Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos Eróticos Gay » Eu e minha mãe matamos os desejos do novo vizinho gringo

Eu e minha mãe matamos os desejos do novo vizinho gringo

Publicado em 10/04/2024 por Megalopta

Eu e minha mãe matamos os desejos do novo vizinho, negão de origem, norte-americana

Como tudo que é bom faz parte de fazes em nossas vidas, eu e minha amiga Flavia e seu namorado, Pedro voltamos do feriadão que passamos na mansão do seu Wilson, (pai do Pedro, portando sogro da Flavia) viúvo, cinquentão, lindo e gostoso que nos envolveu em dias de orgias quando ninguém foi de ninguém sendo eu e minha amiga feita de verdadeiras putas na picas do pai e filho; para aumentar os nossos prazeres, conhecemos Caim e Abel, dois moradores de uma vila de pescadores que nos comeram sob o sol e sobre a areia da praia da Região dos Lagos; sendo eu agraciado com mais uma pica do seu Joaquim, mordomo da casa do seu Wilson, que comeu o meu cu enquanto todos dormiam após uma noite de orgia. Nos voltamos para nossa cidade, para darmos continuidade as nossa vidinha.

Ao descer da pick-up cabine dupla do Pedro, em frente o prédio onde moro  Região Serrana do Rio de Janeiro, notei as luzes do apartamento que fica no bloco de frente para a janela o meu quarto, que estava a venda antes de eu partir para curtir o feriadão com meus amigos, com as luzes acessas; assim que adentrei a Holl do prédio, seu Alfredo (porteiro que comeu o meu cu, alvo de seus desejos.

Que ao me abraçar fortemente pelas costas, encostando sua pica dura e grossa e disse: eu estava cheio de saudade de minha Menininha; eu sorrindo disse: seu Joaquim o senhor tem  que ser mais discreto para que dona Maria, sua esposa não venha a desconfiar, eu ficaria muito triste se eu fosse motivo de uma desentendimento entre vocês!

Ele: calma minha Mona, ela só vai descobrir se você falar!

Eu: mas, temos que tomar cuidado!

Ele apertando a minha bundinha, durinha e empinada, indagou: quando que vou voltar a comer essa bundinha?

Eu sorrindo disse: quem sabe um outro dia!

Quando entrei  no meu apartamento, fui recepcionado com um abraço e beijos por minha mãe que já estava de saída para o seu trabalho, dizendo: Lu, coloca as roupas sujas no cesto que a Lucia, está preste a chegar para lavar  e fazer uma limpeza neste apartamento que está imundo.

Assim que Lucia chegou, foi direto ao meu quarto, onde eu após tomar um banho e aplicar uma boa quantidade de pomada interna no meu cu, para amenizar os estragos feitas pelas picas que eu recebi durante o feriadão; ao me ver deitado nu, com a bunda para cima com o climatizado com sua seus jatos de vento voltado para o meu cu, disse:  bom dia Lu, pelo visto o feriadão foi uma loucura!

Eu sorrindo, respondi: Lucia minha amiga, foi mesmo, dei meu cu para cinco machos com picas grossas, grande, verdadeiros cavalos!

Em quanto ela arruma o meu quarto, comentou: Lu, já viu o novo vizinho do apartamento em frente?

Iniciando mais essa conversa:

Eu: não, chequei a pouco!

Ela: puta que pariu que negão, segundo as empregadas do prédio, ele é norte-americano, jogador aposentado da Liga de Futebol Americano, Conference (NFC) deve ter uns dois metros e dez centímetros de altura, musculoso pra  caralho, um verdadeiro gorila; minha amiga, ele deve ter uma pica descomunal.

Eu: não diga, é isso tudo mesmo!

Ele só acorda depois do 12 horas quando vai a até  a varanda do quarto, completamente nu, imagem que já se tornou atração da mulherada e dos bixas do prédio!

Eu: pode me colocar nesta lista de admiradores minha amiga, passamos a gargalhar; no horário previsto aquele deus negro abriu a porta, saindo de dentro do quarto, se exibindo nu na varanda do seu imóvel, com os músculos definidos; tórax super desenhado; pernas e braços enormes;  uma bunda, grande, dura e empinada; uma pica ainda em estado de repouso, grossa ornamentada de artérias que dava uma visão maravilhosa.

