Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos de Sexo » O arraia da empresa.

O arraia da empresa.

Publicado em 19/09/2023 por Jovem_pegador

Meu nome é Rafael, 25 anos, pele branca, 1,75 de altura, olhos verdes, cabelo curto castanho, magro, um pouco tímido, uso óculos de grau. Trabalho em um escritório pequeno como estagiário na área administrativa.

Bom vamos aos fatos, eu estava trabalhando nessa empresa fazia uns quatro meses mais ou menos, sempre tenho que usar uma calça jeans e a camiseta da empresa, lá só tinha eu e mais um rapaz chamado Ricardo que trabalha na empresa, e mais umas dez mulheres.

Eu me dava bem com todos ali do ambiente de trabalho, minha timidez não me atrapalhava nas tarefas do cotidiano, era um faz tudo ali dentro e tudo certo, as meninas que ali trabalhavam todas eram gatas, com os seus uniformes sociais.

Bem a empresa estava planejando um arraia para os colaboradores se divertirem um pouco, foi liberado levar até três pessoas da família, nos encaminharam o e-mail, informando aonde seria o evento e quais as atividades que lá teriam, muito bem abro o e-mail que informava que seria em uma pequena chácara, entre as atividades teriam, barraca do beijo, cadeia, correio elegante, entre outras coisas, deveríamos ir caracterizados em festa junina/julina.

O evento aconteceria em um sábado próximo, a semana foi passando e logo o sábado já havia chego, estava um dia de sol lindo e calor por sinal, vesti o look para o evento, uma camisa xadrez vermelha e preta, uma calça jeans preta e tênis preto, passei um perfume legal e fui para lá.

Quando cheguei já fazia pelo menos uma hora que tinha dado início, estava bem agitado, com as famílias e os colaboradores, algumas crianças brincando por ali nos brinquedos instalados, as mulheres todas ainda mais lindas, se já eram gatas na empresa, ali então eram espetaculares, eu as vendo assim, involuntariamente meu pênis ficou ereto, fazia já anos que eu estava solteiro, então ver mulheres assim bem sexys sem ser vulgar, já me excitava.

Andei pela festa para ver tudo como era, estava bem montada e divertida até com música ao vivo, bastante barracas com comidas variadas, a cadeia estava cheia, a barraca do beijo formava fila para ganhar beijinhos no rosto e o correio elegante ali com algumas pessoas indo de vez em quando.

Peguei uma comida em uma das barracas e um refrigerante e me sentei em um banco de madeira por ali próximo, tranquilo na minha por conta da minha timidez, estava por ali, quando sou surpreendido por minha gerente Valéria, uma mulher linda demais, já casada e bem mais velha que eu.

– Valeria: Oi Rafael, tudo bem com você, olha que bom que veio a nossa festa, está se divertindo muito. Olha te mandaram esse bilhete ali do correio elegante.

– Rafael: Oi Valéria, estou bem sim, eu vim ver essa linda festa que a empresa nos proporcionou, estou me divertindo sim, está tudo lindo por sinal. Para mim um bilhete, não esperava, obrigado.

– Valeria: imagina, tenho que manter o anonimato tá bom, mas é uma pessoa que te curti muito, boa sorte.

Então Valéria retorna para a barraca do correio elegante com outra colaboradora, eu com aquele bilhete em mãos, eu estava curioso e não sabia o que leria ali, mas vamos ver o que tinha ali escrito.

“Rafael, todos os dias que te vejo, alegra meu dia, e fico sorrindo à toa pela empresa”.

Uau quem será que me mandou essa mensagem passando pela minha mente, me lembrava em ver muitas meninas sorrindo à toa naquela empresa, quem seria a misteriosa que me mandou aquele bilhete, me sentei e olhava para todas para ver quem poderia ser talvez, principalmente na barraca desse misterioso bilhete, mas passava gente de dentro da empresa e família por ali.

Passa uns vinte minutos, Valéria vem em minha direção novamente e me entrega outro bilhete.

Valeria: olha o segundo bilhete já em Rafael, essa pessoa quer algo em, pode esperar.

Então ela sai andando e volta para a barraca e penso uau segundo bilhete, essa pessoa tem um interesse real em me conhecer, isso me deixava curioso e desejando saber quem era logo, leio então o bilhete.

“O brilho das estrelas me fazem lembrar do brilho dos teus olhos e o brilho do sol do seu sorriso lindo”.

