Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos Eróticos de Fetiche » Gozei com o marido da minha amiga enquanto ela segurava minha mão

Gozei com o marido da minha amiga enquanto ela segurava minha mão

Publicado em 04/12/2023 por Carolzinha

Olá, meu nome é Carol, tenho 19 anos, sou branquinha, cabelos castanhos escuros, lisos e longos, olhos também castanhos, 1,65 de altura e 60 quilos, seios e bum bum médios.

Comecei no início do ano a trabalhar em uma empresa como auxiliar financeira. Este é meu primeiro emprego, então tenho aprendido muito. Fiz amizade com várias pessoas, mas em especial tenho que destacar a Rafaela. Ela é uma mulher de 32 anos alta de cabelos negros bem lisos, pele clarinha, seios redondinhos (ela tem silicone) um bum bum lindo e empinando e um corpão bem definido (ela malha a muitos anos). Além de ser linda, ela é uma mulher incrível e que me dá vários conselhos profissionais e até alguns pessoais.

Mas tudo aconteceu agora no fim do ano, no dia da festa de aniversário da empresa. Era um evento que todos estavam ansiosos e eu principalmente por ser meu primeiro evento da empresa.

No dia eu marquei salão para fazer as unhas, cabelo, maquiagem e é claro, me depilar. Vai que eu arrumava alguma coisa mais íntima para fazer após a festa. Afinal já estava a 2 meses sem sexo e isso já estava na fazendo subir pelas paredes.

Na festa eu bebi vários drinks, comi vários tipos de comida e principalmente dancei a noite toda.

Em certo momento me sentei para descansar um pouco e Rafaela e seu marido Saulo, um homem negro de cerca de 1,90 de altura de cabeça raspada, um belo sorriso e seus 39 anos, chegaram perto da gente e começaram a conversar comigo. Rafa me apresentou para Saulo que me abraçou sorrindo e em seguida me cumprimentou com um beijinho no rosto e pude sentir seu perfume gostoso.

– Então você é a famosa Carol? – ele disse após nós cumprimentarmos.

– Famosa? – Indaguei sorrindo.

– Sim, a Rafaela fala muito de você. – Ele respondeu perto do meu ouvido para se fazer ouvir, devido a música alta. De alguma maneira isso me arrepiou todinha e senti um pouquinho de tesão.

Eu não fazia ideia de que a Rafa falava de mim para o marido. Portando, fiquei curiosa para saber o que ela falava de mim. Por outro lado, ela falava muito do marido pra mim. Certa vez  saímos juntas para almoçar e ela contou até detalhes da vida íntima dos dois, o que me fez voltar de calcinha molhada para o trabalho.

– Ela também fala muito de você. – Respondi sorridente.

– Espero que bem.

– Oh, muito bem. – Respondi sorrindo e me recordando das coisas que a Rafa havia me contado sobre os dois.

Ficamos os três conversando alguns minutos e vez ou outra a Rafa cochichava algo no ouvido de Saulo, que apenas sorria. Comecei a reparar que ele me dava umas olhadas. No inicio achei ser coisa da minha cabeça, mas a cada cochichada que a Rafa dava no ouvido dele, mais indiscreta ficavam as olhadas dele pra mim. Este joguinho começou a me deixar excitada e a julgar pelo volume que se formava na calça branca de Saulo, aquilo o excitava também.

Em dado momento a Rafa saiu para a pista, afim de dançar novamente e ficamos apenas eu e Saulo conversando e tomando alguns drinks.

– Adorei seu vestido. – Ele comentou com o olhar fixo nos meus seios.

Eu usava um vestido preto curto e modelo tomara que caia.

– Obrigada. – Respondi tímida.

– A Rafa me falou que você era bonita, até me mostrou umas fotos. – Ele continuou, dessa vez olhando minhas pernas. Mas pessoalmente, uau, é ainda mais bonita.

Sorri tímida, mas excitada com a maneira como ele me olhava. Já sentia minha calcinha se molhando com o mel que escorria da minha buceta.

Estávamos sentados em um canto mais afastado e escuro do salão de festas. A maioria das pessoas estavam na pista de dança e nem notavam nossa presença ali.

