Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos de Sexo » Minha primeira DP foi com os irmãos

Minha primeira DP foi com os irmãos

Publicado em 18/10/2022 por Damma Safada

Minha primeira DP foi com os irmãos – Depois que saímos do cinema (Muita sacanagem com os irmãos), seguimos a noite. Saímos no estacionamento e fomos em direção ao meu carro, eu ficava imaginando o que os irmãos iriam fazer comigo, pedi para que o Neto fosse dirigindo, ele abriu a porta do carro para mim, e antes que eu sentasse, disse que queria me olhar, me colocou de costas e levantou meu vestido até a cintura, passou a língua deliciosamente no meu cuzinho e eu assustada com as possíveis câmeras de segurança me sentei ligeiro no banco, fez a volta, sentou se na direção e ligou para o irmão, disse que deixaríamos meu carro em um estacionamento 24 horas, explicou o lugar.

Saímos do estacionamento do shopping  e perguntei onde iríamos, Neto apenas me respondeu que eu dissera que iria para qualquer lugar com eles, mandou eu levantar meu vestido para mostrar minha xaninha gozada e abrir a calça dele, eu fiz o que mandou e iniciei uma punheta, mas me pediu para chupar e vendo aquele pau duro que havia entrado em mim a pouco tempo e aquele cabeção vermelho me coloquei a chupar, pois, dizem que água e um boquete não se nega a ninguém, e comigo chupando pica paramos em frente ao estacionamento, ele ligou para o Theo que abriu a porta da camioneta e entrei, o Neto guardou meu carro e sentou atrás.

Os guris resolveram parar em uma loja de conveniências, o Neto desceu, eu e o Theo não trocávamos uma palavra, talvez pela nossa “falta de intimidade”(imagina que falta de intimidade, eu havia chupado muito o caralho dele), pegou muita cerveja, e logo que entrou no banco de trás já abrimos uma proibida e me ofereceram no bico, eu querendo ficar menos apreensiva e mais soltinha tomei quase todo o latão, rsrs, e pegamos na direção norte da cidade, e logo o Neto se abaixou no banco de trás, e o carro entrou no motel, em seguida entramos na suíte, nossa os guris capricharam, era tudo muito bonito, mas assim que entramos eu pedi para tomar um banho, e eles concordaram, claro né, eu já tinha a xaninha esporrada do Neto. Entrei no banho e minha imaginação foi a mil, era a primeira vez que eu estava com dois machos, e pela demonstração no cinema eu já imaginava muita putaria, o Neto era meu “Pau Amigo”, mas queria provar o Theo, rsrs, saí do banheiro enrolada apenas na toalha.

Cheguei no quarto e estavam os dois só de cuecas bebendo sentados na volta da pequena mesa, Neto me viu e me puxou para perto deles, me ofereceu uma cerveja e tomei tudinho, estava com sede, e o Theo disse que queria me ver peladinha, pedi então que o Neto me devolvesse a calcinha, devolveu, eu fui no banheiro e coloquei minha calcinha, coloquei meu vestidinho e calcei as sandálias e retornei ao quarto, fui até o som, coloquei uma música e fui até o cano do pole dance, comecei a dançar e sensualizar bem devagarinho, e cheia de tesão vendo os caralhos duros por baixo das cuecas, pedi que aproximassem as cadeiras do pequeno palco, pedi uma cerveja, tomei e comecei a levantar meu vestido, rebolando suavemente puxei a parte de cima e os meus seios ficaram a mostra, depois deixei o vestido cair todo e fiquei apenas com a calcinha pretinha enterrada no meu rabão, de frente para eles me encostei no cano do pole onde as bandas da minha bunda se abriram e o cano encaixou, que tesão esse cano abrindo minha bunda, olhando com cara de safada enfiei um dedinho na minha xaninha por baixo da calcinha, enviei dentro de mim, levei o dedo a boca e chupei, eu olhava fixamente para a cara deles, vibravam com cada acontecimento, principalmente o Theo que não havia me fudido ainda.

