Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos Picantes » Ainda virgem fiz o amigo gozar na minha mão

Ainda virgem fiz o amigo gozar na minha mão

Publicado em 18/10/2022 por Damma Safada

Ainda virgem fiz o amigo gozar na minha mão – Oi, sou a Dani, e o que vou contar aconteceu a quase 30 anos, eu à época tinha acabado de fazer 18 anos, sou morena, cabelos lisos, 1,64 e pesava na época uns 50 kg no máximo, bem magrinha, mas tinha um corpo legal, bunda média, seios de pequenos para médios, era bastante “cortejada” pelos guris. Nós somos 3 irmãs, eu na época com 18 recém feitos, minha irmã com 20 e nossa irmã mais velha com 23 anos, somos filhas de um casal de produtores rurais e nossa propriedade fica a mais de 200 km de Pelotas onde era nossa Base, ou seja era lá que morávamos, estudávamos e na real vivíamos. Quando entravamos de férias íamos todos para a fazenda, e ficávamos até a segunda quinzena de verão quando alugávamos uma casa na praia.

Ao lado da nossa propriedade, a uns 3 km morava outro casal de produtores rurais com filhos, a irmã mais velha da idade da minha irmã do meio, um filho bem mais moço que eu e um filho da minha idade, o Júnior, quem era quem realmente ficava na fazenda, até fevereiro, nossos pais eram muito amigos e fomos criados quase como irmãos, na real eu sempre fui a “namoradinha” de infância do filho deles que tem a mesma minha idade, isso até os 12 anos, depois não rolou nada entre nós, nos olhávamos de forma diferente, éramos muito tímidos e sim, eu ficava com ciúmes quando ele estava namorando e sei que ele não era o mesmo quando eu estava com algum namorado.

Estávamos em dezembro, eu não havia passado no vestibular e a mana só em segundo ingresso, o mesmo havia acontecido com o Jr, ficaríamos uns 6 meses praticamente confinados lá fora para diminuir custos.

Eu acabara de fazer 18 anos, era virgem, até o momento havia pego em alguns paus e com meu atual namorado eu havia batido umas punhetinhas para ele, e este andava me forçando para tirar minha virgindade, até noivo ele queria ficar para ter mais liberdades comigo, e irmos para a estância me daria um alívio, ou seja pararia a forçação, claro que ele ficou na cidade, era mais velho uns 7 anos do que eu, gostava dele, mas não curtia aquela tara para me desvirginar, me parecia que só queria tirar minha virgindade e ter um troféu para os amigos.

Uma prima, eram um casal de primos, nossa ligou, tinham uma fazenda a uns 6 km lá de casa, que estava de aniversário e nos convidando para um churras de aniversário, perguntei se poderíamos convidar o Jr, e ela de pronto falou que sim. Jr passou lá em casa e fomos na camioneta cabine simples do pai dele, aquelas antigas com banco inteiro. Ele estava lindo de viver, e comecei a ter pensamentos, digamos pecaminosos em relação a ele. Em quando os guris preparavam a carne nós ficamos na cozinha conversando, e nisso eu vou ao banheiro, e quando estou voltando ouço as gurias conversando:

– Eu fiquei com ele lá na cidade, e só não dei para ele pq gosto de judiar(Prima);

– Tu viste aquele dia que eu o beijei na pescaria? mas logo veio tua amiga e se adonou do cara, mas vou pegar(Mana);

– Eu peguei pq ela me disse que ele é tudo de bom, inclusive eles foram aos finalmente e ela dá sem compromisso para ele até hoje(Prima);

notei que se referiam ao Jr. As duas, mais a amiga delas já haviam beijado e feito outras coisitas mais com ele, confesso que fiquei com ciúmes. Durante o Churras elas ficaram se insinuando, se jogando para ele, eu estava enciumada, e olhava bastante para ele que me respondia aos meus olhares, e não dava muita entrada para elas, talvez pela presença do meu Primo ou quem sabe por eu estar junto.

Ainda virgem fiz o amigo gozar na minha mão

Ainda virgem fiz o amigo gozar na minha mão

Na hora de voltarmos, eu me apressei e sentei ao lado do motorista naquele comprido banco das camionetas de cabine simples, e a Mana sentou na porta, minha perna ficou roçando a dele e aquilo fazia me subir um calor, ainda mais que havíamos tomado caipirinhas de limão durante o churrasco, e na hora da primeira porteira que precisávamos abrir ele se prontificou a abrir, mas a Mana disse que ela abriria, foi ela saltar do carro e coloquei a mão na coxa dele, não olhei nem para o lado, ele não esboçou reação alguma, minha irmã voltou a camioneta depois de fechar a primeira porteira, na segunda porteira ela disse que abriria também, e foi ela pular do carro eu coloquei a mão na coxa do Jr novamente, só que agora o safado pegou minha mão e colocou em cima do caralho duro, estremeci, se eu já estava com tesão fiquei com muito mais, ainda mais quando ele colocou a mão na minha coxa, mas passamos a porteira e a Mana voltou, e tivemos que abandonar nossos tímidos toques, havia mais uma porteira antes de chegar em casa, e foi ela sair para abrir a porteira que eu coloquei a mão de novo na coxa dele, ele colocou minha mão a sentir seu caralho, eu louca para dar uma apertadinha, e colocou a mão direto na minha xaninha por cima da bombacha que eu usava, chegou a me dar um choque, a calcinha molhada…molhada, e ele passou a mão e eu me assustei e acabei tirando a mão do pau e empurrando a mão que me tocava a xana, e quando nos olhamos a Mana entrou novamente no carro.