Para chamar a sua atenção, subi sobre a minha cama nua, empinado a bundinha, simulando está colocando a minha mala de viagem sobre o guarda-roupas para que ele tivesse uma visão total do meu corpinho; tendo êxito no meu plano, fazendo ele se aproximar do peitoral da varanda com um sorriso nos lábios,  sendo correspondido por outro sorriso.

A partir deste ocorrido os nossos shows de exibicionismos se tornou diários,  em horários diversos sobe os olhares de cumplicidade de minha mãe e da Lucia em seu dias de faxinas; sentindo tesão ao ver aquele negão de pica dura ao me ver vestindo na maioria das vezes de camisolinhas, sem nada por baixo, outras vezes só de fio dental, shortinhos ou completamente nu, fazendo ele se masturbar jorrando sua porra com os olhos fixo no meu corpo.

Até que ele colocou uma placa previamente escrita com a seguinte pergunta: When will I meet you.

Como eu sou péssimo no idioma inglês, chamei a minha mãe, e ela passou a traduzir: ele, está perguntando: quando vou lhe conhecer?

Mãe pega algo e escreve: quando você desejar, (when you want)

Ele: Pode ser hoje? (Can be today?)

Minha escreveu: pode ser agora. (can it be Now)

Ele: what is your apartment number, (qual o número do seu apartamento)

Minha mãe escreveu: 404!

Ele: I arrive in an hou, (chego em uma hora)

Minha mãe orgulhosa de mim, disse: caralho, filho, você fisgou o americano!

Eu: mãe estou louco para dá a minha bundinha para esse macho desde que o vi pela primeira!

Ela: eu sei, vou ficar no meu quarto para deixar vocês a vontade!

Eu; mãe, deixa eu ficar com ele no seu quarto, porque a sua cama é de casal e a minha é solteiro, só assim vamos ficar melhor acomodados!

Ela: tudo bem, vamos separar uma roupinha para você, escolhendo um conjuntinho de tule transparente, com vestidinho curto que deixou minhas nádegas a vista, com fio dental enterrado no rego da minha bundinha e um tope, na cor preta. Algum tempo depois o interfone tocou, seu Alfredo disse: vai da o cu para esse gringo preto sua bixa!

Eu: não é da sua conta, toma conta da sua mulher e pode deixar ele subir!

Ao abrir a porta da sala, dei de cara com aquele macho maravilhoso, vestindo uma bermuda branca de moletom justa ao corpo, deixando sobressai  um volume de pica que me deixou com  os olhos arregados, camiseta estrangulando os músculos do seu pescoço, braços e tórax; segurando um buquê de rosas, me fazendo dizer: além de lindo é um cavalheiro!

Eu e minha mãe matamos os desejos do novo vizinho gringo

Eu e minha mãe matamos os desejos do novo vizinho gringo

Ele com um português americanizado, disse: you are also hot and beautifu (você também  é muito linda)

Eu: acho melhor a partir de agora só falar em português, porque meu inglês e um  horror!

Ele: vou tentar!

Eu segurando em uma de sua mão, disse: vem, levando ele para sala de estar, sentamos no sofá e disse: vamos nos apresentar: meu nome é Luiz, mas, todo só me chamam de Lu!

Ele: o meu é James, mais todos só me chamam de Wall!

Eu o que quer dizer?

Ele: muralha, devido o futebol americano!

Ele me pegou pela cintura, me colocando sentado em seu colo e disse: você tem um corpinho de girl, pedindo: mulher, deixa eu dá uma olhadinha?

Eu levantei do seu colo e passei a desfilar em sua frente, girando e empinando a bundinha.

Ele segurou forte a minha bunda com as suas duas mãos enormes sob a camisola, me virou de costa e passou a morde as minhas nádegas, me fazendo gemer: hummm, hummmm, gostoso, isso morde a  minha bundinha!

Assim  você me deixa louquinho!

Ele: empina a bunda e força como se fosse defecar!

Eu: pra que meu negão?