Fiquei uau quem é essa mulher, quero saber muito, é tão romântica e está querendo algo comigo, não sei que é, mas esses bilhetes estão ficando cada segundo mais interessantes.

Fui andar um pouco pela festa para tentar perceber algo diferente, peguei um doce em uma barraca, olhava, olhava e não conseguia ver nada de diferente, pensei será que vou saber quem é a tão misteriosa mulher que me manda este recados ainda hoje.

Eu ali parado no meio da festa, aproveitando do meu doce e apreciando aquele evento que rolava, sinto alguém me cutucar nos ombros por trás, me viro e, é Valéria com outro bilhete, ela só me entrega dessa vez e sai.

Eu já não esperava mais muito tempo, queria ver logo o que vinha escrito naquele terceiro bilhete.

“Tá calor hoje né, mas não é de hoje que eu me derreto por você” Ass.: Sa.

A hora terminei de ler aquele bilhete provocante por sinal, meu pênis explodiu dentro da minha cueca e queria definitivamente saber quem era a mulher que seu nome começava com S, mas na empresa, tinha algumas, difícil saber quem seria então.

Fiquei ali olhando as crianças brincar e ver se alguém me olhava diferente para descobrir essa gata que fazia tanto mistério para a minha vida, depois de uns minutos Valéria aparece com um quarto bilhete e um bombom na mão.

– Valeria: olha Rafael, esse é o último bilhete que a pessoa pediu para te entregar tá bom, uma boa sorte aí.

Falei comigo mesmo agora que desvendo quem é a dona desses bilhetes lindos e provocantes ao mesmo tempo, então abro dessa vez um bilhete maior:

“Vamos brincar de imitação? Eu te dou um beijo e você me dá outro, topa? Me encontre atrás da casa em dez minutos vou estar lhe esperando”.

Esse bilhete era tudo que eu queria naquele momento, iria descobrir a identidade da pessoa que me provocou por algumas horas nessa festa, e ainda atrás da casa, que ficava um pouco distante do restante da festa, fico olhando para o relógio, querendo que os dez minutos passe depressa, o que logo ocorre, vou então para atrás daquela casa encontrá-la.

Quando viro a última curva para ficar atrás daquela casa, eis que dou de cara com a Samira, trabalhava como estagiária na empresa também, encostada na parede com seu sorriso perfeito.

Samira, 20 anos, pele branca, 1,69 de altura, olhos verdes, cabelo longo loiro, seios grandes, um corpão de academia, uma bunda grande e empinada e um sorriso muito lindo. Vestia uma camisa xadrez pink com preto com dois botões abertos mostrando seu sutiã de renda branco, colocada por dentro de uma saia branca justa na coxa e uma bota preta de cano alto com um salto alto, o que a deixa a na minha altura.

Eu fico ali parado olhando aquela musa maravilhosa na minha frente, que na empresa só via de calça jeans e camiseta, meu pau estava explodindo já.

– Samira: Oi Rafael, gostou dos meus bilhetes gatinho;

– Rafael: Oi Samira, e como gostei em, nem imaginava que era você, mas estou feliz que seja, eu sempre te achei uma gata;

– Samira: você também é um gatinho viu, adorei esse look, quando te vi na festa, eu já desejava esse encontro nosso, e aqui estamos vamos brincar.

– Rafael: falo lógico que vamos brincar, uma gata dessa não pode esperar.

Eu era tão consumido por aquele desejo do momento em ver aquela delícia de mulher em minha frente, que minha timidez desapareceu, eu a peguei pela nuca e dou-lhe um beijo na boca, ficamos ali nos beijando, quando ela me coloca contra a parede, e sua mão pega em cheio no meu pau por cima da calça, eu entro no embalo e pego em cheio na sua bunda por cima da sua saia.

A cada segundo que se passava ali, sentia sua mão pegando com mais apetite meu pau por cima da calça, fui mais além, fui descendo minhas mãos para a sua coxa, e que coxa em, vou puxando levemente sua saia e chego na sua bunda, sentindo com o toque sua pele e assim imaginando uma calcinha fio dental, que com o deslizar das minhas mãos confirmei.

