Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos Porno » Primeira foda com um casal e quero mais

Primeira foda com um casal e quero mais

Publicado em 20/10/2022 por Damma Safada

Primeira foda com um casal e quero mais –  OI, vou me apresentar, sou Lúcia, 30 anos, tenho 1,66m/ 60kg,loira,siliconada,mas o que mais chama atenção é meu bumbum, e adoro estar bem bronzeada, então adoro piscina e praia, mas o que vou contar aconteceu quando eu estava separada a mais ou menos 15 dias, como a casa teoricamente é do meu marido(estamos discutindo na justiça), fui passar um tempo na casa de minha amiga Bia, ela tem mais ou menos minha idade, morena, 1,75m e 50 e poucos kg, é magra, com uma bunda pequena mas bonita, bem feita e seios sem silicone, mas bem grandes e bonitos, e mora em um apto bem localizado de dois quartos, e o que é melhor é que mora sozinha, e me ofereci a ajudar as contas da casa e pagar o condomínio como forma de aluguel, éramos bem amigas, daquelas de contar tudo uma para a outra e ainda entrar em detalhes.

  Era um sábado e o Foda Fixa da Bia avisou que iria chegar, chamamos assim porque mora em outra cidade, então se veem pouco, quando é possível, nos finais de semana  ele vem ou ela vai, e como eu não andava muito legal no pós separação não se viam durante o mesmo tempo do que eu estava separada, mas neste final de semana ele viria, acho que não se aguentavam mais ficar separados e sem transar, e ela sabia que ele era danadinho, que se não desse assistência seria difícil ele não putear, pular a cerca, eu já o conhecia e me olhava sempre com olhos gulosos, eu o achava um belo exemplar de macho, ainda mais sabendo de tudo que Bia e ele faziam, inclusive ela me falava muito do dote, dizia que dependendo da posição chegava a doer.

   Bia se arrumou para esperar o FF, colocou uma blusa de alcinha de seda azul, sem sutiã, e uma mini saia branca, eles iriam sair, mas para deixá-los à vontade falei que eu sairia com umas amigas, embora não andasse a fim de festa, eu coloquei uma camisa jeans azul clara, sutiã de renda preto, calcinha cavadinha preta também de renda e uma mini saia de camurça marrom, sandália de salto azul, e assim que terminamos de nos arrumar ouvimos o interfone tocar, e logo o FF estava batendo à nossa porta, Bia foi receber e os dois trocaram um ardente beijo ainda antes de fechar a porta e vi a mão apertando a bundinha dela, nos cumprimentamos, e o safado me olhou de cima a baixo, sabe aquele olhar que o cara de despe, que quer te comer? Confesso que me excitou aquele olhar safado, olhei para o pau dele que já estava com volume coberto pela calça, vestia calça jeans, camisa branca, a pele bem queimada do sol e os olhos azuis lindos, e logo Bia o convidou para sentar, sentou no sofá, ela foi buscar uma cervejinha na cozinha, eu sentei na poltrona ao lado e cruzei maliciosamente as penas olhando fixamente para ele que pegou no volume que se formava na calça e apertou, arrumou o pau me olhando com cara de tarado, Bia voltou sentou ao seu lado e recebi um telefonema, eram as amigas com quem eu sairia.

   Chegamos na festa e não era bem o que eu estava esperando, só azaração, eu queria um lugar mais calmo, para tomar uma cerveja e dar risada, e o pior foi quando depois de uma hora por lá vejo meu ex marido chegando, bem isso foi a gota que faltava, chamei um carro pelo aplicativo e em 10 minutos estava na frente do prédio, antes de entrar eu olhei para a janela da sala do “nosso apto” e estava acesa. Quando subi as escadas e cheguei a porta ouvi uma música baixinha, uns gemidos, e resolvi entrar pela porta da cozinha, entrei sem fazer barulho e quando chego a porta aberta da sala para cozinha vejo uma cena linda, o FF sentado no sofá e Bia de cócoras em cima dele só com a mini saia branca pela cintura, e aquele caralhão entrando quase todo e saindo da bucetinha da minha amiga, eu nunca tinha visto algo tão…tão grande.

