Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos de Incesto » Realidade Virtual vs Realidade Real

Realidade Virtual vs Realidade Real

Publicado em 28/08/2023 por Jovem_pegador

Olá meus leitores safados(as), o que vou contar hoje é uma realidade em algumas casas com a questão do século 21 e essa tecnologia toda, mas nada melhor que a versão real sim.

Me chamo Suzana, tenho 36 anos, tenho pele morena, 1,64 de altura, corpo escultural, diga-se de passagem, olhos castanhos, cabelo longo preto, seios fartos, uma bunda grande de respeito, sou separada há alguns anos, mas ainda chamo atenção de muitos homens.

Trabalho em uma empresa multinacional como gerente de vendas, moro sozinha, sou bem resolvida, pego um homem ou outro, para um sexo e nada mais.

Eu tenho um irmão chamado Carlos de 40 anos de idade, um espetáculo de homem posso dizer como irmã, se não fosse meu irmão eu daria uns amaços, hoje ele é casado e tem um filho de 18 anos, o Samuel, um garoto muito lindo, pegou muito da mãe que é linda e do pai que é um espetáculo.

Carlos trabalhava em uma empresa de imóveis e vivia viajando, já estava divorciado também, e morava junto com o filho, então por conta da sua profissão quase não ficava em casa, mas ele pouco entrará em nosso conto.

Em uma quinta-feira, Carlos me ligou e disse que faria uma viagem para outro estado, se eu não poderia ficar em sua casa com Samuel no final de semana fazendo companhia, falei sim posso sim, tia é para essas coisas também, ele me agradeceu muito e disse que me devia essa grande ajuda.

Bom no sábado de manhã arrumei uma mala de roupas e fui para casa de meu irmão que não era tão longe de casa, mas como sou uma mulher bem resolvida e safada por sexo, tenho muitas roupas provocantes, mas era só meu sobrinho, o que haveria de errado certo.

Cheguei lá em seu apartamento legal, o porteiro me entregou as chaves e subi, eu usava um vestido curto na altura da coxa verde militar e tênis, cheguei e já fui entrando, Samuel não estava, deixei minha mala no quarto de visitas e fui dar uma olhada por tudo.

Entrei no quarto do meu irmão, sou curiosa olhei suas gavetas, peguei uma cueca sua e a cheirei, aquele cheiro de macho alfa que delícia, tinha muitas camisinhas de todos os tipos.

Fui então ver o quarto de Samuel, o típico quarto de adolescente, aquela bagunça, um monte de coisa jogada para todo lado, fui fuçar as gavetas, só roupa, não achei nenhuma revista de mulher pelada, seu computador ligado, mas com senha, vi uma cueca sua jogada em cima da cama, peguei e a cheirei, uau que sensação boa que me deu, subiu um fogo em mim, aquela cueca tinha um cheiro de macho e de leitinho de quem bateu uma punheta.

Fui para a sala, liguei a TV, peguei uma bebida na geladeira e fiquei ali de boa esperando o Samuel chegar em casa, passou um tempo, fui preparar um almoço e então chega Samuel todo suado.

– Samuel: Oi tia Suzana, tudo bem?

– Suzana: Oi meu sobrinho lindo, estava jogando futebol, está todo suado e sujo;

– Samuel: estava sim tia, tem um campo aqui perto estava com a galera, vou lá tomar um banho;

– Suzana: está bem, vai lá, o almoço logo sai e almoçamos juntos;

– Samuel: tá bom tia.

Samuel, 18 anos, pele morena, 1,70 de altura, corpo atlético por conta dos esportes, olhos castanhos, cabelo curto preto, coxas grossas e um bumbum de dar inveja em algumas mulheres.

Eu pensava comigo como meu sobrinho está mais gato em, deve foder um monte de meninas, tá gostoso igual ao pai dele já, imagina o tamanho daquele pênis dele, eu em meus pensamentos picantes, voltei a me concentrar no almoço, passado um tempo Samuel retorna usando um short bem solto preto, chinelo e sem camisa, fiquei olhando seu peito bem forte e definido.

– Samuel: tia Suzana o que vai ter de almoço?

– Suzana: então vai ter arroz, feijão, carne de panela e batata frita;

– Samuel: que delícia estou morrendo de fome,

– Samuel: tia como você está gata em;

– Suzana: obrigada Samuel, você também está lindo, está ficando igual ao seu pai.

Demos risadas ali juntos, logo coloquei o almoço na mesa e juntos almoçamos, conversa vai e vem, falávamos de tudo.

Depois de um tempo Samuel se retirou da mesa e foi para seu quarto dizendo que iria jogar videogame, tudo bem, essa molecada adora né, fui lavar a louça e ficar logo de boa no sofá, fiquei vendo uns gatinhos nas redes sociais e conversando no celular, já tinha passado umas horas e não via o Samuel, fui ao seu quarto e estava dormindo.