Ele: para abrir o máximo esse cuzinho, que eu quero meter a minha língua chupar ele todinho, go, try hard, (vai, vai força!) assim eu fiz ,meu cu abriu como eu nunca pensei que poderia ficar; ele passou a explorar com a língua me fazendo gemer: hummmmm, que delicia negão!

Sua língua conseguia chega ao funda da minha entranhas com nunca ninguém consegui:  hummm, hummmm, hummmmm, ele tirou a minha camisola me deixando completamente nu, eu me virei e passei a fazer o mesmo, surgindo uma pica preta, descomunal que a minha mão não conseguia contornar ela toda devido a sua grossura!

Eu olhei nos seus olhos e disse: negão, você é um cavalo”

Ele me olhou e disse: he’s all yours!

Eu o que você, disse?

Ele sorrindo ele respondeu: ele é todo seu!

Eu segurei aquele chouriço grosso, preto com as duas mão e passei a arrastá-lo para o quarto, empurrando seu corpo sobre a cama e passei a chupar aquela chapeleta maravilhosa, hummmm que pica maravilho,  americano! Ele passou a forçar minha cabeça de encontro ela, me fazendo ficar sem ar e engasgando: gulp, gulp, disse: puta que pariu homem essa pica vai acabar me matando!

Ele agora fica de quatro, e faz força para abrir seu cu mais uma vez, e disse: go, try hard, como eu já sabia o que significa comecei a fazer força, deixando meu cu mais uma vez arreganhado, ele apontou a pica no buraco do meu cu, deu uma gravata no meu pescoço com seu braço forte e musculoso deu uma estocada, me fazendo, gritar: AAAAIIIIIII MEU CU!

PUTA QUE PARIU NEGÃO, VOCÊ ESTÁ ME ARROMBADO!

Minha mãe ao ouvir os gritos, entrou correndo no quarto, e disse: take it out of him, (tira de dentro dele)

Now, now you gorilla, tira de dentro dele, agora, seu gorila!

Eu: mãe o que a você está fazendo aqui, volta para o quarto!

Ela; eu ouvi o grito que você deu, pensei que ele estava te maltratando!

Eu: que maltratando nada mãe,  olha que pica maravilhosa deste homem, quero ela toda dentro de mim!

Ela: segurou na pica do James e disse: olha o tamanho e a grossura desta coisa, filhinho!

A pica ficou mais dura em contato com a mão da minha mãe, ela disse: caramba parece uma barra de ferro!

James só sorria.

Filho você tem certeza que vai querer essa trozoba descomunal no seu cu?

Eu: quero mãe, ajuda eu suportar ela toda dentro de mim!

Ela segurou aquele tronco preto, virou para mim e disse: fica de quatro e relaxa filho!

Foi neste momento, para a minha surpresa, James disse: chupa senhora!

Ela olhou para mim, eu fiz que ‘sim” com um movimento de cabeça, ela caiu abocanhando aquela coisa que mau entrava em sua boca e começou a murmurar: huuuuu huuuuuu, huuuuuu, que pica gostosa meu filho!

Eu e James tiramos a camisola dela deixando nuazinha, ela apontou a chapeleta do negão no buraco do meu cu e disse: stop wandering! “coloca de vagar” ele foi empurrando, conforme minha mãe ia liberando sua pica para dentro da minha entranhas, segurando sua mão; até os 26cm está todo dentro de mim!

Passamos a esperar por alguns momentos, com eu sentindo uma dor enorme, murmurando, disse: aaaaiiiiii meu cu mãe, está ardendo muito!

Alguns momentos depois, olhei para o James e pedi: vem negão, soca no meu cu, soca, soca!

Minha mãe  abriu as pernas, colocando minha cabeça apoiado sobre seus pentelhos da buceta, de frente para o meu corpo e do negão, abriu as minhas nádegas me deixando todo arreganhado e disse: soca gorila, soca no cuzinho do meu filho; agarrando a cabeça do James, beijando a sua boca e chupando a sua língua; em quanto ele socava sem  dó e piedade seu caralho no meu cu, me fazendo gemer: Aaaaaiiiiii meu cu, que pica gostosa mãe, huuuuuuu, huuuuuuu!