Bia geme como uma gata no cio, e ele bate na cara dela que quando recebe o tapa grita e geme mais alto, ela curte apanhar transando, a cena me deixa desnorteada, eu que não transo a uns dois meses me excito demais, sinto minha buceta melar e a calcinha molhar, saio da porta, e vou até a área de serviço, lá ainda ouvindo os gemidos altos dela eu levanto minha mini e enfio a mão por dentro da calcinha e me toco nervosa, mas quando ouço ela gritar e avisar para que vai gozar corro para a porta, ela está linda com aquele pau enterrado e gritando, gozando e gemendo, o FF me vê e me olha com cara de safado, claro que a putinha da minha amiga deve estar de olhos fechados, mas como ele não gozou ela fala que vai ficar de quatro e é nessa hora que me vê ali de pé, e fica sem jeito, pede desculpas e começa a se vestir, pede para o FF que coloque a calça, ele se levanta  do sofá com aquele caralhão de pé e calmamente coloca a cueca, eu não consigo desgrudar os olhos daquele poste de carne dura e enervada, estou pingando de tesão, meus seios estão completamente enrijecidos de tesão, eles vão para o quarto, ele volta apenas de bermuda e camiseta, e vou até o meu quarto, lá tiro o sutiã e calcinha, coloco apenas um vestidinho solto, estou cheia de tesão, querendo explodir, ela volta para a sala onde está o FF, e também apareço, avisa que vai tomar uma chuveirada, e pergunta se ele não faz uma tábua de frios, digo que posso ajudar e vamos os dois para a cozinha, eu abro a geladeira e fico com a bunda para cima, estou procurando os queijos e o salame, e é quando ele passa por mim raspando aquele caralhão na minha bunda em direção a área de serviço para fumar um cigarro, aquilo me arrepia, sentir aquele pica cutucando minha bundinha, pergunto se quer uma cerveja e ele aceita, me sento na mesa da cozinha para picar os queijos, ele termina o cigarro e vem para perto, fica de pé com a pica próxima ao meu ombro, estou sentada, me pergunta se gostei do que vi, me faço de desentendida, ele como bom sem vergonha tira o caralhão para fora da bermuda eu fico paralisada olhando aquele bichão louco para me “picar”,

– Gostou dele?

Não respondo nada, fico muda e com água na boca, aquela carne dura encosta no meu ombro eu olho e sinto minha pepeka encharcar com meus líquidos, e sem pensar em mais nada dou um beijo, fico lambendo o cabeção e depois sem pudores passo a língua  na extensão daqueles 20 e tantos centímetros de pica, e coloco na boca e chupo, chupo com gosto aquele pau o qual a cabeçona preenche toda minha boca gulosa, ele me levanta, faz eu me apoiar na pia, fica atrás de mim e levanta a minha mini,

– A safada tá sem calcinha!
e começa a pincelar aquela pica na minha bunda, coloca a mão pela frente e chega na minha buceta que está completamente úmida, melada, meus líquidos escorrem pelas coxas, e sinto ele abrir minha rachinha com os dedos, e empurra a pica no meio das minhas coxas, eu estou imóvel, adorando tudo que nem lembro que ele é o FF da Bia, e começa a roçar meus lábios vaginais em um movimento de vai e vem, a esta altura eu já deixo a pica toda meladinha dos meus sumos que teimam em escorrer pelas coxas, e quando sinto que vai me socar tudo, quando sinto o calor daquela pica próxima a minha buceta encurvo mais o corpo sobre o balcão da pia, a carne dura invade meus lábios, dou um gritinho, sinto dor … é grande e grosso, e sinto a cabeça invadir meu corpo, e na hora que vai socar tudo ouvimos o chuveiro desligar e peço para parar que Bia esta saindo do banho,

– Calma, ainda vai se enxugar e passar cremes no corpo,

ele então enfia o caralhão TODO, eu relaxo minha rachinha e entra tudo até trancar no meu útero, dói…dói muito, e não posso gritar, soca a pica e não mexe, chego a colocar minha mão para trás e vejo que ainda sobram uns 4 ou 5 dedos de fora, ele tira deixando só a cabeça e volta a enterrar me levando às lágrimas, o safado então tira todo, eu desnorteada me sento na cadeira da cozinha, quero aquele pau mais do que tudo, mas não posso trair mais ainda a confiança de Bia, e volto a picar os queijos e ele enfia o pau para dentro da roupa, e volta a cortar o salame. Bia chega na cozinha perguntando se esta tudo bem, eu com voz tremula digo que sim, então ela diz que termina de cortar as coisas comigo e se ele quiser pode ir para a sala, ele pega mais uma cerveja e vai para sala.
Bia meio sem graça;

– Desculpa pelo que tu viu, achamos que chegarias mais cedo e o tesão era tanto que não aguentamos;

– NÃO PRECISA SE DESCULPAR, EU ADOREI, FIQUEI TODA MOLHADA;

– Então estou desculpada?

