Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos Eróticos Gay » Minha primeira vez (real)

Minha primeira vez (real)

Publicado em 15/05/2024 por Sam1978

Sou do interior da Bahia, minha vida sexual iniciou tardiamente, mas sempre fui tarado em sexo, sem distinção, me imaginava com homem ou mulher, com homem, travesti, sempre ficava mais excitado.

Morando na ZS de São Paulo, passei várias vezes em frente ao cine porno no centro, até ter coragem de entrar, demorou para os olhos se acostumar com a escuridão, após começar a ver as silhuetas de desconhecidos, alguns se masturbando, meu pau doía, duro dentro da bermuda.

Subi um andar, uma sala escura, com visão para tela onde um negão comia um branquelo como eu, tenho 1,6m baixinho e magro, quarenta e cinco anos, naquele momento ainda virgem, a sala provavelmente no passado foi a sala de onde projetava os filmes.

Vi alguém gemendo forte, aproximei com o coração aos pulos, um cara de aproximadamente um metro e oitenta, tentava fuder o outro que gemia, gritava de dor, até desistir, o desconhecido se aproximou de mim, minhas pernas bambearam, senti náusea, um frio percorreu a espinha.

Ele sugeriu me foder, pensei nos gritos de dor de alguns momentos atrás, minhas pernas tremendo, tinha naquele momento um tubo de ky e camisinhas sabor uva, entre medo e coragem, pensei… Vamos estrear já alargando minha raba.

Ele quase dois metros, eu um metro e sessenta, colocou pra fora o pau que não dava pra ver, aproximei, quase não havia necessidade de abaixar para pela primeira vez chupar um pau, quando apalpei quase desisti, era do tamanho e espessura do meu braço, nem sei que cor era naquela escuridão, mas imaginei ser da cor de chocolate.

Era com a cabeça monstruosa, a base bem mais fina, pensei num bastão de basebol, quente em brasa, a cabeça mal coube em minha boca, ele segurou minha cabeça forçando entrada, babei, engasguei, lambi da base a cabeça, ele pulsava como se tivesse vida própria.

Senti a uretra, mais lambia que chupava, ele dava umas estocadas e minha garganta, engasgando, babando, me puxou virando de costas, tentou meter se camisinha, vi estrelas, quase entrou rasgando minhas preguinhas virgem, gritei, pedi um tempo… coloquei uma camisinha, dei algumas lambidas sentindo o gostinho de uva, usei quase o tubo completo de ky para encharcar aquele bastão, usei mais para lubrificação do meu cusinho ainda nos últimos momentos Virgem.

Ele me empurrou para parede, como se já conhecesse o ambiente, tropecei, tinha um degrau alto, onde provavelmente ficava o projetor de vídeo antigo, uma janela onde apoiei as mãos, me fazia ter uma visão privilegiada para tela onde o negão arrombava o branquelo.

Fique com o rabo numa altura mais confortável a ser penetrado pelo gigante, senti um calor descomunal em minha bunda branquela, tremia de medo e desejo, ele roçava aquele bastão em minha bubda, ora para as costas, ora entre minhas pernas, passava roçando em meu saco, era tão grande que mesmo passando entre minhas pernas, o que passava era ainda maior que meu pau duro.

Acaricie ambas como que punhetando com as duas mãos, meu pau doía de tão duro, não resisti e mesmo sem ser fodido gozei, molhando todo o pau dele, mas meu pau não amoleceu de tamanho tesão, ele recuou tentando me penetrar, ajudei direcionando aquele bastão ao meu botãozinho nos últimos momentos de sua virgindade, pedi… vai devagar, eu sou virgem, mal saiu minha voz.

Ele me abraçou por trás prendendo meus braços, quase sufocando sem ar, sua barba roçando meu pescoço, um misto de tesão, arrepio tido meu corpo, até a alma, aquele gelo no estômago, apesar de colado em mim, seus quadris bem afastado, aquela pica enorme apenas colada em meu cu virgem.

Minha primeira vez (real)

Minha primeira vez (real)

Ele respirou forte, senti um gelo na alma, um barulho como se recebesse um se tivesse recebido uma palmada muito forte na bunda, uma dor como se tivesse sido rasgado meu cu em inúmeras partes, escorregou pra dentro muito fácil, acredito que devido estar relaxado, e muito lubrificado com ky e meu sêmen.

Dei um urro, tentei me desvencilhar, mas segurando forte me impediu, uma mão tapou minha boca impedindo continuar urrando de dor, perdi totalmente o contato com o chão, com meu peso ele praticamente sustentava meu corpo empalado, minhas pernas balançando no vazio.

Ficamos assim por um tempo que perdi a noção, parecia uma eternidade, meu pau desfaleceu, senti apenas dor, pensei… por isso que as mulheres se negam a dar o rabo, por isso os homens tanto quer, para submissão, por isso o rabo não é um órgão sexual, arrependimento naquele momento era meu nome, empalado relaxei por um tempo, a dor foi passando, estava encaixado na base do bastão, a parte mais fina.