Seguimos conversando, trocando olhares e elogios. Saulo foi se sentando cada vez mais perto de mim, até que senti sua mão na minha coxa. A princípio foi só um esbarrão que julguei ter sido sem querer. Porém isso se repetiu duas ou três vezes, até que ele repousou sua mão na minha coxa e deixou ali. Eu me arrepiei na hora e pensei em tirar a mão dele dali. Afinal ele era marido da minha amiga e aquilo ainda era a festa da empresa. Porém, eu já estava tão excitada que simplesmente fingi não ter notado a mão dele ali.

Enquanto conversávamos ele acariciava minhas coxas e subia um pouco a mão. Eu me arrepiava e minha buceta melava.

– Tá frio né? – Ele comenta sorrindo e olhando para meus seios que marcavam o vestido de tanto que meus mamilos estavam durinhos de tesão.

Eu apenas sorri e ele subiu a mão até tocar na minha calcinha. Na hora soltei um gemido baixinho e mordi o lábio inferior tentando me conter. Ele sorriu me olhando com cara de safado e começou a roçar o dedo por cima da minha calcinha. Eu conseguia sentir o melzinho escorrendo da minha bucetinha. Eu sempre fico muito molhada quando estou com tesão.

Ficamos em silêncio uns minutos, apenas nos olhando enquanto ele me acariciava entre as pernas. Eu sentia um mix de culpa por estar fazendo aquilo com o marido da minha amiga, e tesão. Eu respirava fundo tentando conter os gemidos e as expressões de prazer. Olhava ao redor para ver se alguém reparava em nós, mas ninguém olhava em nossa direção.

Saulo afastou minha calcinha e senti seu dedo direto no meu grelinho. Na hora gemi mais uma vez e revirei os olhos, sentia meu corpo todo se arrepiando e uma gota do meu melzinho escorreu da minha buceta até meu cuzinho.

Não resisti, na hora peguei no pau dele, por cima da calça, estava muito duro e parecia ser muito grande, como a Rafa tinha comentado que era. Comecei a me imaginar por cima dele, cavalgando. Enquanto isso ele enfiava seu dedo comprido na minha buceta. E eu tentava em vão conter meus gemidos de prazer.

Saulo estava com um dedo inteiro dentro de mim e com o polegar massageava meu grelinho. Não gemer era quase impossível e eu cada vez mais queria sentar no pau dele.

Eu estava perto de gozar quando vi a Rafa vindo na nossa direção com uma taça de vinho na mão. Na hora me assustei já me afastei de maneira nada discreta do Saulo tentando ajeitar meu vestido e a calcinha no lugar.

– Amor, vamos? – Ela disse ao se aproximar. Saulo estava com o dedo todo melado do meu mel.

– Claro, vamos. – Ele respondeu sorrindo.

– Quer ir lá pra casa? – A Rafa perguntou e eu fiquei até sem reação. Estava preocupada com ela ter notado algo. Tinha até receio de ela estar pedido pra ir embora porque tinha visto alguma coisa.

– Vamos, a gente coloca a fofoca em dia e você dorme lá. – Ela insistiu e eu movida pelo tesão, aceitei.

Gozei com o marido da minha amiga enquanto ela segurava minha mão

Gozei com o marido da minha amiga enquanto ela segurava minha mão

Saulo pediu um Uber e entramos no carro assim que ele chegou. Primeiro o Saulo, depois a Rafa sentada no meio e por fim eu.

Dentro do carro a Rafa deu um beijo no Saulo que rapidamente virou uma pegação forte no carro. Saulo passava a mão na bunda de Rafa enquanto beijava o pescoço dela e olhava pra mim com cara de safado. Eu olhava, super excitada enquanto ele subia o vestido dela.

O motorista do Uber olhava toda hora pelo retrovisor e já dava pra notar um volume em sua bermuda.

Em determinado momento. Rafa pegou minha mão enquanto beijava Saulo e colocou em sua cintura. Eu nunca tinha feito nada com mulher, mas a situação tava me deixando com tanto tesão que eu me deixei levar.

Passei a mão na cintura dela e desci pra entre as pernas. A calcinha da Rafa estava ensopada. Com a outra mão acariciei a bunda dela.