Estávamos perto de casa já, e mal paramos o carro na frente do parapeito da casa a Mana desceu dizendo que estava louca para ir ao banheiro, desci e fiz a volta na camionete para dar um beijo no rosto de despedida e quando fui sair em direção a casa, ele saiu da camioneta e me pegou da mão, falou que eu estava namorando, que logo, logo casaria e que nunca havíamos trocado um beijo, e me puxou para de encontro a ele, me abraçou e trocamos um beijo apaixonado, daqueles que talvez desejássemos a muito tempo, a camionete nos encobria, o lado do motorista ficava para o campo aberto, e logo senti o pau duro dele no meu ventre, a calcinha agora estava empapada dos meus líquidos vaginais, ao contrário do que eu faria normalmente em uma situação dessas não me afastei, fiquei grudada nele sentindo aquele pau duro querendo me furar o ventre, e acho que vendo que eu não saia fora ou não demostrava resistir ele pegou na minha bunda, me acarinhou gostoso, pegou minha mão e levou até o seu caralho, eu insana dei uma apertadinha no pau e gostei do que senti, ele se aproveitando se afastou um pouco de mim, facilitou para que eu manipulasse, patolasse o seu caralho e colocou a mão na minha xaninha por cima da roupa, eu estava toda úmida, inclusive a bombacha que eu esta usando, minha umidade tinha passado da xana para calcinha e desta para a bombacha de sarja.

Ele pediu no meu ouvido para que eu tirasse o seu pau para fora, até tive vontade, mas não tive coragem, ele então abriu os botões da braguilha e libertou seu caralho que pulsou na minha mão, eu peguei com gosto, estava molhadinho, comecei uma lenta punhetinha, ele abriu um botão da minha bombacha, depois outro, e quando foi colocar a mão por dentro eu parei a punheta e fiz que ia sair dali, ele me pegou por trás com força, senti aquela tora nua nas minhas costas e rapidamente ele meteu a mão e abaixou minha bombacha e só de calcinha fiquei exposta de costas, na real com a noite clara ele tinha uma boa visão da minha bundinha, eu me assustei, mas quando ele encostou o caralho duro no meu reguinho e passou a mão carinhosamente na minha xaninha eu me derreti, melhor dizendo minha xana estava derretendo de calor, eu pedi em voz baixa, quase sussurrando que parasse, que eu era VIRGEM, que nunca havia feito nada parecido, ele então colocou um dedinho na minha fendinha, viu que ela “vazava de tesão, levou o dedo a sua boca, sussurrou no meu ouvido que o gosto era muito bom, subiu minha calcinha a enterrando na bunda, subiu minha bombacha e pegou minha mão e comigo de costas para ele colocou no seu caralho, tirei a mão,me virei, fechei os botões da minha bombacha e peguei no caralho, nos beijamos e eu o punhetei até que gozasse gostoso na minha mão, quando senti a mão toda melada, ouvi uma voz de dentro de casa mandando eu entrar, era a minha mãe, limpei rapidamente a porra da minha mão na roupa dele, e entrei em casa. A mãe queria saber o que eu tanto demorava, falei que estávamos conversando e olhando a noite, que esta linda, e entrei direto para um banho, fiquei nua e embaixo do chuveiro fiquei pensando naquele caralhão, coloquei os dedos na xana e me masturbei imaginando AQUILO dentro de mim, gozei gostoso e me deitei.

Abaixo veja outros contos picantes perfeitos:

Vi o amigo de infância comer minha irmã

Dando o cu pra preservar meu cabaço

6487 views

Contos Eróticos Relacionados:

Corno punheteiro me viu fodendo sua esposa

Sou o Max, tenho 29 anos, sou forte, tatuado e sou conhecido como comedor de casadas. Hoje vou contar sobre o dia em que um corno punheteiro ficou olhando eu foder sua esposa. Aproveitem esse conto...

LER ESTE CONTO

Meu patrão comeu eu e minha esposa

Meu patrão comeu eu e minha esposa - Estava com meus 25 anos quando meu pai me arrumou um emprego de motorista de um grande empresário; proprietário da maior firma da nossa pequena cidade. Dr....

LER ESTE CONTO

Comendo minha irmã casada na viagem de fim de ano

...Tirei minha sunga e passando a toalha estranhamente comecei a ficar de pau duro… Devia ser porque estava pelado tão perto de uma mulher; mesmo sendo minha irmã. Mas o pior foi que Rita virou me pegando ainda com a cueca na mão. - Desculpa Vitor, não aguentei de curiosidade…

VER

Que pica deliciosa… Meu marido também achou!!

Eu tinha 20 e poucos anos e de vez em quando assistia a vídeos pornôs com meu marido para entrar no clima. Como ambos somos muito curiosos, encontrámo-nos regularmente com outros casais de mulheres...

LER ESTE CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 5 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Porno Español - Acompanhantes Campinas - Pornozao - Acompanhantes RJ - XXX - Porno Gratis - Contos Eróticos - Sexo Gay - Dog Porn - Sexo Com Animales - Contos Eróticos Incesto - Relatos Calientes - Porno Buceta - Ursos Pelados - Pornolandia - Cnnamador - Xvideo - Xvideos Porno - X videos - Corno Blog - Pornô - Xvideos Pornos - Mega Filmes - Putaria Telegram - Xvideos Onlyfans

Contos Eróticos

© 2024 - Conto Erótico - ThePornDude