Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos Eróticos de Zoofilia » Um conto erótico de sexo com cachorros

Um conto erótico de sexo com cachorros

Publicado em 24/09/2022 por ContoErótico

Um conto erótico de sexo com cachorros – Liane, Maura e eu não só éramos amigas fraternas como tínhamos duas coisas em comum: cursávamos o último semestre de Medicina Veterinária e éramos taradas por sexo com cachorros. Nossa experiência nessa área era grande, não só por conhecermos detalhadamente a fisiologia genital dos peludos, mas também pela diversidade deles ao dispor do nosso tesão. Literalmente, éramos três cadelas de bastante cachorros e que adoravam uma zoofilia rs.

Maura inclusive julgava-se no direito de zoar de mim e da Liane. Ocorre que nós duas fomos balançadas nos bagos por machos humanos antes de passar a primeira vez pelo nó de um peludo. Já Maura, como gostava de falar à boca grande, passara seis vezes pelo nó do pastor alemão da sua avó antes de ir para a cama pela primeira vez com um homem. Por este raciocínio, ela de fato podia gabar-se de ser a mais cachorra das três.

Durante nossos plantões no hospital veterinário da Faculdade e dos diversos estágios em clinicas particulares, pudemos avaliar, embora nem sempre com muita clareza, o expressivo número de mulheres (e até de marmanjos) que transavam com seus amigos caninos. Geralmente falavam as coisas de modo sutil e arrevesado, mas quem luta com os cães e seus donos na hora da doença e do acidente, consegue sacar com relativa exatidão qual o grau de intimidade entre as duas partes. E assim como nós três víamos a dificuldade que é arrumar um bom macho peludo fora de casa, notávamos isso com frequência nas conversas de pé-de-ouvido entras as madames que recorriam ao hospital e às clínicas veterinárias para tratar de seus bichos.

Foi pensando nisso que me pintou uma ideia para ganhos profissionais e satisfações pessoais: Que tal montarmos um canil especializado em “alugar” cachorros treinados em foder bocetas e cus? E foi exatamente o que fizemos, logo após concluir o curso de Medicina Veterinária, receber nossos diplomas e providenciar a necessária inscrição no CRMV. Liane herdara de seu avô materno um belo sítio, distante apenas cinco quilômetros do centro de nossa cidade, em área rural isolada e discreta.

Nele, edificamos as instalações pertinentes para os cães e também alguns espaços reservados para serem usados como motel, já que os planos incluíam as seguintes modalidades: 1- Hospedar as pessoas interessadas em transar com os cães por nós disponibilizados, ali mesmo, na quietude do sítio. 2- Conduzir os cães alugados até um ponto indicado pelas pessoas interessadas, recolhendo-os de volta na hora marcada. E, 3 – Vender cães já aptos à reprodução e devidamente adestrados para lidar com bocetas e cus.

Estabelecemos o preço de cada procedimento e então buscamos a divulgação em sites de zoofilia. Começamos o canil com nossos três machos particulares, dois belos pastores alemães, já adultos, comprados de um adestrador de cães e mais quatro vira-latas grandões postos para adoção por uma entidade protetora de animais, que requisitamos para nosso canil antes de serem castrados. Um bom plantel, para começar. Hoje, criamos e selecionamos nossas feras fodedoras. O primeiro atendimento foi feito a um casal de meia-idade, formalmente casados, em que a mulher experimentava múltiplos orgasmos ao ver seu parceiro sendo penetrado no cuzinho pelo pau de um cachorro, sendo que o mesmo acontecia com o homem ao ver a esposa com a buceta presa no nó do pau do bicho. Ao final, então, o casal se unia e, segundo diziam, entregavam-se voluptuosamente ao sexo conjugal.

Tornaram-se usuários fixos do nosso negócio, mantendo como amante peludo da preferência de ambos, justamente o Boxer que eu mesma ensinei a faturar uma bocetinha quente de mulher e um cuzinho apertado de homem. A segunda pessoa a procurar pelo nosso negócio foi uma senhora já setentona, bem produzida, exalando bom perfume e cheia de tesão pelo pau de um cachorro. Pediu-me que acompanhasse ela e o cachorro escolhido até o “motel”.