– Samira: uii gato, achou minha minúscula calcinha é, vesti especialmente para você, sou louca por você;

– Rafael: como você está espetacular Samira, ainda mais com esse look e essa calcinha minúscula;

– Samira: minha calcinha está bem enfiada no meu rabo que percebeu, e que pegada firme em você me deixa excitada e com a vagina molhada;

– Samira: vai meu homem lindo, me mostra o que é capaz de fazer com essa delícia de boca além de beijar, chupa minha boceta vai.

Nesse momento a olho sorrindo e com uma excitação na altura, olho para baixo e vejo a calcinha pequena na frente também na cor branca, Samira me empurra para baixo e me deixou bem em frente à aquela vagina com tesão nas alturas que estava, levanto ainda mais sua saia e puxo sua calcinha para baixo, tirando em definitivo de seu corpo.

– Samira: vai Rafael, realiza meu sonho de dar para você, quero trepar contigo, lambe essa boceta, vai lambe.

– Rafael: que linda essa vagina Samira, vou te dar o que tanto almeja gata.

Vou lambendo as laterais da sua vagina bem devagar, a provocando aos poucos, já que ali estava, iria aproveitar tudo, passava a ponta do dedo nos seus lábios, estava melada demais e muito ensopada, escutava seus gemidos abafados e baixos, ela se apoiava com as mãos na parede e ficava com os olhos fechados curtindo aquele prazer.

O arraia da empresa.

O arraia da empresa

Fui lambendo, beijando, já adentrando aquela beleza feminina e enfiando minha língua a cada vez mais, eu sentia um fogo nos consumindo e aquele néctar dela era cada segundo mais saboroso, pego em sua bunda em cheio e a apertava com muito desejo de possuir aquela mulher fogosa em seus mais variados desejos.

– Samira: uau Rafael, que delícia de língua, como chupa com tesão uma vagina, não para, chupa mais, tá gostoso demais.

Eu a obedecia e a chupava ainda mais, eu estava completamente quente, até que enfiei dois dedos junto com a minha língua, aí sim sinto as pernas dela darem uma tremida, escuto um gemido mais alto e longo, assim que estava gostando de vê-la, me deliciava ali.

– Samira: Rafael gato, estou amando esse seu fogo e esse sexo oral, mas vem me beijar na boca, vem, deixa eu provar mais dela.

Eu subo devagar beijando seu corpo mesmo por cima da sua roupa, dou um beijo no meio dos seus seios até chegar na sua boca, ela estava com um sorriso malicioso demais, me pega na nuca e me lasca outro beijo ainda mais cheio de fogo, as línguas se encontrando, vou sentindo suas mãos soltando o cinto, depois o botão e o zíper da minha calça a deixando cair facilmente, sua mão fica alisando por cima da cueca só a me provocar, saímos daquele beijo que uau que beijo, e fico olhando para seus olhos lindos.

– Rafael: olha vou te falar, esse arraia está ficando ainda melhor que imaginei, você é sensacional demais Samira, estou adorando estar aqui com você;

– Samira: esse arraia ainda vai esquentar demais, só estou começando gatinho, quero aproveitar muito esse momento.

Enquanto Samira ia me falando estas palavras muito insinuante, ia abrindo minha camisa, botão por botão, e foi tirando do meu corpo.

– Samira: olha sabia que era um gostoso, mas te ver assim de cueca somente, é melhor ainda, mas quero ver você sem essa cueca e me fodendo hoje aqui nessa festa.

Suas mãos alisavam meu peito bem sensual e devagar, foi descendo por minha barriga e pegando em ambos os lados da minha cueca box e puxando devagar e olhando, quando puxa para fora e se depara com o pau ereto.

– Samira: agora eu tenho certeza que desejo ser fodida, olha o tamanho desse pau, vai me arregaçar inteira, e é o que eu desejo, vamos brincar.

Ela desce rápido ficando agachada e lambendo e chupando gostoso meu pênis, uau que sensação prazerosa era essa, já não há sentia muito tempo, como era magnífico ganhar um sexo oral quente, eu gemia de prazer e ela engolia cada segundo mais me deixando com ainda mais desejos.

Ela lambia a cabeça do pênis, lambia ele todo, engolia todo ele me arrancando suspiros demais, seu olhar me olhando de baixo para cima, depois de uns minutos sobe ficando em frente a mim, lambendo os lábios.

– Samira: que pauzão gostoso em, nunca tinha chupado um tão grande e saboroso, quero provar ele na minha boceta, vai me come aqui.