No banco da frente o motorista olhava mais para o retrovisor do que pra rua. Enquanto olhava, ele apertava o pau por cima da bermuda.

Saulo beijava o pescoço da Rafa enquanto a acariciava o seio esquerdo. Passei a fazer o mesmo, beijando-a do outro lado do pescoço enquanto a tocava o sei direito. O motorista já tinha tirado o pau pra fora e tocava uma nos olhando pelo retrovisor.

Depois de alguns minutos assim no carro chegamos no destino. Descemos do carro deixado o motorista literalmente com o pau na mão e entramos no prédio.

No elevador Rafaela e Saulo voltaram a se pegar. Eu fiquei olhando morrendo de tesão até que ele me puxou pela mão e me deu um beijão apertando minha bunda.

Quando o elevador abriu, saímos e em seguida entramos no apartamento.

Saulo voltou a me beijar e a apertar minha bunda. A Rafa veio me beijando por traz enquanto apertava meus seios.

Saulo afastou minha calcinha e ficou passando o dedo no meu cuzinho que passou a piscar instintivamente.

Eu estava entregue e gemendo de prazer quando ele me deitou no sofá. Veio por cima de mim me beijando e acariciando meu seio esquerdo por cima do vestido. Sentada ao meu lado a Rafaela nos observava enquanto tirava sua calcinha.

Saulo parou de me beijar e desabotoou a calça e abriu o zíper. Ele me olhava com cara de safado enquanto se despia. Eu o olhava sorrindo enquanto sentia minha buceta cada vez mais molhada.

Quando ele finalmente abaixou a cueca eu pude ver o seu pau. Era enorme, mais de 20cm com toda certeza, a cabeça grande e brilhante em um tom roxo claro, o corpo era duro com várias veias grossas pulsando. Foi só olhar que babei pela boca e pela bucetinha, tudo que mais queria naquele momento era ser completamente preenchida por aquele cacete enorme.

Saulo subiu meu vestido até a barriga e afastou minha calcinha de lado. Minha buceta tava toda babada e eu toda arrepiada. Ele ficou pincelando a cabeçona daquele pau na entrada da minha buceta enquanto me olhava nos olhos. Eu sorria e gemia sentindo a pica dele roçando no meu grelo. Saulo bateu com o pau umas 5 vezes na testinha da minha buceta e em seguida começou a enterrar aquela rola ne mim.

Ele não tinha pressa. Enfiava devagar e eu sentia aquela piroca grossa me abrindo centímetro a centímetro. Demorou pouco mais de um minuto para ele me penetrar completamente. Eu o sentia todo dentro de mim, conseguia até mesmo sentir as veias do pau dele pulsando dentro de mim. Instintivamente eu o apertei com a minha buceta e ele revirou os olhos e em seguida gemeu e sorriu.

Saulo me pegou pela cintura, retirou o pau quase todo de dentro de mim e em seguida meteu com força. Um gemido alto veio de dentro de mim e saiu pela minha boca, era impossível me conter. Saulo deu outra estocada e com ela outro gemido meu. Outra estocada, dessa vez mais rápida e  mais outra e outra.

Ele já mantinha um vai e vem rápido e forte enquanto eu me segurava no sofá, gemendo casa vez mais alto. Sentada ao meu lado, Rafa se masturbava e sorria vendo seu marido me devorar.

Eu sentia aquele pau enorme me invadido com força e revirava meus olhos. Meus gemidos já eram gritos de prazer e o cheiro de sexo já tomava o ambiente. Eu sentia as pontas dos meus dedos dos pés formigando e as bolas do Saulo batendo na minha bunda cada vez que ele enterrava seu pênis ne mim. Eu já estava prestes a gozar e ele aumentava o ritmo ainda mais. Rafaela se masturbava freneticamente com uma mão e gemia sem parar.

Quando senti que ia gozar, olhei pra minha amiga e peguei a sua mão. A apertei com força e me entreguei. Gozei feito louca no pau do marido da Rafa enquanto a olhava nos olhos, segurava sua mãe e gemia como uma cadelinha no cio. Foram uns doze segundos de puro orgasmo e eu me sentia nas estrelas. O corpo todo formigando, as pernas bambas e a buceta quente e encharcada.