E também não havia me visto nua, então meti de novo os dedos na minha xaninha e dei para o Theo chupar meu dedo, o que ele fez deliciosamente, ai resolvi tirar a calcinha e fiquei nua, os olhos fixos do Theo na minha bucetinha com meus pelinhos poucos e no formato do bigode do Hitler, e foi quando não se aguentou, se ajoelhou na minha frente e caiu de boca na minha bucetinha, nossa o gatinho estava com sede, rsrs, chupou deliciosamente enfiando a língua lá dentro e depois lambeu meu grelinho, eu disse que assim ia me acabar, ele mordiscou meu grelinho e puxei a cabeça dele de encontro a minha buceta e de pé com o cano do pole abrindo minhas nádegas, tive meu primeiro gozo, nossa, eu gozava gritando e ele aumentava as mordidinhas no meu grelinho duro, me acabei todinha, e o Neto disse para ele deitar na cama para me fuder.

O safado deitou só de cuecas, e antes que eu fosse até a cama para meter com ele o Neto me levou até próximo da cama, me virou de costas para o Theo deitado, mostrou minha bunda linda, abriu e mostrou meu cú, o cara já segurava na mão aquele comprido caralho, e virada de bunda p Theo, eu encurvei o corpo e comecei a mamar o caralho grosso do Neto, até que tirou na minha boca e mandou eu chupar o Theo, fiquei de quatro na cama, tirei a cueca do safado, e segurei a pica na mão, dei um beijinho na cabeça, e lambi o saco, depois fui lambendo com carinho da base da pica até a cabeça, quando abocanhei o caralho senti uma língua no meu cuzinho, que tesão, o Neto caiu de boca no meu cuzinho, lambia todo o meu buraquinho, depois enfiava a ponta da língua lá dentro, e depois lambia os lábios da minha buceta e enfiava a pontinha da língua lá dentro, eu rebolava com as chupadas e mamava o caralho do Theo com vontade, até que o Theo me puxou para cima dele, pediu que eu ficasse de cócoras e deixasse o caralho entrar, fiquei na posição, posicionei a cabeça para o meio dos meus lábios vaginais, a cabeça entrou com facilidade, e senti o resto entrar até o fundo do meu saco vaginal, Theo ainda reclamou que não dava mesmo para fuder uma buceta depois do Neto, o outro rindo disse.

Minha primeira DP foi com os irmãos

Minha primeira DP foi com os irmãos

Neto – Mas, essa puta é minha,

e iniciei a rebolar com gosto e vontade, nossa eu me olhava no espelho e me enlouquecia, até que vi pelo espelho o Neto se aproximar, disse que ia comer meu cú, ou seja, queria que eu fizesse uma DP, eu falei que não, que nunca havia feito, recebi um tapa na bunda e o Theo me puxou fazendo eu encostar meus seios no peito dele, o Neto pegou um lubrificante, passou no seu caralho, e depois derramou no meu cuzinho, aquele líquido geladinho escorrendo pelo meu reguinho até cair no meu cú, ele lubrificou a volta da minha argolinha, enfiou um, depois dois dedos no meu cú, eu conhecia aquele caralho no meu cú, até então havia dado o meu cú só para o Neto, mandou eu rebolar, e eu rebolei com um pauzão na buceta e dois dedos no cú, ele tirou os dedos do meu rabo, senti aproximar aquele cabeção, e empurrou, doeu, arrebentou umas preguinhas, mas entrou, ai eu pedi que enfiasse tudo e vi estrelas quando aquele caralho grosso deslizou meu cú a dentro, e senti as bolas baterem na minha bunda, mandaram eu rebolar e eu rebolei com gosto, parei e o Theo começou a meter com força, e quando parou o Neto me castigou o rabo, e quando parava o Theo socava forte até que falou que ia gozar, pedimos para esperar e quando eu disse que queria porra, que eu estava tento um orgasmo, me acabando, senti a porra inundar minha buceta e logo em seguida senti uma descarga de porra no meu rabo, gritei que era uma puta, uma vadia, até que senti um alívio quando o pau saiu do meu cú, e logo sai de cima do Theo fazendo o pau dele abandonar minha buceta toda arrombada.