– OLHA, VOU TE CONFESSAR, ME DESCULPA,MAS FIQUEI FOI COM UM TESÃO DA PORRA, CHEGUEI A VIR NA ÁREA DE SERVIÇO PARA ME TOCAR, MAS COM TEUS GEMIDOS TIVE QUE VOLTAR E ASSISTIR AQUELE PICÃO ENTRAR E SAIR DE DENTRO DE TI. EU NUNCA TINHA VISTO UM PAU TÃO GRANDE,  CHEGUEI A FICAR COM ÁGUA NA BOCA;

– Vamos dar um jeito nisso, sempre desejamos ficar com outra mulher, mas sempre achamos que tinha que ser alguém muito amiga nossa, e te confesso que várias vezes pensei em tocar no assunto contigo, mas estavas casada.

Me surpreendi com a sinceridade, e  abri minhas pernas e mostrei para ela minhas coxas meladas de tesão, ela passou carinhosamente a mão nas minhas coxas chegando a tocar na minha bucetinha úmida, com tesão cheguei a fechar os olhos e ela enfiou um dedo lá no fundinho, tirou, abri os olhos e ela chupou o dedo, eu tremia, e como estávamos muito próximas acabamos nos beijando, na verdade foi mais um selinho, mas cheguei a sentir meu gosto na boca dela, ela se levantou, creio que também assustada com o que havíamos acabado de fazer, pegou uma vodca Ice me ofereceu e tomou a dela em um gole só, eu fiz o mesmo, depois pegou um balde, colocou gelo, algumas cervejas long neck, pediu que pegasse a tábua de frios.

Chegamos na sala o FF estava vendo um filme, ela disse para ele colocar umas músicas que nós iríamos dançar, então colocamos as coisas na mesa de jantar, afastamos para um canto a mesa de centro, ele sentou em uma poltrona e começamos a dançar e beber,, sempre fomos boas nisso, começou um funk e resolvi barbarizar, ele já babando por nós, e então as duas de costas para ele fomos até o chão, eu senti meu vestido subir e deixar as polpinhas aparecendo, Bia viu e fez o mesmo, ela havia posto um vestidinho curto depois do banho, ele babava, e dizia que éramos duas putas e riamos muito, e emendou outro funk.

Primeira foda com um casal e quero mais

Primeira foda com um casal e quero mais

Bia continuou rebolando de costas e eu me virei para ele, eu e ela trocamos um selinho ele adorando, e dançava olhando fixamente para ele e na hora de descer até o chão, eu desci, o vestido curto subiu … subiu e ele pode ver minha bucetinha peludinha de pentelhos bem aparados,, ele só havia socado em mim de costas, e Bia resolveu virar de costas e também começou a descer, quando desceu olhei para ela e a bucetinha era lisinha, a putinha depilada tudo, e ela convidou ele para dançar conosco, ele veio e o colocamos no meio, e bebíamos, Bia agarrou-o por trás, já o abraçando e eu que estava mais louca que antes resolvi me esfregar de frente para nele, deliciosamente colocou a mão nos meus seios, Bia ainda se esfregando nas costas dele tirou  a camiseta e jogou no sofá, ele me puxou e meus seios duros encostaram no peito, cheguei a me arrepiar quando senti o caralho duro como ferro por baixo da bermuda, Bia bem safada veio para trás de mim, tirou meu vestido,  fiquei completamente nua, ela foi até ele e tirou a bermuda deixando-o pelado na minha frente, aquele enorme caralho ali na minha frente, eu tomada de um tesão absurdo e com meu corpo encostado no dele, a pica na minha barriga o beijei gostoso, ele respondeu deliciosamente sugando minha língua com tesão, só que Bia foi mais rápida que eu, chegou pelo nosso lado, se ajoelhou e abocanhou a pica, eu me afastei e nossa: ela  tinha uma maestria em chupar aquele caralho; ele acabou pegando a cabeça e forçando e garanto que o pau foi até a garganta e não mais coube, deixou aquele caralho todo babado e me disse para chupar, ele sentou no sofá e ela mandou eu ficar de quatro para mamar.