Mesmo eu tendo gozado, Saulo continuava metendo. Rafa agora me beijava e eu ofegante tentava retribuir.

Enquanto ela me beijava seu marido tirou minha calcinha, enfiou o pau ne mim novamente e passou a me foder de novo, agora um pouco mais lentamente. Rafa abaixou o decote do meu vestido e meus seios imediatamente pularam para fora. Ela começou a chupar meus mamilos, lamber e acaricia-los enquanto olhava sorridente para o marido. Saulo foi aumentando o ritmo novamente e meus seios começaram a pular a cada estocada.

Saulo urrava de prazer e me fodia com mais vontade. Rafa chupava meus mamilos, alternando entre eles enquanto eu acariciava sua bunda e bucetinha melada. Saulo já dava sinais que iria gozar  e alguns segundinhos depois senti o leite quentinho dele jorrando dentro de mim. Contei seis jatos de porra até ele sair de dentro de mim com o pau pingando leite de pica e melzinho de buceta.

Rafa caiu de boca no pau do marido. Mamou sem parar até o pau ficar limpinho. Depois, partiu para a minha buceta que escorria esperma e também chupou. Saulo veio logo atrás e os dois me colocaram de pernas arreganhadas enquanto me chupavam, ela na frente e ele atrás. Eu sentia a língua dos dois me invadindo e gemia de prazer. Me chuparam assim até eu gozar de novo, dessa vez na boca da Rafa.

– Que delícia. – Suspirei depois de gozar pela segunda vez.

Saulo me olhou sorrindo e se masturbando já de pau duro de novo.

– Agora é minha vez amor. – Rafa falou já ficando de quatro encima do sofá.

Saulo não perdeu tempo, já foi indo por traz da esposa e começou a meter nela. Rafa gemia e pedia ele para foder com força. Saulo obedecia e comia a Rafa com cada vez mais vontade. Eu fiquei deitada ao lado do casal só assistindo os dois. Não demorou pra Rafa gozar também e em seguida cair exausta deitada no meu colo. Saulo ficou vendo nos duas peladas no sofá exaustas depois de passar a última hora dando pra ele e se masturbou até gozar no nosso rosto.

6397 views

Contos Eróticos Relacionados:

Fui comprar um vestido e fiquei molhadinha

Hoje vou relatar pra vocês sobre o dia que fui comprar um vestido e fiquei molhadinha por causa da vendedora, que claramente queria meu corpo para ela, leiam e comentem o que acharam do meu relato. ...

LER ESTE CONTO

O pau da travesti não coube no meu rabinho

O pau da travesti não coube no meu rabinho e eu acabei ficando com a bunda toda esfoladinha nessa putaria intensa e gostosa. Eu vou lhes contar como acabei tendo o meu primeiro sexo com travesti e...

LER ESTE CONTO

Com as mãos machucadas acabei comendo a enfermeira

- Lava devagar tia, meu saco ta doendo muito! -Vamos fazer o seguinte, eu vou dar uma ajudinha pra você, não precisa ficar com vergonha, vai ficar entre a gente tá! Eu sei que você ta com vergonha, mas na sua idade é normal, e você precisa soltar o que tem aí dentro pra não fazer mal pra sua saúde tá bom!

VER

O dia que virei corno (conto real)

Me chamo Michelle. Sou morena, tenho 29 anos, 1,67cm de altura, peitos grandes e bumbum bem redondinho. Atualmente, sou formada em Ed. Fisica, sempre adorei malhar e me cuidar, por isso sempre fui...

LER ESTE CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 4 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Porno Español - Acompanhantes Campinas - Pornozao - Acompanhantes RJ - XXX - Porno Gratis - Contos Eróticos - Sexo Gay - Dog Porn - Sexo Com Animales - Contos Eróticos Incesto - Relatos Calientes - Porno Buceta - Ursos Pelados - Pornolandia - Cnnamador - Xvideo - Xvideos Porno - X videos - Corno Blog - Mega Filmes - Putaria Telegram - Xvideos Onlyfans - Homem Pelado

Contos Eróticos

© 2024 - Conto Erótico - ThePornDude