Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos Eróticos Gay » As carícias foram tirando minhas forças

As carícias foram tirando minhas forças

Publicado em 27/11/2022 por Joel

As carícias foram tirando minhas forças – Conheci Pedro na faculdade, muito comunicativo, fomos ficando amigos, eu era bolsista, uma vida dura, meus pais bancavam meus estudos, ao contrario de Pedro sempre com roupas novas, muitas vezes pagava lanches, já que eu rara vezes tinha algum sobrando. Um trabalho da faculdade em dupla, me proporcionou conhecer o apartamento que Pedro morava, um local simples mas muito bem mobilhado, depois deste dia, outros trabalhos e em algumas situações cheguei a dormir no apartamento, numa dessas vezes, estávamos conversando quando um telefonema, ao término da ligação Pedro me avisou que chegaria um senhor muto amigo  dele e que eles iriam para o quarto pois teriam que resolver um problema.

Pedro foi tomar um banho e logo estava de volta, perfumado e parecendo ansioso, finalmente chegou a visita, um homem na faixa dos 50, usava um lindo terno, educadamente me cumprimentou com um aperto de mão. a mão macia apertou com certa pressão enquanto me olhava nos olhos e por fim me elogiou falando que era bonito, um pedido de licença e foram para o quarto, alguns minutos depois, o som de gemidos abafados e a movimentação, era nítido que estavam tendo relações sexuais, mesmo nunca tendo praticado nada com pessoas do mesmo sexo, fiquei excitado, tentava reprimir mais os instintos eram mais fortes e passei a ficar mais atento enquanto tentava imaginar os acontecimentos dentro do quarto.

Um bom tempo depois a porta se abre, saem como se nada de mais havia acontecido, outro aperto de mão de despedida, desta vez a intensidade do aperto foi um pouco maior e logo eu e Pedro estávamos sozinhos, um pedido de desculpa por eu ter presenciado o encontro, procurei ficar neutro, mas Pedro pediu para eu evitar comentários devido ele namorar uma menina na faculdade, eu claro prometi nada comentar. Mesmo sem eu Perguntar Pedro resolveu dividir comigo sua situação, me relatando que conheceu Paulo, o visitante num bar,  e que entre conversas surgiu o convite para sairmos do bar e fossemos para um lugar tranquilo, relutei mais fui convencido, dentro de um carrão, Pedro foi direto ao assunto e pediu para me mamar, de novo relutei, mas foi me oferecido uma quantia em dinheiro e eu terminei aceitando, e em seguida falou que as coisas foram evoluindo de uma forma gradual, as ofertas foram aumentando os valores até que ganhei esse apartamento e recebo as visitas de Paulo onde me entrego para ele.

Depois de ouvir tudo fiquei meio estarrecido, alguns princípios, principalmente os religioso me fazia, ficar com medo de tudo o que acontecia, mas ao mesmo tempo uma excitação só resolvida com uma gostosa punheta, os dias passaram não tocamos mais nada sobre o ocorrido.

Numa sexta feira Paulo me convidou para ir no apartamento dele, fui na boa sem maldar nada, chegamos uma lata de cerveja para cada e veio o convite, mas antes falou que se eu não aceitasse estaria tudo bem, já imaginando o teor do convite, sem me perguntar mais nada, Paulo falou que Paulo comentou com um amigo chamado Jorge, que havia conhecido um rapaz muito bonito aqui no meu apartamento, e resumiu que Jorge gostaria de me conhecer, na hora falei que não curtia homem e que nunca fiz nada com pessoas do mesmo sexo, Pedro me acalmou e falou que entendia minha posição  e que nada aconteceria sem meu consentimento, mas era para eu pensar na possibilidade de conseguir melhorar financeiramente, um brinde e mudamos de assunto. Passado um tempo fui para casa, confesso que a oferta de ganhar algo me seduziu, mas me mantive firme, ao reencontrar Pedro, não  tocamos no assunto, mas por mais que eu tentasse não pensar, as dificuldades foram me amolecendo, Pedro deve ter percebido e sem eu saber, fomos num bar beber algo sem compromisso, estávamos conversando, quando Paulo chegou e sentou as conversas foram fluindo. Algum tempo depois chega um homem de terno, na faixa de idade de Paulo, me perguntaram se teria problema de esse amigo sentar, eu claro que consenti.

As carícias foram tirando minhas forças

As carícias foram tirando minhas forças

Os chopps foram nos deixando descontraídos, fui sendo envolvido pela forma de pensar de Jorge, Pedro e Paulo pediram desculpas e de forma discreta falaram que teriam que ir para o ninho, todos rimos, sozinhos continuamos conversando, alguns elogios iam me deixando sem graça, hora de irmos falei, uma carona me foi oferecida e dentro do carro recebi a proposta de irmos para um lugar mais tranquilo, tentei argumentar, mas fui surpreendido por um beijo, assustado correspondi o beijo, me senti estranho em estar beijando um homem, mas estava gostoso, em silêncio, o carro saiu, meu coração bateu forte ao entrarmos num motel, os vidros escuros me protegiam dos olhares, dentro da quarto, fiquei constrangido e envergonhado. Jorge se comportou de forma gentil, soube ser paciente, ficamos conversando, falei sobre nunca ter feito nada com homem e chorei, fui abraçado e consolado, escutei Jorge falar de forma gentil que poderíamos ir embora se eu quisesse, a razão falava para eu sair mais algo me impedia, novamente fui beijado, senti a ereção de Jorge, corpos colados, relutei em tirar as roupas, Jorge diminuiu a luminosidade, na penumbra, voltamos a nos beijar, o clima foi esquentando, minha camisa tirada, a bermuda tirada junto com a sunga, sem mais esperar senti minha piroca ser abocanhada, dentro da boca a língua tocava a cabeça da piroca, o saco massageado e em algumas das massagens sentia o dedo encostar em meu anus, eu gemendo feito uma putinha, sem noção segurei a cabeça de Jorge e despejei toda a minha porra, as pernas quase se dobraram, fui voltando a realidade e me dei conta Jorge ainda tinha minha piroca em sua boca, livrando a piroca ele veio e me beijou, uma parte de meu esperma estava em sua  boca, dividimos minha porra enquanto nos beijávamos.