Ele começou a se mover como um Touro fode uma vaca, mas ao contrário do Touro suas estocadas eram infinitas, seu quadril se movia com força, com seus braços me movia com força contrária ao seu quadril, chocando nossos corpos, slap, slap, slap… minhas pernas no vazio.

A dor passou comecei gemer, soltou minha boca apoiou meus pés no chão, me possuindo como o cão fode uma cadela, estava submisso engatado, metia com força, parecia querer entrar até as bolas em mim, lembrei que já não era virgem, quando nossos corpos se afastavam eu sentia que estava me virando ao acesso, senti algo escorrendo em minhas pernas, chegando abaixo do joelho.

Meu pau acordou, comecei a sentir prazer, minha próstata estava sendo esmagada, soltou meus braços, apoiei na parede e me senti como o branquelo na tela sendo possuído, gemeu forte, urrou, com uma estocada forte pareceu tocar meu estômago, saiu de dentro de mim, senti jatos quentes nas costas, escorrendo pela bunda, senti um vazio dentro de mim.

Suando muito, senti as pernas moles, o pau duro, deu uma palmada forte, e disse… agora é de vocês, tomei um susto, tentei subir a bermuda envergonhado, duas silhuetas movia em minha direção, movendo seus paus, tentei recusar, mas foi em vão, um veio pela frente forçando entrada em minha boca, já senti ser preenchido por trás.

Entrando muito fácil em meu cuzinho, ardeu muito, mas entrando e saindo muito fácil contrai meu esfincter, me fodeu con força e velocidade, mordi o pau com meu cu, senti meu pau batendo em minha barriga, molhado, escorrendo, sufocado com um pau na boca outro no rabo, pensei na prostituta que me tornei naquele momento, fiquei muito excitado, duas punhetadas e gozei e jatos, quando senti algo quente em minha garganta, forçando cada vez mais ao fundo.

Engoli um parte, era quente, viscosa, meio amargo e salgado, uma parte no rosto escorrendo nos lábios, lambi, para me limpar, mais gemidos, duas palmadas na bunda, ambos se vestindo, saindo, fiquei um tempo tentando racionalizar o que havia acontecido, bateu um arrependimento, fui ao banheiro, sentei no vaso, forçando, começou escorrer esperma de dentro de mim, um barulho típico, sou aí olhando vi sangue, a água vermelha, fiquei com medo.

Olhei minhas pernas, tinha muito sangue, escorrendo, peguei papel na minha bolsa, molhei e me limpei, voltei para casa, era como se todos na rua soubesse o que tinha acontecido, três dias eu ainda senti dor no meu rabo, não era mais virgem, mas todo os dias repensa a cada momento daquele dia.

Até hoje nunca mais repeti aquele sexo selvagem, fiz exames médicos, graças a Deus nenhuma DST… Fico sonhando com o dia que terei oportunidade de ser novamente uma puta, depósito de porra… [email protected]

1327 views

Contos Eróticos Relacionados:

Casada com garoto de programa dotado

Casada com garoto de programa dotado - Eu estava a seco muitos dias, sem fazer sexo. Meu marido estava a serviço no exterior. No período fértil eu estava à flor da pele. Masturbação não me...

LER ESTE CONTO

O dia que dei pro amigo do meu irmão

O dia que dei pro amigo do meu irmão foi uma coisa muito gostosa e preciso relatar tudo para vocês, acredito que vocês vão gostar, peço desculpas pelos erros de português, nunca fui boa com...

LER ESTE CONTO

Comendo minha irmã casada na viagem de fim de ano

...Tirei minha sunga e passando a toalha estranhamente comecei a ficar de pau duro… Devia ser porque estava pelado tão perto de uma mulher; mesmo sendo minha irmã. Mas o pior foi que Rita virou me pegando ainda com a cueca na mão. - Desculpa Vitor, não aguentei de curiosidade…

VER

A primeira vez no rabo

Meu nome é Carlos (nome fictício)tenho 40 anos, sou casado a 20 anos...Vou contar da primeira vez que tive experiência com mesmo sexo... Bom vamos lá!! Eu tinha 18 anos de idade e fui passar um...

LER ESTE CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 1 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Porno Español - Acompanhantes Campinas - Pornozao - Acompanhantes RJ - XXX - Porno Gratis - Contos Eróticos - Sexo Gay - Dog Porn - Sexo Com Animales - Contos Eróticos Incesto - Relatos Calientes - Porno Buceta - Ursos Pelados - Pornolandia - Cnnamador - Xvideo - Xvideos Porno - X videos - Corno Blog - Mega Filmes - Putaria Telegram - Xvideos Onlyfans - Homem Pelado

Contos Eróticos

© 2024 - Conto Erótico - ThePornDude