Que experimentar mãe, que, que!

Eu passei a esfregar a minha cara na buceta dela e disse: sua buceta está encharcada, mãe!

Ela com voz de choro, disse: quero filho, quero assim!

Ela voltou a beijar a boca do James, e poetando a minha piquinha até eu gozar! Huuuuuu, huuuuuu que pica gostosa mãe!

Ele caiu com seu corpão sobre o meu é disse: you are wonderful!

Eu: agora você soca essa trozoba na buceta da minha, mãe, negão!

Ele permaneceu deita com a pica para cima a meia bomba, eu e minha mãe passamos a reversar com ela em nossa boca, até que voltou a ficar dura como antes, minha mãe subiu sobre ela e foi arriando recebendo ela toda na buceta, e disse: filho que pica maravilhosa, passando a cavalgar com uma louca e gemento: hummmmm, hummm que pica gostosa, hummmmm, hummmmm por uns dez minutos até que disse: vou gozar: haaaaaaaa, huuuuuuu, haaaaaaa, huuuuuu!

Em seguida ele disse: agora quem vai gozar sou eu, e na cara de vocês duas!

Nos deitamos, com a cara para cima embaixo do seu saco ele passou a bater com sua pica em nossas caras, até que gritou: I’m going to cum, I’m going to cum, (vou gozar, vou gozar) enchendo as nossas caras de porra.

Após eu e minha limpa aquele caralho preto, grosso com a boca, ele se vestiu e foi embora, deixando eu e minha mãe realizados.

4909 views

Contos Eróticos Relacionados:

Empregada noiva religiosa e novinha

Empregada noiva religiosa e novinha - Trabalho em um escritório e sempre recebo pedidos de pessoas para estágio, Dessa vez quem tinha chamado era Alessandra, 20 anos, Loira, 1,50cm de altura,...

LER ESTE CONTO

Tarde Inesquecível

Pensa num dia chato,vespera de natal. Qdo vc pensa que nada poderia mudar ,vc recebe uma mensagem assim: Oi linda ,que esta fazendo? Nada de bom e vc? Estou de folga ,quer da uma volta de...

LER ESTE CONTO

Filho do patrão comendo a empregada coroa

... Silvia, eu posso até não contar para minha mãe que peguei seu filho roubando, mas eu preciso ser compensando por isso. Ela ainda sem entender a malícia. \\\" Eu entendo Cleiton, o que você precisar eu posso te ajudar, só por favor não conte para sua mãe\\\" \\\" Talvez eu preciso da sua ajuda em algo\\\"

VER

Mamãe Me Deixa Puto (Parte 1 – O Reveillon)

O que vou escrever aqui agora aconteceu no feriado do ano novo de 2024. Mamãe e eu nos juntamos a uma prima minha e a um amigo meu, Paulo, e participamos do aluguel de um sítio por Airbnb. Cada um...

LER ESTE CONTO

4 - Comentário(s)

  • Megalopta 25/04/2024 15:54

    Meus amores agora, já são quatro contos prontinhos e entregues ao site, para o gozo de todos nos.

  • Megalopta 20/04/2024 12:34

    Já estou com mais dois contos prontinho, espero que você goste.

  • Megalopta 11/04/2024 18:33

    Essa pica me deixou eu minha mãe com cu todo arrombado.

  • Megalopta 11/04/2024 12:53

    A trozoba deste negro americano, vai deixar eu e minha mãe sem querer outra pica por um bom tempo. Que pica foi essa!

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 3 + 5 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Porno Español - Acompanhantes Campinas - Pornozao - Acompanhantes RJ - XXX - Porno Gratis - Contos Eróticos - Sexo Gay - Dog Porn - Sexo Com Animales - Contos Eróticos Incesto - Relatos Calientes - Porno Buceta - Ursos Pelados - Pornolandia - Cnnamador - Xvideo - Xvideos Porno - X videos - Corno Blog - Pornô - Xvideos Pornos - Mega Filmes - Putaria Telegram - Xvideos Onlyfans

Contos Eróticos

© 2024 - Conto Erótico - ThePornDude