Senti minha mão  ser segura, fui sendo, Jorge sentou e me fez sentar em seu colo, ele usava sunga, senti o volume, em meu ouvido escutei a pergunta se eu havia gostado, balancei a cabeça envergonhado, um beijo e meu pescoço, quer mais? Sim respondi as mãos buscaram os bicos de meus peitinhos, meu corpo parecia estar levando choques , gemia os dedos iam apertando, quando me dei conta eu estava rebolando e totalmente entregue, levantamos e abraçados entramos na piscina, as mãos  deslizavam em meu corpo, senti a piroca dura e me vi na obrigação  de retribuir, meio sem jeito dei início ao meu primeiro boquete, algumas orientações depois e eu já estava sendo elogiado, ficamos namorando por um bom tempo até que fui chamado para a cama seguimos abraçados.

Na cama deitado fui beijado de forma intensa, os beijos foram descendo e me arrancando gemidos, ao chegar nos peitinhos, me entreguei de forma irrestrita, as mordidas me alucinavam e pedi mais forte, os bicos doíam com as mordidas, fui virado, mais elogios agora referente a minha bunda, beijos nas bandas me arrepiaram, senti as bandas se separarem e meu cu foi lambido, nossa que sensação maravilhosa, gemia sem o menor pudor, foram minutos mágicos, dedos foram me preparando para o gran finale, Jorge veio ao meu ouvido e pressionando a piroca em minha bunda, sussurrando em meu ouvido me perguntou se poderia meter, sim pode fazer o que quiser, fui beijado e posicionado, bunda erguida, um gel e sem rodeios a cabeça encostou e uma pressão fui sendo penetrado, as dores e os medos foram sucumbidos pela onda de prazer, não demorou e a piroca estava cravada em meu cu que parecia morder a cada piscada. Uma pausa e deu inicio nas enterradas cada vez com mais intensidade, o som de nossos corpos se tocando, não me contive e me masturbei gozando rapidamente, a cada jato de porra meu cu se contraia apertando a piroca de Jorge que não se conteve e numa metida mais forte passou a encher meu cu de porra, caímos agarrados e ficamos nos alisando. Gostou sim respondi e logo falei que amei tudo.

Um tempo depois e já estávamos metendo de novo , saímos do motel de dia, fui deixado no apartamento de Pedro, que ne recebeu ansioso para saber de tudo, respondi as perguntas e falei o quanto havia sido gostoso, bom virei amante de Jorge, as ajudas foram a salvação  para que eu ajudasse a minha família,  tenho meu apartamento e estou quase aceitando morar de vez com Jorge. um beijo em todos.

Veja abaixo outros contos gays:

O destino deu uma nova oportunidade

As boas guloseimas que a vida oferece

5473 views

Contos Eróticos Relacionados:

O Nerd do shopping

Minha mulher tem um amigo de faculdade do tipo NERD, aquele cara CDF raiz, de aparência desleixada, um gênio nos cálculos, mas APARENTAVA * ser totalmente inábil com as fêmeas e provavelmente...

LER ESTE CONTO

Liberando a esposa para ser vadia

Essa é uma historia real, sou guto marido da Lara hotwife, tenho 37 anos e a 2 anos sou corno manso dela. A Lara, tem 30 anos, morena, seios grandes e deliciosos, um bunda muito gostosa. Foi criada...

LER ESTE CONTO

Filha curiosa ficou doida ao ver o pau do papai

Acho que papai ficou meio chocado com o que falei, pois ele olhou fixo em meus olhos com cara de surpreso. Confesso que fiquei preocupada com a reação que teria, mas rapidamente me aliviei ao ver um leve e safado sorriso ser estampado em seu rosto. - Que isso filha... Nem é tão grande assim, disse ele. Então mais aliviada e vendo que ele havia levado na esportiva disse: - Então deixa eu ver.

VER

Traindo o Marido

Traindo o Marido - Olá, sou a Mary, sou do maranhão, mas morando em Pelotas por conta do trabalho do marido, me considero bem gostosa, tenho 1,68/ 64 kg, cabelos pretos e cacheados, um casal de...

LER ESTE CONTO

1 - Comentário(s)

  • Megalopta 10/04/2024 16:01

    Muito bom o seu conto, eu também fui amante de um paraplégico que eu fui seu cuidado e amante assim que terminei a faculdade de enfermagem , lindo, viril e bem dotado por alguns anos.

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 2 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Porno Español - Acompanhantes Campinas - Pornozao - Acompanhantes RJ - XXX - Porno Gratis - Contos Eróticos - Sexo Gay - Dog Porn - Sexo Com Animales - Contos Eróticos Incesto - Relatos Calientes - Porno Buceta - Ursos Pelados - Pornolandia - Cnnamador - Xvideo - Xvideos Porno - X videos - Corno Blog - Pornô - Xvideos Pornos - Mega Filmes - Putaria Telegram - Xvideos Onlyfans

Contos Eróticos

© 2024 - Conto Erótico - ThePornDude