Já estava para anoitecer, fui tomar um banho relaxante, um chuveiro maravilhoso, aproveitei e toquei uma siririca embaixo daquela água e tive um orgasmo sensacional, sai fui para meu quarto, passei meus cremes e vesti uma lingerie roxa super sexy, minha calcinha era fio dental, e um vestido curtinho branco um pouco abaixo da bunda, sai do quarto e vi Samuel ali na sala vendo TV.

Quando me viu assim toda gostosa, arregalou seus olhos e me comia assim com eles, nisso me subiu um fogo entre as pernas enlouquecedor.

– Samuel: tia que gata você ficou nessa roupa em tá linda demais;

– Suzana: obrigada meu lindo, um elogio é sempre bom de ganhar;

– Samuel: mas está uma gata mesmo sem mentiras.

Então para ver a reação dele, dou uma voltinha bem demorada e dou uma leve puxada no vestido para aparecer a minha calcinha fio dental para ele, percebo em seu rosto um desejo avassalador me comendo com seus olhos e sua mão em uma passada rápida em cima do seu pênis.

– Suzana: está aprovado esse meu look então Samuel, a tia está gata para você?

– Samuel: gata demais tia, a calcinha também é linda;

– Suzana: que bom que você gostou, vou preparar algo para a gente comer;

– Samuel: tá bom tia.

Vou para a cozinha preparar um lanche para nós dois, dou umas olhadas de canto e percebo seus olhares na minha bunda e leves passadas de mão em seu pênis em alguns momentos, pensei vou provocá-lo, imagina dando para um gatinho desse, amaria ser fodida, levanto um pouco mais meu vestido, mostrando ainda melhor a calcinha, eu estava completamente molhada e querendo provocar meu sobrinho gato.

Mas ele não tomava nenhuma atitude, fui ficando mais de boa e baixando minha excitação, logo termino de fazer nossos lanches, comemos e Samuel saiu dali e foi para seu quarto, arrumei as coisas, mas meu pensamentos estavam alvoroçados demais, depois de uma hora mais ou menos ele não voltava a sala nem nada, fui ao seu quarto ver se estava bem.

Vi que sua porta estava fechada, fui abrindo bem devagar, a luz do quarto estava acesa, quando entro naquele quarto, vejo aquele garoto deitado na cama nu, tocando uma punheta, com aqueles óculos de realidade virtual na cara, ele gemia baixinho, lambia e mordia seus lábios e seu pênis duro e aquela punheta rolava.

Eu estava ali assistindo meu sobrinho se masturbando com uma máquina em vez de uma mulher pessoalmente, eu sentia um fogo me consumindo de um jeito, vendo aquele pau envergado, grande e grosso do jeito que gosto, meus seios davam sinal de tesão e minha calcinha já estava molhada.

Cada segundo que se passava ele se masturbando mais e mais, até que ele gozou como um louco, voando para todo lado, deu uma relaxada, aquele pênis voltava ao normal, mas ele continuava com os óculos no rosto, eu puxei minha calcinha de lado e fiquei alisando minha boceta vendo Samuel ali nu e gostoso, jamais havia pensado em dar para meu sobrinho me comer, mas era uma tentação não dar para ele e fazer muita sacanagem.

Passou um tempo, ele foi alisando seu pau de novamente e foi ficando duro de novo, ele se masturbava mais devagar agora, o que ele assistia ali, o deixava animado e aquele pauzão também, eu estava incendiando por dentro, louca para trepar, tiro meu vestido, vou ao quarto de meu irmão, pego umas camisinhas e retorno para o quarto de Samuel.

Lá continuava ele alisando seu pênis cada vez mais excitado, subi na cama bem devagar, fiquei de quatro e dei uma lambida de baixo para cima naquele pau, que delícia, Samuel dá um gemido alto e tira aquele óculos da sua cara me vendo ali na frente dele, de lingerie e com cara de safada.

Realidade Virtual vs Realidade Real

Realidade Virtual vs Realidade Real

– Samuel: tia, tia, o que você;

– Suzana: relaxa meu sobrinho gato, você está vendo uma mulher de verdade na sua frente, desejando sacanagem contigo, aproveita a real;

– Samuel: mas tia Suzana, isso é errado;

– Suzana: errado é desperdiçar esse pau gostoso com uma punheta em um óculos de realidade virtual;

– Suzana: fica só em silêncio e aproveita meu gatinho;

– Samuel: tá bom tia, você quem manda;

– Suzana: bom garoto, decisão correta, vai ver o que vou fazer com você.

