais ser pego dando a bunda. Não vou mais deixar você me “comer”.

Eu estava tão apaixonado por ele que respondi:

– Tudo bem. Daqui pra frente só você me “come”.

Senti o semblante dele mudar. Daquele momento em diante, Eu seria sua putinha.
Apesar de nao termos mais um lugar, como todo garoto cheio de tesão, fomos dando o nosso jeito.
Qualquer momento a sós, arraiávamos as calcas e ele me agarrava por trás, esfregando sua rola em minha bunda, enquanto tocava uma punheta em mim.

Mas eu queria ser penetrado, coisa que nunca tinha acontecido.
E quando podia, me trancava no banheiro e começava a testar a elasticidade do meu cuzinho, enfiando o cabo da escova da minha mãe que, com a ajuda do creme de cabelo, entrava fácil.
Um pouco mais velho, meu pau já estava um pouco maior (uns 12 cm) e eu ejaculava uma boa quantidade de porra, mas continuava sem pelos no corpo, deixando minha bundinha branca parecida com a de uma menina.

Rick era moreno e magro e tinha 1,70m. Estava com 18 anos e assim que acabasse o ensino médio, iria para o serviço militar. Eu tinha poucos dias para agir antes de perder o meu macho para o Exército brasileiro.
Numa dessas sortes da vida, Rick ficou sozinho em casa, pois seu pai estava trabalhando e sua mãe foi visitar sua avó, que estava doente. Ele me ligou avisando que estaria sozinho e que me esperaria depois do almoço.
Almocei, fui ao banheiro escovar os dentes e aproveitei para lubrificar o meu cuzinho com creme de cabelo.
Como minha mãe descansando no quarto, saí de fininho.
Rick me aguardava no portão. Entrei, morrendo de nervoso e tesão.

Meu amigo Rick

Meu amigo Rick

Porta da sala fechada, Rick me agarrou por trás e começou a esfregar seu caralho em minha bunda. Não demorou muito para ficarmos totalmente nus pela primeira vez. Também pela primeira vez, meu amante ordenou:

– Ajoelha. Chupa meu pau.

Obediente que sou, me ajoelhei e comecei a beijar aquela rola dura como pedra, nessa época devia ter uns 17 cm. Tinha a cabeça pequena e ia engrossando. Até chegar aos seus poucos pelos pubianos.
Fui beijando lentamente e saboreando aquele gosto diferente de tudo que eu já tinha provado. Aos poucos fui pegando o jeito, de acordo com os gemidos de prazer dele, que me estimulava:

– Isso, safadinho. Chupa gostoso. Delícia!!!!

Eu chupava e punhetava ao mesmo tempo que ele fazia carinhos em meus cabelos.

– Vem. Deita aqui.

Rick falou, me apontando o sofá. Deitei de bruços. Ato continuo, ele se deitou por cima de mim, aninhando aquele caralho gostoso entre minhas nádegas. Seus braços e pernas me envolviam de uma forma maravilhosa, enquanto sua boca passeava pelo meu pescoço e orelha, aumentando o meu tesão. Eu gemia como uma putinha safada.
Uma de suas mãos encontrou meu pinto duríssimo, começando uma punheta lenta e deliciosa. Empinei minha bunda, e pedi:

– Vem, bota!!!

Ele entendeu as minhas intenções, mas ficou incrédulo e perguntou:

– Você quer que eu bote no seu cu?
– Isso, me come de verdade. Respondi, gemendo de tesão.

Senti que ele estava receoso, mas o tesão falou mais alto. Ele levantou seu tronco e apontou sua rola na direção do meu cuzinho previamente lubrificado. O formato do seu pau facilitou o trabalho e não demorou pra eu sentir a cabeça alargando meu cuzinho virgem.

– Está doendo?             Ele perguntou, ofegante.
– Não. Está gostoso.    Respondi, cheio de tesão.
– Posso meter mais?
– Mete!! Mete!!

Ele foi metendo lentamente. Senti um leve desconforto quando entrou a metade. Aquele caralho era bem mais grosso que o cabo da escova da minha mãe. Mas não havia espaço para recuo. Entao, continuei:

– Mete !!! Mete mais!!! Mete mais!!!