O Neto pegou o cel e disse que precisava tirar uma foto de mim toda arrombada, eu relutei, disse que não, mas me disse que de costas não saberiam que aquele cuzão todo aberto era o meu, o Theo ao meu lado abriu minha bunda e eles tiraram fotos do meu cú, depois me viraram de frente e as fotos foram da minha buceta toda arregaçada, e depois o Neto disse que precisava de um banho, fiquei na cama com o Theo que dizia que queria meu rabo, e pediu para eu chupar o caralho dele, eu não me fiz de rogada, adoro chupar um caralho, mamei com gosto e ele foi ficando durão para mim, fiquei de quatro,  e ele de pé apontou o pau para o meu cú, e entrou todo de uma vez, eu já estava arrombada e ele reclamando de fuder meu cú depois do irmão, pois a pica do irmão, embora menor era muito grossa, eu ria com o caralho dele atolado no meu cú e dizia que ele estava tendo sorte de ser irmão do Neto, porque meu cú até então só conhecia o caralho do Neto, e eu nisso comecei a me masturbar e pedi para ele aumentar o ritmo e nisso o Neto sai do banho e fica nos olhando, me perguntando se eu estava gostando de ser enrabada, falava que sim que era uma puta vadia, comecei a gemer e gozei e logo o Theo tirou o pau do meu rabo e gozou nas minhas costas, no meu reguinho e ainda socou mais uma vez a pica melada dentro do meu cú, nossa eu estava bem satisfeita, mas o Theo foi para o banho e o Neto pediu para eu chupar o caralho dele, com ele de pé, me sentei na cadeira e chupei com vontade aquele pição grosso, ele metia na minha boca como se fosse uma buceta, e eu o ajudei a gozar com uma punheta, adoro bater punheta e ver a carinha deles se contorcendo.

Eu pedi para tomar um banho, e depois para ir embora, concordaram desde que eu desse de novo para eles outro dia, concordei, então fomos pegar meu carro, e quando saímos do motel o Neto pediu para eu passar para o banco de trás, quando olhei ele estava com aquele pau grosso duro, levantei meu vestido até a cintura e fui para o banco de trás, e já meti o caralho do Neto, e comecei a rebolar com a pica toda metida dentro de mim, nossa minha buceta não sei como aguentava mais pica, mas eu, embora cansada queria dar mais prazer para eles, e quando estávamos chegando perto do estacionamento o Theo parou, e disse para acabarmos logo, e então eu rebolei mais forte até que senti porra dentro de mim e o Neto gemendo, não aguentei e gozei de novo, Chegamos nos estacionamento o Neto pegou meu carro, pedi que um deles fosse guiando e o Theo deu seu carro para o irmão, e foi comigo no meu, quando saímos ele tirou a pica para fora, eu me posicionei de quatro no banco para mamar, já disse que adoro fazer um boquete, e estava eu mamando com vontade quando o neto encosta o carro ao lado do meu, o Theo abre o vidro do carona e Neto tem uma visão da minha bunda, que fiz questão de abrir, e logo estávamos chegando, eu bati uma punheta e deixei o Theo gozar na minha boca, paramos o carro, o Theo disse que havia adorado, que queria me fuder, só eu e ele, falei para pedir para o meu dono, me seguiram até eu colocar o carro na garagem e cheguei toda lambuzada, metida, esporrada, quando me deitei na cama entrou uma mensagem de watts, eram minhas fotos toda arrombada, e um dizer:

-Queremos mais, muito mais.

Veja outros contos de sexo abaixo:

Fodendo com o Uber marido da minha amiga

Bate e volta pra gozar gostoso no feriado

1997 views

Contos Eróticos Relacionados:

Comendo a ruiva no banheiro da balada

Fui para uma balada curtir com meus amigos e terminei comendo a ruiva no banheiro de lá. Esse é o resumo do conto que vou escrever abaixo. Meu nome é Robson, tenho 23 anos, sou branco, alto,...

LER ESTE CONTO

Arrombada por 6 depois da festa da minha amiga

Arrombada por 6 depois da festa da minha amiga - Meu Jorge estava viajando e liguei falando da festa de aniversario da minha melhor amiga Lene e que não poderia perder por nada, ele falou que eu...

LER ESTE CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 5 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Videos Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Acompanhantes Campinas - Nacional Porno - Pornozao - Acompanhantes do RJ - XXX - Porno Gratis - Telegram Putaria - Acompanhantes Porto Alegre

Contos Eróticos

© 2023 - Conto Erótico - ThePornDude