– Rafael: vai ser especial te foder aqui, vou te comer gata.

Ela se agacha, pega a sua bolsa, pega uma camisinha e me dá, já a coloco, ela de frente para mim de novo, a encosto contra a parede, levanta sua perna esquerda e meto de uma só vez naquela mulher quente, provar aquela boceta, que engoliu meu pênis inteiro, nossos rostos colados soltando um gemido e se olhando fixamente.

– Samira: vai meu safado, aí que delícia esse pau me fodendo, quero, me come Rafael.

Puxo sua saia mais para cima, pego sua outra perna e puxo, a envolvendo em minha cintura, enfiando mais forte e fundo nela, seu corpo pulava com as penetradas, seu sorriso e gemidos tornavam o momento mais excitante e também perigoso em nós pegar ali.

– Rafael: vai minha gata, tira essa camisa para mim vai, quero provar desses seios, quero te experimentar toda;

– Samira: faço tudo que você quiser sou sua agora, mas não para de me comer, vai mete que estou amando esse pau dentro de mim.

Eu metia mais forte nela, segurava firme suas pernas e as apertava, Samira com uma cara de safada e mordendo seus lábios, vai abrindo os botões da sua camisa e a tirando, me mostrando seu sutiã maravilhoso.

– Samira: Rafael, como você está irresistível, estou molhada demais, não para viu, estou gozando nesse pau grosso, com suas mãos arranhando minhas costas, gostou de me ter assim seminua para você, quer chupar meus seios, quer.

– Rafael: vou te comer até gozarmos muito bem hoje, principalmente você minha gatinha, estou louco em te ver assim nua, só falta esse sutiã sair.

– Samira: não seja por isso, eu te dou o que deseja.

Já vai tirando seu sutiã e jogando de lado, os bicos estavam bem enrijecidos com o tesão, com o dedo ela diz vem, vou lambendo os bicos bem lentamente, provando daqueles maravilhosos seios, chupando, mordiscando, queria me enlouquecer ali, e ouvia os gemidos dela bem intensos e longos.

– Samira: que homem, que homem, nossa como é prazeroso essa sacanagem, vai meu gatinho, aproveita.

Suas mãos alisavam e pegavam firme meus cabelos, a sua pegada me indicava um tesão enorme dela e o meu também estava nas alturas, paro de chupar aqueles seios provocante e muito bem mamados, olhei para o seu rosto, estava com a feição de desejos bem realizados.

– Samira: Rafael, se eu soubesse que era tão tesudo assim, tinha pedido para trepar bem antes, me fode de quatro vai, realiza minha fantasia vai.

– Rafael: achei que não fosse pedir, eu estava louco para socar fundo com você de quatro, ser minha puta gostosa.

– Samira: vou ser sua puta então, vai me come do jeito que eu quero vai.

Já a desço do meu colo, tiro a camisinha e pego outra na sua bolsa, que tinha várias por sinal, a vejo de quatro com sua saia na cintura e botas, tirei meu tênis e meia, e puxei a calça e cueca para fora ficando pelado, Samira me olhava ficando assim e mordia seus lábios.

– Rafael: você tem sua fantasia gata, eu também tenho, quero você sem roupa só de bota;

– Samira: vai, realiza ela, vou adorar ficar assim para você, ainda porque você está uma gostoso demais assim pelado.

Puxo então sua saia para fora a vendo só de bota, que mulher sexy, vê-la assim como queria, meu pau pulsava, vendo aquela bunda gostosa, dou-lhe tapas bem fortes e os gemidos saem voluntários da boca dela, abro bem suas pernas e vou penetrando devagar até chegar no fim.

– Samira: que pauzão gostoso, vai, sacia os desejos dessa gata, mete em mim, me mostre sua vontade gato.

Entrelaço seu cabelo entre meus dedos e começo a meter com um vai e vem bem forte e rápido, como eu me divertia e me sentia sortudo em foder uma moça deliciosa demais e safada, eu sussurrava, gemia, passava uma das mãos naqueles seios perfeitos.

– Samira: como você está espetacular Rafael, como mete bem em mim, estou gozando nesse pau, só para quando gozar, que homem viril.

– Rafael: eu sou um sortudo mesmo, comendo essa novinha cheia de malícias, fogo e um desejo de me dar uma trepada fenomenal.

