Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos Eróticos de Corno » Caseiro me comendo todinha, enquanto meu vizinho amante pescava!

Caseiro me comendo todinha, enquanto meu vizinho amante pescava!

Publicado em 01/08/2023 por Renata Cdzinha

O vizinho que me flagrou montadinha, euzinha trai ele com o caseiro negão dele no sitio.

Das vezes que acabei dando para o caseiro do sitio do meu vizinho tarado, que euzinha era amante escondida das nossas esposas, tadinhas nunca souberam de nada, que nos dois viviamos traindo elas durante mais de 2 anos, e ela sempre arrumava um jeito de irmos para o sitio sozinhos com a desculpa de irmos pescar, o que elas nao sabiam e que a isca, a putinha e a piranha que ele iria comer, ele ja estava levando que era euzinha mesma rsrsrsrs, delicia adorava dar para ele mesmo fazer o que. Ele ainda contava com o fato da esposa dele e a minha nao gostarem muito de mato, preferirem a cidade, viajar para fazer compras de roupas de moda e lingeries para vender, entao era sopa no mel rsrsrsr, ele dizia amor vamos pescar, elas deixavam na boa e ainda diziam cuidado com as piranhas hein amor as duas rindo, a gente ria junto piscando um para o outro, a piranha estava ali mesmo bem na frente delas rsrsrsr.

Teve um final de semana de feriado prolongado que dava em uma sexta-feira, elas queriam ir juntas fazer compras e nos dissemos que prefiriamos ir pescar porque perto do sitio dele tinha uma represa e um riacho cheio de peixes, tudo combinado elas sairam de viagem na quinta-feira a tarde, deixando os filhos deles com a irma casada, e nos saimos tambem na quinta-feira bem mais tarde la pelas 9 da noite para dormir no sitio depois do tarado ja ter me pegado em casa montadinha a tarde e parte da noite me comendo de todas as formas de tanto tesao que ele ficava, olha o risco que corriamos, ja pensou se elas de repente voltassem aiaiai nem posso pensar nisto que ainda bem nunca aconteceu. La pelas 9 da noite saimos com bons amigos em direcao ao sitio, eu ate sentava de ladinho, porque ainda estava sentindo la dentro do meu bumbum tudo meladinho dos gozos dele, mesmo dirigindo o safado queria que eu sentasse no colo dele para me comer dirigindo, fui contra e pedi para ele se controlar na direcao, falei – que tara e esta taradao, ele dizia – nao aguento ficar perto de voce, fico com tesao o tempo todo afff – vamos com calma ja fizemos a tarde e noite depois delas sairem, e temos 3 dia pela frente, ja imagino como vou estar no ultimo dia ne seu safado, toda moida, mordida, marcada, dolorida e com o rabinho em chamas – ele riu muito, adorou eu falar assim.

Antes de chegarmos ao sitio, ele parou em uma clareira la pelas quase 11 horas da noite com lua enorme bem clara, e pediu ja se veste amor, quero voce montadinha chegando comigo, eu ficava com medo, porque so me montava la, mais falei ta bom abri o porta malas e disse fica ai tarado, nao vem aqui nao que vou me vestir e me arrumar, como eu tinha descolorido os pelinhos clarinhos e curtinhos do meu corpo, estava lindo, minha esposa adorava isto, escolhi um mini vestido preto de babadinhos de malha bem curto, calcinha e sutia pretinhos, a calcinha bastava eu vistir que ja era sugada pra dentro do meu bumbum quando eu ajeitava ela na cintura ja ia enfiando todinha, coloquei sutia fazendo os peitinhos com meia macia grossa como eu sempre fazia, fazia ate os biquinhos, ficava lindo, pena que nao tenho fotos daquela epoca seria demais mostrar, coloquei uma blusinha tipo batinha clara bem curtinha por cima do mini vestido, ajeitei a peruca de cabelos longos que quase batia no meu bumbum, calcei salto alto medio, ajeitei os cabelos, passei um pouco de maquiagem leve, passei batom, gloss ate rimel eu aprendi a usar, coloquei brincos de pressao, pulseiras e um colar lindo, pronto ali estava euzinha me vendo por um espelhinho que eu sempre levava guardado em um caixinha para nao quebrar, a se aquele espelho falasse, minha esposa as vezes pegava ele para olhar pelinhos encravados na bucetinha ou por baixo das coxas, ha se ela soubesse o que aquele espelhinho viu, antes de terminar o tarado ja impaciente me chamando – vem logo amor ja to aqui daquele jeito te esperando, vem delicia vem dar para mim no capo do carro – calma nossa voce e tarado demais, como sua mulher te aguenta, ele rindo disse – não sou assim com ela amor, só com voce, você me deixa louco de tesao nem sei explicar, eu me sentia envaidecida, adorava ele falar aquelas coisas gostosas, prontinha fui saindo de tras do carro fechando o porta malas, ele me viu chegando, a sorte que tinhamos parado naquelas partes de estradas de chao batido bem duro sem areia, vim caminhando e rebolando jogando os cabelos olhando para ele, – o meu deus como voce esta linda amor, me pegando pela mao deu voltinhas para ver melhor a producão, nossa meu bumbum estava quase de fora do tanto que era curtinho o mini vestido de babadinhos, ele encostou no carro e pediu desfila para mim, desfilei indo e vindo em direcao a ele sempre rebolando toda gostosa e assanhada rsrsrs eu era mesma, quando eu aproximava dele ele me puxava dava um beijo e soltava para eu ir de novo dando tapinha no meu bumbum eu toda feminina colocava a mão na boca surpresa com o tapinha no bumbum, mais adorava, na volta ele me segurou e nao soltou mais, tirando meus cabelos do rosto, me beijou longamente, eu sempre olhando a estrada para ver se nao vinha ninguem.