Um conto erótico de sexo com cachorros

Um conto erótico de sexo com cachorros

Despiu-se, lambuzou a boceta com manteiga, deixou o peludo lamber seu sexo enquanto tremia e emitia gritinhos de prazer. Ao sentir que a manteiga tinha sido toda consumida, pediu-me que calçasse as meias próprias nas patas do cachorro, puxasse ele para cima dela e conduzisse sua vara para a entrada da vagina. O gigantesco São Bernardo estava louco para foder a velhota, pois bastou que eu levantasse sua dianteira sobre o lombo da senhora e a pica do bicho saiu inteira da capa, permitindo-me aprumá-la para a metida. De uma só estocada, enterrou a enorme vara na xereca da velha, que se debateu um pouco antes de começar a emitir incontidos sussurros e gemidos.

No momento em que o bichão concluiu a formação do enorme nó a velha movimentou as ancas e o pau se encaixou direitinho na gruta gulosa. Quanto mais o São Bernardo ejaculava na boceta da velha senhora, mais ela se contorcia e também gozava. Por cerca de dez minutos, mulher e cachorro permaneceram entalados. Ela pagou a conta e se despediu prometendo voltar. Voltou. Virou freguesa assídua. De vez em quando a velha pede para que, antes de se entregar ao mesmo São Bernardo da primeira vez, eu deixe ela chupar a minha peca, coisa que faz com enorme habilidade. Estimulada pela sua língua, eu então me entrego ao peludo que estiver mais perto de nós duas, desde que não seja seu amado São Bernardo vermelho e branco.

Ela fica assistindo ao cachorro me foder e uiva de tesão quando percebe que o nó do bicho me trancou a vagina e seus esguichos de porra começaram a alagar minhas entranhas. Para resumir, devo dizer também que nosso negócio deu certo, prosperou. Mantemos eu, Maura e Liane uma clínica veterinária na cidade, anexa a um bem fornido Pet-shop, também de nossa propriedade. Durante os dias comerciais, Maura e Liana se dedicam mais à clínica, enquanto eu tomo conta do canil e atendo damas e cavalheiros que vêm atrás de cães para foder com eles. Acabei também por gostar muito de um moço que nos procurou inicialmente para dar o cuzinho a um cachorro.

Foi atendido e só depois do meu Boxer encher seu rabo de porra e sair de cima dele, é que pude ver melhor o tamanho do pau do cara, e duro como o aço. Agarrei o bofe e meti-lhe um beijo na boca, ao mesmo tempo em que puxei ele para cima de um sofá, tirei a roupa e deixei que enfiasse toda aquela espada dura e quente na perereca encharcada de tesão. Juro que foi uma de minhas melhores trepadas da vida com um macho humano. Viramos amantes. Ele dá o rabo para o Boxer enquanto eu me preparo para ser fodida por ele na sequência. Às vezes, chupo seu pau enquanto ele dá o cuzinho para o cachorro. Também é muito bom, embora a posição que preciso tomar não seja tão confortável.

Nunca fomos molestados por curiosos ou bisbilhoteiros. Procuramos por todos os meios manter a maior discrição possível de nosso negócio. Não temos vizinhos próximos e nossos cachorros não incomodam ninguém. Todas as licenças necessárias ao nosso empreendimento estão em ordem. E um detalhe nos ajuda ainda mais a manter discreto nosso negócio. É que a maioria dos que nos procuram já estão usando meios de comunicação eletrônicos no pedido de um macho peludo para satisfazer-lhes os desejos íntimos.

Conduzimos então o bicho em veículo de serviço, fechado, tanto na entrega como no retorno. Claro, clientes novos normalmente vêm em pessoa escolher o macho de seu agrado. Mas nós é que o levamos ao local combinado. O motorista da empresa é gay e mora no sítio com um senhor que poderia ser seu pai, também nosso empregado. Eles têm nossa permissão para duas transas semanais gratuitas com qualquer um dos cães disponíveis; discretamente, e na moradia deles.