Fiquei de quatro louca para chupar, e vi que ela ficou nua, e foi pegar uma ice para ela , me aproximei daquela cobra, que com certeza queria me picar, e passei a língua no cabeção, lambi todo o pau, peguei com a mão, o caralho mal cabia na minha mão, e enfiei na boca e suguei, chupei, ela mandava eu lamber as bolas, e vi quando agachou atrás de mim, e senti a língua gelada pela ice lamber meu cuzinho rosado, cheguei a me contrair, ela lambia o contorno do meu cuzinho e depois deliciosamente colocava a pontinha da língua lá dentro, e eu mamando, querendo tirar porra daquela pica e só me melava mais e mais com a língua no meu cú até que ela conseguiu enfiar a língua na minha buceta, e parou de chupar, e quando vejo ela está em pé no sofá, pede que eu me afaste, começa a descer no caralho de frente para ele, manda que eu segure o pau com a mão, e vejo, louca de inveja, a cabeçona entrar e a pica deslizar para dentro da buceta lisinha, e mandou lamber o cuzinho dela, eu sem jeito, mas completamente tarada, começo a fazer o que ela fez comigo, passo a língua na volta do cú, e depois enfio a língua lá dentro, isso me dá um tesão jamais imaginado, ela rebola com gosto na pica, até que tira todo, e se vira de frente para mim e começa a descer de novo, com o pau o máximo que dá dentro MANDA eu chupar, pela primeira vez chupo uma buceta, e para melhorar a situação é uma buceta com pica dentro, eu lambo os lábios vaginais, lambo o pouco de caralho que teima em ficar de fora, e a safada abre bem os lábios vaginais para mim, expõe o grelo e manda eu chupar.

Eu completamente louca chupo com vontade e até dou uma mordidinha, ela começa a subir e descer, me afasto um pouco, coloco a mão na minha buceta,  entre gemidos ela avisa que vai gozar e pede que eu volte a chupar, ela sobe e desce do mastro até que grita alto, e senta de vez no pau, não sei como, mas aquele resto de carne que ficava de fora some no bucetão da amiga, eu chupo e sinto o gozo dela, ela sai de cima do pau e senta ao lado, vejo a buceta arrombada, toda aberta, então ele me puxa pela mão e diz que agora é minha vez, eu subo no sofá tremendo, fico de pé e vou me abaixando em direção aquele mastro de carne, quando sinto a cabeça entrar, eu grito e o caralho vai entrando, ela só me diz para aguentar, pois era isso que eu queria, e controlo os movimentos, deixo entrar a metade e rebolo, começo a subir e descer até que deixo os outros muitos centímetros entrarem buceta a dentro, grito de dor e prazer, tenho vinte e muitos centímetros na buceta, e a pica cutucando meu útero eu rebolo e mexo como doida, estou quase me acabando ,e ela vai para trás de mim, enfia de novo a língua no meu cú, e depois enfia um dedo, digo que pare, peço que pare e a safada soca outro dedo no meu rabo, e não aguento e começo a gemer, gritar e gozar e ele pede que eu não saia de cima que vou ganhar porra, mas não aguento e gozo antes dele, fico molinha com a gozada, mas ele louco de tesão me faz ficar de 4 e soca a vara com vontade, Bia ainda diz que ele esta me castigando porque começa a escorrer sangue da buceta e ele gala com vontade até que sinto um jato de porra próxima ao meu útero, peço que continue socando e aquela pica não amolece e digo que vou de novo, e amigos eu acabo de novo, gozo com uma intensidade tamanha, e o safado ta enterrado em mim, Bia diz que a porra esta escorrendo pela buceta, então ele tira fora, eu sento no sofá, ela abre minhas pernas, ri muito da minha buceta esfolada e vermelha com porra escorrendo, e amigos a safada chupa minha buceta, parece querer tirar a porrinha que acabei de ganhar, e depois vai em direção ao FF e mama aquela pica meio mole que já começa a se assanhar, eu digo que preciso ir no banheiro, sentada no sanitário me toco e sinto ela toda arreganhada, faço xixi e me arde, então vou para o banho, e me perco em pensamentos sacanas enquanto a água corre pelo meu corpo, só penso que quero mais pica, penso se terei coragem de me deixar enrabar pelo caralhão enorme.