Depois de me beijar e passar a mao por todo meu corpo falando da calcinha enterrada na minha bunda, me abaixou e pediu para eu liberar o pinto duro dele, o que fiz prontamente, adorava mamar chupar gostoso aquele pinto delicioso dele, ajoelhei abrindo a calca dele e abaixando ela, tirei a cueca para baixo nossa o pintao dele saltou para fora durissimo com aquelas veias pulsando e a cabecona vermelha de tanto tesao, fui beijando de leve todo ele das bolas ate na cabecinha, passando a linguinha molhada e olhando para ele, ele ate fechava os olhos de tanto tesao, depois de lamber e passar a lingua nele todo, enfiei ele todinho na boca engolindo todo sentia ele na garganta aquela cabeca enorme, ele ficava tao doido com minha chupada que em pouco tempo nao aguentou e soltou os jatos no fundo da minha boquinha quase me fazendo engasgar com tanto leitinho quente, engoli tudo nao deixei escapar nem uma gotinha, e olhando para ele ainda limpava os labios dizendo que adorei, ele cheio de tesao me puxou levantando me abracando pelas cintura me beijando com tesao de lingua quase em sufocando dizendo – adoro voce, voce me proporciona os melhores prazeres que ja tive na vida – toda envaidecida beijei ele com tesao tambem, nossa coitado ele ficou todo melado de batom, peguei um lenco de papel e limpei ele.

Caseiro me comendo todinha, enquanto meu vizinho amante pescava!

Caseiro me comendo todinha, enquanto meu vizinho amante pescava!

Mal tive tempo de me recompor, o tarado ja estava de pau em riste de novo durao, me virou me colocando de quatro com as maos no capo do carro apoiada, pediu – olha amor veja se nao vem ninguem que vou me deliciar neste seu bundao sua coxuda gostosa, fiquei olhando e sentindo ele explorando meu corpinho, alisou meu bumbum e coxas e levantou o mini vestido pra cima da cintura dizendo – hummmmmm como voce e gostosa minha putinha, que visao mais linda desta calcinha enfiadinha no seu bumbum e beijando meu bumbum, coxas no meio delas foi chegando no meio da entradinha enfiando a cara como sempre fazia, passou a lingua por cima da calcinha por um tempinho, depois enfiando o dedo por baixo foi puxando ela pro ladinho caindo de boca no meu botaozinho piscando de tesao afff que delicia eu sempre ficava arrepiada dos pes da cabeca nesta hora, ele adorava e ficava passando a mao por todo meu corpo para sentir os pelinhos ericados, com a lingua querendo entrar todinha ficou ali por um tempo, nao aguentei e gozei no paralama do carro tirando a pontinha do pipiu da calcinha. Vendo que eu tinha gozado levantou e levando o pinto duro na minha boca pediu chupar amor molha ele bem que vou te comer bem gostoso sua putinha, chupei bem molhei ele todinho com minha boquinha ele tirou de dentro da minha boca bem durao e se posicionou atras segurando na minha cintura colocou na entradinha pedindo para eu abrir o bumbum, abri bem o bumbum expondo meu cuzinho piscando todo babadinho e molhadinho pelas chupadas dele, hummmmm que delicia quando a cabeca encostou no meu anelzinho ele ficou judiando passando na portinha sem enfiar, aquilo me deixava doida de tesao, olhei para ele pedindo com tesao – poe amor poe logo me come todinha quero sentir voce todinho dentro de mim, – ta bom minha putinha vou enfiar ele todo em voce bem duro nao e isto que voce tanto quer? – Simmmmmmmmmmmmmmm eu disse sorrindo com carinha safado olhando de quatro para ele.