Destaque-se que os dois jamais deixam de usar a cota semanal que lhes disponibilizamos. De segunda-feira a sexta-feira, passo a maior parte das noites no sítio. Ocupo um cômodo espaçoso e confortável, onde também preparo pratos de minha predileção. Há noites em que o cansaço me domina logo que escurece e então me recolho, sozinha, ao leito. Mas também há noites em que ainda me resta disposição para levar uma boa penetrada do meu Boxer predileto, que substituo por um vigoroso Mastim Napolitano se durante o dia ele já tiver sido muito exigido.

Quando, então, com a perereca em paz e o útero aquecido pela porra quente de um cachorrão gostoso, caio no sono e nele vou até o amanhecer. Nos finais de semana, ora eu vou à cidade para passar com minhas sócias e amigas, ou elas vêm até o sítio, quando aproveitamos para promover surubas que variam entre machos humanos e machos caninos, nada impedindo que sejam com ambos. Fazer o pé-de-meia com o que de fato se gosta, é nosso lema de vida. Meu, da Maura e da Liane.

24567 views

Contos Eróticos Relacionados:

Chupando o cunhado

Olá sou homem magro branco mas sempre malhei e meu cunhado forte baixo e moreno. Tudo começou quando estávamos saindo do trabalho , eu e meu cunhado trabalhávamos juntos em uma empresa . ...

LER ESTE CONTO

O Sobrinho do meu marido e os amigos dele me arrombaram no passeio na cachoeira

E ai pessoal, sou a Joelma, tenho 50 anos, loira, alta e sarada, estou vivendo junto com o meu atual marido a quase 2 anos, no final do ano passado Carlos de 22 anos, sobrinho do meu marido teve que...

LER ESTE CONTO

Comendo minha irmã casada na viagem de fim de ano

...Tirei minha sunga e passando a toalha estranhamente comecei a ficar de pau duro… Devia ser porque estava pelado tão perto de uma mulher; mesmo sendo minha irmã. Mas o pior foi que Rita virou me pegando ainda com a cueca na mão. - Desculpa Vitor, não aguentei de curiosidade…

VER

Uma tarde de traição

[13/3 16:39] Adriana: Uma tarde de domingo na chácara perfeita pra uma traição. Adriana morava numa chácara onde tinha um vizinho chamado Wanderson que ele era casado , ele era alto magro . A...

LER ESTE CONTO

6 - Comentário(s)

  • Benedito Rodrigues de Almeida 13/11/2023 17:45

    Me mande uns videos relacionados a zoofilia

  • FRANCISCO Gomes 02/07/2023 13:16

    Onde fica essa clínica,cidade

  • iuzek 10/05/2023 14:46

    cheguei a conclusão que se cobrar pode dar mais segurança ou confiança para as pessoas ;; tenho cachorro e não cobro nada pelo serviço dele ;;;; interessadas pode escrever guardo sigilo ;;;; [email protected]

  • Jorge 28/01/2023 13:22

    Adorei, me manda mais detalhes Valores, datas.

  • William 20/01/2023 04:36

    Tenho interesse me manda email

  • Gabriel 25/12/2022 19:49

    Tenho interesse no seu negócio Me chama no email para conversarmos sobre os valores [email protected]

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 2 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Porno Español - Acompanhantes Campinas - Pornozao - Acompanhantes RJ - XXX - Porno Gratis - Contos Eróticos - Sexo Gay - Dog Porn - Sexo Com Animales - Contos Eróticos Incesto - Relatos Calientes - Porno Buceta - Ursos Pelados - Pornolandia - Cnnamador - Xvideo - Xvideos Porno - X videos - Corno Blog - Pornô - Xvideos Pornos - Mega Filmes - Putaria Telegram - Xvideos Onlyfans

Contos Eróticos

© 2024 - Conto Erótico - ThePornDude