Ele com cara de assustado, surpreso, safado, seu pau permanecia duro, eu tiro sua mão e caio de boca chupar, ele geme de novo, joga aquele aparelho de lado e fica me olhando engolir seu pau todo, paro de chupar um minuto.

– Suzana: muito bem, escolheu muito bem, vai gozar agora comigo;

– Samuel: tia você é uma delícia viu, eu fico de pau duro te vendo assim gostosa só de lingerie;

– Suzana: eu sei Samuel, eu te vi passando a mão nesse pauzão quando estava na cozinha, queria saber como ele era;

– Samuel: tia você é um tesão de mulher, sou louco para te foder, mas sou virgem;

– Suzana: hum quer me comer né, porque não pediu antes, eu faria sexo contigo de boa, e agora sabendo que é virgem, vou te dar o que deseja, vou tirar essa virgindade;

– Samuel: vai tia, manda ver.

Eu agora tinha a liberdade em definitivo para brincar com ele, já cai de boca chupar agora ainda mais seu pauzão gostoso, como era esplêndido vê-lo assim gemendo como um louco ganhando um sexo oral delicioso e demorado, eu lambia a cabeça daquele pau, fui me lambuzando e deixando ele ainda mais quente.

– Samuel: tia, que delícia de boca, aí como chupa bem um pinto.

Paro de chupar antes que ele goze na minha boca, quero brincar com aquele garoto no auge, abri uma camisinha e vesti naquele pinto molhado e duro, fiquei em pé na sua frente.

– Suzana: está pronto meu sobrinho gato para comer a boceta da sua tia?

– Samuel: estou sim tia, mas não sei como;

– Suzana: relaxa, deixa comigo, vou te dar um prazer incontrolável e vai aprender a comer uma boceta melada.

Puxo minha calcinha minúscula para baixo e jogo na cara dele, que a pega e dá uma cheirada bem profunda.

– Samuel: tia que boceta linda essa sua, e essa calcinha com o cheiro dela, que delícia;

– Suzana: gostou do cheiro e sabor da minha boceta na calcinha, seu pau vai provar ela toda agora meu sobrinho.

Eu já me agacho e vou metendo aquele cacete na minha boceta que implorava por ele, foi entrando devagar, a cara de tesão dele era única, sentei e enterrou tudo, demos um gemido alto e longo, que delícia dentro de mim agora, tudo que eu queria.

– Suzana: é meu sobrinho, não é mais virgem, agora já meteu em uma vagina;

– Samuel: verdade tia, e que vagina deliciosa fui perder a minha virgindade;

– Suzana: agora só aproveita e come essa sua tia safada.

Coloquei minhas mãos sobre seu peito e comecei a cavalgar como uma vadia, cada subida e descida eram gemidos dele e meus, a cara de tesão que ele fazia, me dava mais vontade de trepar com ele sem limites algum, suas mãos aos poucos foram me alisando, eu arranhava seu peito, como era bom trepar com um novinho.

Me deito sobre seu corpo, aproximando minha boca a sua e a beijo, no início o beijo não estava indo muito bem, mas sou persistente e foi melhorando, até que já me beijava como um macho gostoso faz, sua língua buscando a minha, eu sentava mais devagar naquele cacete, mas muito bom ainda.

– Suzana: em seu ouvido vou gemendo, vai me mostra suas pegadas, me pega de jeito, já está fodendo bem, pega na minha bunda, aperta, da tapas, sou sua nessa cama, seja o dominador meu sobrinho.

Me sentei de novo em seu pau rebolando safada, seu rosto se transformou para um homem cheio de fogo e fantasias, ele me pegou pelos braços que estavam em seu peito, me jogou de lado na cama, eu com ar de puta no rosto, ele se posiciona em cima de mim.

– Samuel: se prepara sua puta, agora eu vou foder essa boceta;

– Suzana: isso vem me comer, mostra o quanto me deseja meu homem.

Samuel pegou minhas pernas, jogou por cima de seus ombros e com uma pegada muito forte em minha cintura, enfiou de uma vez seu pau na minha vagina, me arrancando um grito de prazer e um sorriso malicioso, ele agora me metia como um guloso por sexo, agora estava bom demais.

Logo vejo ele com um sorriso de dominador naquela cama, suas mãos me pegando com firmeza, seu pau permanecia duro e me fodendo como eu desejava, eu gemia sempre pedindo mais e mais, com suas mãos soltou meu sutiã com o fecho na frente, arrancou e jogou longe.

– Samuel: está sendo fodida como deseja titia, vou te fazer gozar no meu pau;

– Suzana: eu gemendo como uma vadia, sim está me comendo muito bem, não para, quero muito desse pau hoje.

Ele já controlador, desce minhas pernas dos seus ombros, se aproveitava agora sobre meu corpo e metia e mamava nos meus seios enrijecidos com perfeição, eu arranhava suas costas pedindo por sexo e ganhava muito prazer e excitação.