Depois de uns 15 minutos no banheiro, eu saio e quando estou me enxugando ouço Bia gemendo alto, me apresso e saio enrolada na toalha, e vejo uma linda cena, ela esta de costas na cama e FF de joelhos metendo caralho na bucetona, ela geme cada vez mais alto, e quando me vê na porta me chama, pede que tire a toalha, fico nua, e pede que eu sente na cama, eu já bem excitada obedeço, ele tira a pica da buceta e aponta aquele cabeção para o cú dela, chega me faltar ar, então ela pede para meter, eu não sei se olho para a cara de tesão dela ou olho aquela cobra tentando entrar, e a pica encosta no cuzinho, ele força a cabeça e as pregas se abrem e ela grita, mas a cabeça tá lá dentro, ela pede devagar e mete…cm por cm até as bolas baterem na bunda, nossa a safada aguentou a metida toda, e ai que  vem o bom, ele começa a tirar toda a pica, deixa só a cabeça, e volta a enterrar e a cada metida os movimentos são mais fortes e rápidos, até que ele tira todo o caralho, vejo um alívio no rosto dela, olho o cú e ta todo arregaçado, ela me pede um beijo e com todo tesão que estou, e querendo participar da brincadeira eu beijo, um delicioso beijo lésbico de língua, um beijo ardente e com tesão até que ela para de beijar e grita, é a pirocona de novo se acomodando no cú da puta safada, eu quero ver bem de perto e ajudo abrindo as nádegas da safada, e agora aquela pica ta em um vai e vem delicioso, metidas rápidas e fortes, ela começa a se masturbar rápido, esfrega com vontade o grelinho e ele avisa que vai gozar, ela pede que espere um pouco e começa a acabar, e pede que ele tire e goze na portinha da buceta, ele tira e goza ali no grelinho duro, no meio da fenda vaginal da puta, e logo soca de novo e empurra com vontade atolando o resto do leite no rabo dela, ai a pica começa a sair, e eu tomada de um tesão louco quando ele se levanta eu chupo a porra que esta na buceta, abro a bunda da safada, ela tenta apertar o cú que escorre muita porra, eu tomo tudinho, e o FF vai para o banheiro, logo ela me pede um beijo, outro beijo gostoso em que nossas línguas vadias se  trançam, eu fico deitada nua na cama e ela vai para o box junto com ele.

Coloco uma camisetinha, calcinha vermelha atolada no rabinho e vou para a sala onde abro uma Ice e fico esperando eles, pensando se aguento tudo aquilo no meu cú, que logo estão de volta, ele de cuecas e ela de calcinha socada e uma regatinha. Cada um pega sua bebida e brindamos a essa foda e outras que virão, comemos a tábua de frios, eu quero é mais pica, mas Bia nos convida para deitar, e eles vão para o quarto dela e eu infelizmente vou sozinha para o meu.   

Deito na cama e fico pensando na trepada gostosa que meus amigos haviam me proporcionado, pensava naquele pau atolado na minha bucetinha que ardia, mas  o que mais me tirava o sono era se eu iria aguentar aqueles 20 e muitos centímetros no cuzinho, não que eu seja virgem na bundinha, mas aquele pau todo enfiado no meu rabo, e depois de passado mais de uma hora que não consigo dormir, vejo FF na porta e vendo que estou acordada vem e até a cama, deita ao meu lado e começamos a nos beijar, o beijo é intenso, ele acende a luminária que esta em cima da mesa de cabeceira, tira minha camisetinha e cai de boca nos meus seios, e diz que sempre desejou me chupar todinha, e me fuder, que perdeu noites de sono pensando em fuder meu rabão, eu não vejo a hora de tomar mais pica, mas o safado não tem pressa, eu toco no caralho que já esta armado, adoro pegar com a mão e sentir a grossura da tora, ele chupa gostoso meus seios, morde meus biquinhos rosadinhos, e fica de quatro em cima de mim e vai baixando, lambe minha barriguinha, mas não perde tempo, e tira minha calcinha, estou babadinha de tesão, e o safado começa a lamber minha buceta, lambe gostoso, chupa meu grelinho e eu só gemendo e gemendo, chupa e enfia um dedinho no fundo da bucetinha, molha bem gostoso e enfia o dedo no meu cú, solto um ai, enquanto segue chupando a bucetinha e querendo arrancar meu grelo, eu aviso para ele que vou gozar, pede que eu goze na boca dele, e me acabo, dou melzinho na boca do FF, digo para ele que agora é minha vez de chupar, ele fica de pé, me sento na cama e chupo, lambo com gosto, enfio a língua no buraquinho da uretra, ele geme e me excita mais e mais, e eu já nem sei mais onde quero porra até que ele literalmente tira o caralho da minha boca, me coloca de quatro na cama, abre minhas pernas e aponta a cabeçona para a minha buceta, me sinto aliviada que não é meu cú,