– Samira: nos dois somos sortudos, eu de provar esse homem excelente no sexo, eu sabia que você era bom demais para levar uma mulher ao delírio, e está conseguindo.

Eu abro um sorriso escancarado e ela também, seguro em sua cintura e vou metendo rápido naquela boceta, até que eu gozo como um louco dentro da camisinha e me apoio em suas costas exausto.

– Samira: isso que eu chamo de uma trepada, gozou muito, eu já gozei como uma puta gato, mandou bem demais.

– Rafael: concordo, isso que é uma trepada fenomenal, você é muito safada, gozei como nunca gozei, me levou a loucura pode ter certeza.

Já tiro meu pênis da sua vagina, tirei minha camisinha e a deixei ao lado amarrada e me sentei no chão, Samira já se levanta e se senta em meu colo de frente para mim.

– Samira: Rafael meu gato, olha como deixou essa gata, toda molhada e muito feliz com esse sexo incrível que fizemos, eu imaginava que eu iria gostar muito, mas eu amei cada coisa que rolou, está de parabéns, quero trepar com você mais vezes viu.

– Rafael: eu fico totalmente feliz em te ver assim tão satisfeita, eu te comi para te ver assim, comer essa mulher sensacional e sensual foi a melhor coisa que me aconteceu até hoje nessa festa.

– Samira: quem te vê todo tímido, não imagina esse homem quente e com esses atributos maravilhosos, ainda bem que fui eu a sortuda a provar, você arrasou.

Ela me pega em um beijo intenso novamente, mexia sua cintura, esfregando sua vagina no meu pênis, eu pegava firme na sua bunda e nos provocávamos cada vez mais, a excitação nos pegava ali com intensidade.

– Samira: olha está ficando duro de novo para brincar é, mas vai divertir mais outro dia, daqui a festa termina e estamos aqui nus e aí vamos ficar presos nessa chácara.

– Rafael: nossa verdade, nem sei que horas são, estava tão excitado e empolgado com nossa transa que nem vi o tempo passar.

– Samira: pois é meu gato, mas vamos sim, te prometo que vamos transar muitas vezes ainda, não vou negar esse pau dentro da minha boceta e cuzinho.

Sorrimos um para o outro, nossa felicidade era expressiva demais, quem via sabia que estávamos felizes, fomos colocando nossas roupas, nos recompomos, demos mais um beijo na boca e saímos de mãos dadas andando pela festa depois de muitas safadezas feitas atrás daquela casa.

4845 views

Contos Eróticos Relacionados:

Trai meu marido com um negro dotado

Adoro contos por isso resolvi escrever um dos meus, sobre o dia que trai meu marido com um negro dotado. Eu sou a Augusta tenho 23 anos casada, mais confesso que meu marido é um pouco fraco na cama...

LER ESTE CONTO

Gozei no cu do meu amigo passivo

Hoje o conto erótico que eu vou escrever é bem especial, é do dia em que eu gozei no cu do meu amigo passivo. Eu e esse amigo temos uma amizade de longa datas, ambos são assumidos mas não...

LER ESTE CONTO

O tatuador comeu minha esposa na minha frente

...Wagner era negro corpo normal e não muito alto deveria ter 1,75. Ele ofereceu seus serviços de tatuador mas na hora não quisemos. Chegando em casa após a praia estávamos conversando e comentei que gostaria que ela fizesse uma tatuagem tribal bem acima do bumbum. Que queria transar com ela assim e que eu estava com muito tesão só de imaginar.

VER

Lilian a esposa que virou putinha na noite de São Paulo junto com uma travesti

Olá amigos corninhos, tenho 38 anos e minha esposa 30 anos, a Lilian é uma branquinha, magra falsa, com uma bunda relativamente grande, seios de silicone, cabelos tingido de vermelho, toda...

LER ESTE CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 4 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Porno Español - Acompanhantes Campinas - Pornozao - Acompanhantes RJ - XXX - Porno Gratis - Contos Eróticos - Sexo Gay - Dog Porn - Sexo Com Animales - Contos Eróticos Incesto - Relatos Calientes - Porno Buceta - Ursos Pelados - Pornolandia - Cnnamador - Xvideo - Xvideos Porno - X videos - Corno Blog - Pornô - Xvideos Pornos - Mega Filmes - Putaria Telegram - Xvideos Onlyfans

Contos Eróticos

© 2024 - Conto Erótico - ThePornDude