– Suzana: vai meu homem goza comigo, goza tudo, mete até chegar lá.

Ele já estava ficando exausto da energia que gastou me fodendo, o jogo de lado, volto a penetrar comigo no controle daquele pauzão, cavalguei mais depressa e quando ouço um grito de prazer dele, sinto seu pênis pulsar na minha vagina e gozar, seu semblante era de satisfeito, cansado, realizado, tudo ali.

Eu já tinha gozado diversas vezes sem ele nem perceber, e como não gozar com um cacete daquele socando uma vagina.

Me deitei em seu peitoral suado de tanto tempo comendo a tia dele, nossas respirações bem ofegantes, mas felizes, me levantei, tirei a camisinha cheia e me deitei em seu peito.

– Samuel: tia Suzana, obrigado pela experiência vivida aqui hoje, como é prazeroso foder uma mulher;

– Suzana: que isso meu sobrinho, eu te ensinei a trepar com uma mulher muito bem, e você matou meus desejos, não pode-se desperdiçar um pênis com esse talento de satisfazer nos mulheres;

– Samuel: tia nos vamos transar assim de novo e vou poder chupar essa boceta?

– Suzana: sim se você quiser vamos transar quantas vezes quiser, lógico, vai chupar minha boceta um dia bem devagar e bem safado.

Ali muito felizes, nos levantamos e fomos tomar um banho juntos, um ficava ali alisando o corpo do outro, depois deitamos nus na sua cama e dormimos ali juntos até o amanhecer de domingo.

Já na manhã seguinte, acordei e me arrumei vestindo um shorts jeans escuro curtíssimo, uma regata preta sem sutiã e chinelo, acordei o Samuel, dizendo que seu pai logo chegaria de viagem, ele vestiu uma cueca e short e fomos para a cozinha tomar um café, o seu sorriso estava de ponta a ponta no rosto de felicidade.

– Samuel: tia nossa ontem foi magnífico nosso sexo, obrigado pelos ensinamentos; foi muito bom transar com você;

– Suzana: foi magnífico mesmo meu sobrinho, dormi como uma princesa, aprendeu direitinho, pode foder com as meninas já;

– Suzana: e duas coisas em nosso segredo esse sexo e ensinamentos em seu pai nem pode saber disso, e segundo agora não precisa mais daqueles óculos para ver mulher pelada, pode me ter e ter qualquer gatinha aí.

– Samuel: sim tia, nosso segredo, e vou me livrar dos óculos, só quero bocetas ao vivo agora;

– Suzana: isso meu sobrinho, muito bem garoto esperto.

Minutos depois a porta se abre, era meu irmão, perguntando se tudo estava bem, dissemos que tudo em ordem, tomamos ali um café juntos, peguei minhas coisas e vim embora super feliz por todos os acontecimentos.

3610 views

Contos Eróticos Relacionados:

Mamada profunda

Mamada profunda - Bom, me chamo Camila, tenho 25 anos, sou morena, pequenininha (1,56cm) porém, toda gostosinha. Pernas grossas, barriga sequinha, peitos redondos e na medida (modéstia parte) meu...

LER ESTE CONTO

Nossa aventura

Nossa aventura - Somos um casal maduros ela na faixa dos 58 eu 60. Somos ela loira bem branquinha altura 1.60 peso 70kg. Sempre tive vontade de ver minha mulher transando com outro. Certa vez fomos a...

LER ESTE CONTO

Eu e o tio coroa da minha amiga

...Resolvi então aproveitar, aquele coroa era muito bonito e estava me deixando excitada, passei os braços em volta do seu pescoço e comecei a alisar seus cabelos grisalhos e sedosos, senti seu volume crescer mais de encontro ao meu corpo, passei a esfregar minha bucetinha no seu pau, ele falou: - Isso tesudinha, mexe assim, vamos delícia...

VER

Fictício (Sou Invisível)

Sou invisível no meu sonho. Em uma noite parada no meu carro em frente uma casa onde eu já tinha visto um homem lindo sair para trabalhar de manhã, vi ele chegando provavelmente do trabalho...

LER ESTE CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 3 + 4 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Porno Español - Acompanhantes Campinas - Pornozao - Acompanhantes RJ - XXX - Porno Gratis - Contos Eróticos - Sexo Gay - Dog Porn - Sexo Com Animales - Contos Eróticos Incesto - Relatos Calientes - Porno Buceta - Ursos Pelados - Pornolandia - Cnnamador - Xvideo - Xvideos Porno - X videos - Corno Blog - Pornô - Xvideos Pornos - Mega Filmes - Putaria Telegram - Xvideos Onlyfans

Contos Eróticos

© 2024 - Conto Erótico - ThePornDude