Menu fechado

Amei os pezinhos da minha aluna

Amei os pezinhos da minha aluna, um conto erótico de fetiche pra quem curte uma podolatria. Meu nome é Ivan, 40 anos, engenheiro, divorciado e sem filhos. Tenho 1,88m, branco, cabelos castanhos claros, 110kg. Desde novo, sempre amei os pezinhos de uma fêmea.

Claro que o conjunto da obra é o principal, mas os pezinhos são, digamos assim, objetos de puro desejo e fantasia que me deixam bastante excitados.

Porém, no início, eu tinha vergonha de expor esse meu fetiche e, nos relacionamentos da minha adolescência, não tinha coragem de falar sobre isso, pois eu achava que seria rejeitado. Só aos 20 anos eu finalmente liberei esse meu desejo que relatarei agora: Era uma tarde de sexta-feira e não havia aula na faculdade. Nessa época, eu dava aulas particulares de Matemática pra completar o orçamento, pois até então só estudava.

De repente recebo uma ligação e ouço uma voz linda, educada e suave

“Oi Ivan, me chamo Silvana e fiquei sabendo que vc é professor e queria umas duas horas de aula”

Eu aceitei o trabalho na hora e fui ate a casa de Silvana. Quando ela me atendeu, me deparei com uma garota simplesmente linda!!! Branquinha, olhos esverdeados, 1,60m de altura, bem feitinha, peitinhos médios, bunda bem redondinha e suculenta e estava com shortinho curto e blusinha branca, mas não mostrava os pés, pois estavam cobertos por uma sapatilha.

Tive uma frustração momentânea, mas td bem!!! fui lá na intenção de fazer meu trabalho. Depois de 30min de aula, Silvana disse

“Ivan, vou ali e já venho”

Quando ela voltou…nossa!!! Ela vinha de sandalinhas havaianas branquinhas e vi seus lindos pezinhos…coisa linda!!! Eram tamanhos 36, branquinhos, perfeitinhos, dedinhos delineados e harmoniosos, unhas bem pintadinhas de rosa…fiquei louco com aquela linda deusa e seus pezinhos sedutores!!!

“Fui só trocar as sapatilhas. Estavam apertando um pouco” ela disse.

Amei os pezinhos da minha aluna

Amei os pezinhos da minha aluna

Foi aí que eu tomei coragem e disse

“Olha, se vc quiser, posso fazer uma massagem nos seus pés pra relaxar um pouco. Eu sei que estamos em aula, mas logico que acrescentarei mais esses minutos”

Silvana ficou ressabiada, titubeou um pouco, mas cedeu

“Sim, tá certo, mas só um pouco hein? Tenho que voltar a estudar”

Então, comecei a massagear e acariciar aqueles pezinhos lindos e macios. E Silvana foi achando bom e de repente falou

“Suas mãos são bem delicadas e vc massageia bem”

Amei os pezinhos da minha aluna

Nessa hora, me empolguei, meu pau começou a subir na hora e meu tesão por aquela fêmea já tava decretado. De repente, peguei seu pezinho direito e dei-lhe um beijo na sola dele.

Ela a principio ficou surpresa, mas depois disse

“nossa, me arrepiei”

aí eu disse:

“posso deixá-la mais arrepiada ainda”…
Foi aí que comecei a beijá-los com muita vontade. Peguei cada pezinho e comecei a lamber, chupar cada dedinho, e Silvana foi ficando mais excitada com td aquilo.

Beijei as solinhas, lambi, hummm…que delícia de pezinho…depois dessa sessão de podolatria, começamos a nos agarrar, e nos beijamos loucamente.

Tirei sua blusa, o sutiã, mamei seus peitinhos lindos e rosados, e fomos pro sofá da sala.

Tirei minha blusa, meu calção e ela começar a pegar no meu pau que tava duro como uma rocha

“que pau duro..hummm…quero ele na minha boca”

E Silvana começou a chupar loucamente…chupava e lambia minha rola dura e grossa. Depois, coloquei-a de quatro e meti gostoso naquela grutinha meladinha e sedenta por pica

“ah…fode gostoso, fode”
Fomos pro chão da sala, fiquei por cima, fodi sua buceta e beijando sua boca ao mesmo tempo… delicia de fêmea!!!

Depois ela veio pra cima de mim e cavalgou como uma puta no cio.

Ela ficou de frango assado, meti de novo na sua bucetinha e fiquei chupando e lambendo seus pezinhos ao mesmo tempo.

Depois coloquei a de quatro de novo, arreganhei sua bunda e pincelei o cuzinho dela com minha língua. Ela ficou louquinha

“ah…que tesão, quero que meta no meu cuzinho. Fode, vai”

Comecei a enterrar meu pau no cuzinho de Silvana ela começou a gemer forte

“mete vai, acaba comigo, me come”

Depois de saborear o cuzinho de Silvana, não aguentei e pedi pra gozar nos pés de Silvana

“quero seus pezinhos pra gozar neles”

Peguei os pés de Silvana, me masturbei e gozei naqueles pezinhos lindos de Cinderela. Deixei-os todo melado e quase desmaiei de tanto foder aquela gata deliciosa.

Depois, descansamos, tomamos um banho e nos despedimos. Quando perguntei se podíamos nos ver de novo, ela friamente disse

“não dá certo porque na verdade sou noiva, adoro meu noivo e vou me casar com ele. Só rolou essa transa porque simpatizei com vc e meu noivo tá viajando, mas foi só hoje”

Fiquei chateado, mas me conformei com a situação. O importante de tudo é que finalmente eu pude soltar meu desejo por pés femininos e hoje só me relaciono com mulheres que tenham os pés lindos e bem cuidados pra serem admirados, beijados, lambidos e td mais.

Veja abaixo outros contos eróticos de fetiche.

Grávida gostosa dando a buceta

Dei meu cu para a minha esposa foder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.