– METE DEVAGAR  QUE TO ESFOLADA E MACHUCADA;

o safado empurrou a cabeça e gemi gostoso, pedi calma, mas ele quer enfiar tudo e o faz até a piça trancar no meu útero, e ai começa a me esfolar, soca com força a pica que esqueço da dor, e tira o pau e passa no meu reguinho, estou toda aberta para ele e aviso que vou acabar, que vou gozar no pau, o safado mete um dedo no meu cú e dou um gritinho, me manda calar a boca e acabo….acabo no pau, ele imediatamente tira aquele cassete da buceta e aponta para o meu cú, digo que não, que não e me bate, me da um tapa na bunda, adoro, e só tenho tempo de relaxar o cuzinho para a cabeça passar, passou, a cabeça passou e ai o sem vergonha começa a enfiar, vejo estrelas, dói pra caramba, mas não tenho como recusar mais o caralho no meu cú, nem que eu não sente por uma semana, e então entorpecida mando socar com força, me arregaçar o cú, e ele mete que mete, soca que soca, tira todo o caralho, sinto um alívio no cú até que bota de novo e sinto as bolas batendo na minha bunda, ele manda eu me masturbar para gozar com ele, eu me toco, os que Bia esta na porta se masturbando com a cena, e ela pede que o FF chupe a buceta para gozar enquanto manda eu mostrar meu cú, meu rabo arde, tem porra escorrendo e ela goza na boca do FF, que tesão da porra, que delícia de casal, eu vou ao banho, FF entra junto comigo, me ensaboa e lava todinha, eu aproveito e lavo aquele picão meio duro, meio mole, saímos do banho e bia me convida para dormir com eles, é apertado, mas colocamos o FF no meio e dormi, mesmo com dor, muita dor no rabo pego no sono, pois minha perda de sono não tinhas mais razão para ser, eu já havia tomado literalmente no cú.

Veja outros contos porno abaixo:

Transei com o coroa caralhudo da 99

Fodendo muito com o filho do casal de amigos

8133 views

Contos Eróticos Relacionados:

Aconteceu no silêncio da noite

Aconteceu no silêncio da noite. Já estava amanhecendo, estávamos deitados juntos Quando comecei a ficar excitado novamente. Eu estava nu e você só de lingerie, só a parte de baixo, por...

LER ESTE CONTO

Noite mais que feliz

Depois de algum tempo conversando,minha esposa se levantou e foi ao camarim como todas mulheres fazem.ela propositadamente mexeu os quadris. Vi que ele a olhou.ele então falou,meus parabéns sua...

LER ESTE CONTO

Exibicionismo com o namorado no posto de gasolina

...Ele entrou no posto, parou em frente a bomba e abaixou o vidro, na mesma hora em que o frentista estava vindo ele se virou para o vidro e eu levantei minha saia deixando minha buceta que estava encharcada toda a mostra, mas como eu tinha levantado ela anteriormente, parecia que e minha saia era curta e que eu não estava fazendo aquilo de propósito, Ideal! Era isso que eu queria.

VER

Com os hormônios à flor da pele (continuação)

Eu fiquei animado . Confesso. Não tinha como receber uma mensagem daquela e não imaginar mil cenas de sacanagem, ainda mais com os hormônios atiçados como eu estava. Sem pensar muito no que...

LER ESTE CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 4 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Porno Español - Acompanhantes Campinas - Pornozao - Acompanhantes RJ - XXX - Porno Gratis - Contos Eróticos - Sexo Gay - Dog Porn - Sexo Com Animales - Contos Eróticos Incesto - Relatos Calientes - Porno Buceta - Ursos Pelados - Pornolandia - Cnnamador - Xvideo - Xvideos Porno - X videos - Corno Blog - Mega Filmes - Putaria Telegram - Xvideos Onlyfans - Homem Pelado

Contos Eróticos

© 2024 - Conto Erótico - ThePornDude