Ele se empolgou e continuou metendo, até que senti seus pentelhos esfregando em minha bunda. Pronto, eu não era mais cabaço.
Meu deus, sentir aquele homem dentro de mim pela primeira vez foi a coisa mais maravilhosa que eu já senti na vida.
Rick se movimentava lentamente dentro de mim, me levando a loucura.

Depois de algum tempo em cima de mim, ele me colocou de quatro e voltou a penetrar fundo o meu reto, bombando com força, me fazendo delirar de prazer.
Instintivamente, eu pedia mais:

– Me fode!!! Mete tudo!!!

Com medo de eu gozar no sofá, ele tirou o pau do meu cu, sentou e me chamou:

– Senta aqui no meu colo.

Me posicionei de costas pra ele, com minhas pernas em volta das suas e fui descendo naquela rola maravilhosa apontada para cima:

– Ahhhhh!!!! Delícia!!!!

Rick me abraçou por trás, me puxando ao seu encontro. Com minhas costas coladas em seu peito eu rebolava como uma profissional do sexo, enquanto ele me masturbava lentamente.
Fui acelerando meus movimentos e meus gemidos. Rick sussurrava em meu ouvido:

– Ahh safadinho, vou te encher de porra!!!!

Respondi, entre gemidos e palavrões:

– Vem, caralho!!! Goza!!! Goza gostoso!!! Eu vou gozar!!! Eu vou gozar!!!!

Meu cu mordia cada vez mais rápido aquele mastro que pulsava dentro de mim. Explodimos juntos num gozo intenso e maravilhoso.
Exausto e satisfeito, continuei sentado em seu colo, sentindo seu pau amolecer lentamente, até sair de dentro de mim.
Depois disso, fui pra casa feliz da vida.

Veja abaixo outros contos eróticos gays:

Flagrado por meu padrasto

Eu e meu primo

4410 views

Contos Eróticos Relacionados:

Gravando com o meu namorado

Hoje vou contar pra vocês como acabei gravando com meu namorado um porno gay de primeira. Meu nome é Alan e eu já namoro com o João desde o ensino médio. A gente sempre se conheceu e decidimos...

LER ESTE CONTO

Uma noite de sexo surpreendente

Era o ano de 2020 e o número de pessoas abaladas pela pandemia da COVID-19 era gigantesca. Estava cursando meu último ano de psicologia e já realizava alguns atendimentos clínicos supervisionados....

LER ESTE CONTO

3 - Comentário(s)

  • A CASADO 31/10/2023 10:44

    Sou casado com mulher , mas gosto de mama e da meu CU , tenho 72 anos e faz mais de dois anos que tenho um amante um NEGÃO que tem um PAUZÃO DE CAVALO mesmo fazendo mais de dois anos que ele me come ainda sinto muita dor no meu CU , PRECISO parar de da pra ele , quero arrumar um macho NEGRO , MULATO ou MORENO que TENHA PICA de 17 cm até 20 cm , que seja de Sertãozinho , RIB PRETO ou da REGIÃO , se vc quer ser meu HOMEM FIXO anote meu imail [email protected]

  • Fernando 27/03/2023 12:55

    Bom dia Arnaldo. Também sou do Rio. Voce é ativo ou passivo? Vamos conversar. fernando ponto kaffs arroba gmail ponto com

  • Arnaldo 03/03/2023 23:45

    Muitobom. Ainda vou a um cinema erotico. Sou do Rio.

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 3 + 4 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Porno Español - Acompanhantes Campinas - Pornozao - Acompanhantes RJ - XXX - Porno Gratis - Contos Eróticos - Super HQ - Sexo Gay - Dog Porn - Sexo Com Animales - Contos Eróticos Incesto - Relatos Calientes - Porno Buceta - Ursos Pelados - Pornolandia - Cnnamador - Xvideo - Xvideos Porno - X videos - Corno Blog

Contos Eróticos

© 2024 - Conto Erótico - ThePornDude