Menu fechado

Sexo com japonesa da buceta grande

Oi pessoal, espero que vocês estejam bem! Meu nome é Joel, um dia eu fiz sexo com japonesa gostosa e vou contar como foi. Sou empresário no ramo da música e neste conto erótico vou relatar como foi o dia em que aconteceu essa experiência perfeita.

Minha vida é viajar por todo o Brasil e nessas viagens eu acabei conhecendo mulheres para todos os gostos, de todas as idades e de todos os estilos. Só faltava um tipo de mulher para eu comer, que era a asiática, isso acabou se tornando um grande fetiche meu.

Rodei os quatro cantos do Brasil e onde eu encontrei uma japonesa para transar foi em São Paulo, mas não foi qualquer uma, ela era prostituta e para lhe encontrar eu tive que usar um site especializado em garotas de programa de luxo, quando eu vi ela no site eu não pestanejei, contratei logo pois era a realização de um sonho foder com uma asiática.

Ela veio para o hotel em que eu estava hospedado, quando chegou o recepcionista ligou para mim e eu fui buscar ela na recepção.

No elevador nós estávamos sós e eu abrir o jogo para ela, falei que transar com uma japonesa era um fetiche que eu tinha e que por causa disso eu estava ansioso e não queria ter pressa, que pagaria mais para ela ter paciência comigo caso precisasse. Ela foi bem gentil comigo e disse que estava tudo bem, que ia fazer de tudo para me dar prazer e que eu podia se soltar, deixar a ansiedade de lado que ela era uma mulher comum como qualquer outra.

Sexo com japonesa da buceta grande

Sexo com japonesa

No quarto nós conversamos um pouco até que começamos a se pegar, eu não tive medo de beijar na boca dela, beijei mesmo.

Fomos se beijando devagarinho e esquentando o clima, depois ela se empolgou e disse que queria me mostrar algo, começou a tirar a roupa e me mostrou sua buceta, era bem grande, maior do que o normal mas nada que atrapalhasse algo, eu não tenho frescura com isto.

Ela se masturbou um pouco e falou que queria ver meu pau, tirei toda minha roupa e fiquei me masturbando para ela também.

Depois ela falou que queria experimentar o meu pau, tirou uma camisinha da bolsa, colocou nele e começou a sentar em mim.

A japonesa sentava muito bem e por ser um fetiche e eu estar nervoso acabei gozando rápido, mas valeu a pena, o sexo não deixou de ser bom por causa disso e eu realizei o meu fetiche.

Veja outros contos eróticos de fetiche:

Dando a buceta para um anão

Perdi a virgindade com a minha faxineira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.