Ele foi forcando devagar, e com jeitinho a cabeca entrou aiiiii que delicia como e gostoso dar o cuzinho, eu sempre adoreiiiiiiii, quem nunca experimentou nao sabe o que esta perdendo, com cabeca dentro aos poucos cm por cm ele foi enfiando ate que encostou, grudou no meu bumbum, sentia ele todo la dentro hummmmmmm e bom demais ainda mais quando ele comecou a se mexer indo e vindo que tesao que da, sentir aquele pau duro todo aquela cabeca la dentro se movendo dentro de mim, uma delicia eu ia na lua e voltava de tanto delirio com olhinhos fechados, ficou ali por uns 20 minutos enfiando e tirando ate na portinha depois enterrava tudo, eu olhando a estrada estava um clima gostoso de noite sem frio, na verdade nos estavamos a 200 graus rsrsrsrs suados dos pes a cabeca, ele continuava a enfiar e tirar ai falou que ia gozar enterrou todinho grudando em mim, eu sentia os jatos la dentro, nossa sentia meu cuzinho sendo inundado de esperma quentinho, ficava impressionada, eu gozava pouquinho, tinha pouco leitinho, mais aquele safado taradao tinha litros de esperma, parecia que nao ia parar os jatos la dentro no fundo do meu bumbum, depois de gozar muito dizendo estar ate com as pernas bambas ele me puxando me beijando, me agradecendo por estar e dar para ele, foi tirando a pica ainda dura de dentro afffff desceu um monte de leitinho quente pelo meu cuzinho e coxas abaixo, muita mesmo, corri para tras do carro para me limpar ate abaixei no chao igual menina para fazer xixi, fiz mesmo mais vi saindo um monte de esperma dele do meu cuzinho, parecia que eu fazia xixi de esperma rsrsrrsr.

Nos recompomos e fomos para o sitio, chegamos e nao demos conta de mais nada, tomamos banho demorado e caimos na cama, so acordamos la pelas 11 da manha do outro dia, com o caseiro dele chamando, o mesmo que ja tinha me pegado algumas vezes, mais ele nem imaginava isto, iria me colocar no colo e dar muitas palmadas no meu bumbum por ter dado para outro traindo ele, com certeza eu adoraria levar palmadas na bunda para aprender, mais continuaria dando rsrsrrs, parecia ser um problema com uma parte da cerca do sitio que tinha caido, ele se arrumou e foi la ver com o caseiro me pedindo para continuar dormindo, euzinha de baby doll, calcinha e sutia nao iria la fora mesmo, tinha mais homens la alem do caseiro, acho que era o rapaz que trouxe o arame para consertar, voltei a dormir, la pelas 2 da tarde ele voltou, eu ja tinha preparado cafezinho, pao com ovos mexidos para nos e voltado para cama, ele chegou morto de fome, comeu tomou cafe e veio quere me agarrar todo sujo, dei bronca nao vai tomar banho agora vai, ele foi depois veio todo cheiroso e dormimos juntos a como sempre acabei sendo devorada de novo pelo tarado, la pelas 4 e meia da tarde, resolvemos preparar algo para comer, tinha frango em pedacos, fizemos arroz com salada e molho de frango uma delicia, ele cozinhava super bem, eu tambem sabia cozinhar nao tao bem como ele.

Comemos e vendo que estava um belo dia, ele disse que iria pescar uns peixes para a gostosa dele, euzinha mesma, sempre adorei peixe, aproveitei e brinquei com ele – cuidado com as piranhas viu, so pode pescar eu viu e ria para ele, ele correu atras de mim me agarrando, o safado antes de ir pescar me comeu de novo soltando jatos e mais jatos dentro do meu cuzinho, ele perguntou se eu nao queria ir, eu disse nao porque queria ver algo na tv que iria passar, uma materia que eu gostava, ele pegou as iscas me beijou gostoso apertando meu bumbum e foi embora pescar, ficava a uns 15 km onde ele gostava de pescar, pegou o carro e foi, vi ele fechando a porteira ao longe indo embora, pensei agora devo estar sozinha porque ele deve ter liberado o caseiro como sempre fazia quando a gente ia para la, acho ate que o caseiro ja estava com segunda intencoes, porque ele poderia ter dado um jeito de ter arrumado a cerca sem a presenca do patrao, fiquei pensativa, sera que ele ta querendo de novo e, nossa eu ja estava com botaozinho ate dolorido de tanto dar, mais fiquei olhando pelas janelas que tinha em volta da casa do sitio e nao via ninguem, depois de uns 20 minutos que meu amante saiu para pescar, ouvi umas batidinhas na janela do quarto, fiquei apreensiva o que sera? Fui olhar sem abrir as janelas, tentei ver pelas frestas da janela quando ouvi a voz – Oi meu amor sou eu o caseiro, voce esta ai? Pensei o que fazer, eu queria dar minhas voltinhas la de fora, mais se eu nao disser nada nem posso sair daqui, como eu estava de menina mesmo, cabelao, batom, sutia, calcinha branca e shortinho curtinho, abri a janela devagar e disse – Oi tudo bem, sim estou aqui voce esta sozinho, ele disse – Sim estou, doido para te abracar gostoso de novo como da ultima vez, falei – Mais e perigoso ele so foi pescar e pode voltar a qualquer momento, ele disse – Eu sei eu vi ele sair, para ele eu disse que estava indo embora para a cidade, mais nao ia porque sabia que voce minha delicia devia estar aqui, ele so deve voltar a noitinha, to morrendo de saudades de voce, falei para ele que de fora era muito perigoso a gente se encontrar, que se ele nao fosse demorar que poderia entrar.

Ele estava sujo suado, com cheiro forte de macho, adoro este cheiro, quando entrou e me viu, falou – Voce como sempre linda e feminina – Brigadinha meio sem jeito falei, ele sentou e cheguei perto dele, ele me olhando me puxou me sentando no colo dele alisando meus cabelos eu esticava o pescoco olhando pro lado da porteira para ver se nao vinha ninguem, ele me tranquilizou dizendo que falou para o patrao que o melhor poco de pesca estava em outro lugar que ficava a uns 30 km, e ele falou para ele que iria para la entao se ele estava dizendo ser o melhor, que nada o safado do caseiro tinha dito isto para afastar mais ele para ele poder ficar mais tempo comigo, sentada no colo do caseiro suado, sujo, com ele alisando meus cabelos, me elogiando me deu beijos suados e molhados e sentia a cobra grande dele crescendo, crescendo ate que parecia que eu estava em cima de um tronco vivo, ele pediu – chupa ele chupa adora sua boquinha chupando ele, levantei do colo dele afff que tamanho de volume que o pau dele fazia na calca, nao sei como aguentei aquilo tudo das outras vezes que fizemos, era enorme a mala dele, eu era corajosa viu enfrentar uma cobrona daquelas, era de dar medo, ajoelhei olhando para ele pedindo para ele ficar de olho na porteira da entrada do sitio que ficava a uns 400 metros, ele concordou eu abri a calca dele ele puxou ela pra baixo junto com a cueca soltando o bichão super duro apontando pra cima, negro cabeca vermelha veias grossas afff que pau enorme aquele custava a entrar na minha boquinha, beijei ele todinho sentindo gosto salgadinho de suor, chupei toda extensão dele as bolas dele, cheguei a cabeçona enorme cai de boca nela, chupei tudo e fui enfiando aquele pintão na minha boca quase engasgando mal dava para respirar, nem sobrava espaco nenhum, chupei bastante, molhei ele todinho, ele pegou minha cabeca e levava para trás e para frente enfiando na minha boca aquela tora, de repente senti os jatos fortes no fundo da minha garganta, nossa ele nao perdia para o meu taradão não, tinha muito viu, saia ate pelos cantos da minha boca tentava engolir tudo mais era demais, gozou muito me chamando de menina gostosa, limpei ele todinho com minha lingua sugando tudo, ele me puxou dando um beijao na boca, deixei batom na boca dele, rindo limpei ele com guardanapo de papel me puxou me sentando de novo no colo dele – Se voce nao estivesse com o patrao eu me casaria com voce, e te dava leitinho quente todo dia na boquinha e na bundinha, eu falei mais eu ja sou casada, ele então pediu, me da de novo este seu bumbum delicioso, ate sonhos eu tive com ele e quase me matei de tanto masturbar lembrando dos nossos encontros, esfolei meu pau varias vezes homenageando voce nas minhas masturbacoes, lembrava dele entrando todinho em voce e voce gemendo rebolando gostoso e jogando para tras sua bundona no meu pau duro, depois desta declaracao eu disse – Simmmmmm eu dou pra voce meu negrao pauzudo, mais pedi para ele ir devagar porque o patrao dele ja tinha acabado comigo de tanto comer, ele falou – Fica tranquila meu bem, vou fazer com o todo carinho, voce e uma menina maravilhosa este seu corpo me deixa louco de desejos – Me levantou eu fui para a janela que tinha uma otima vista da porteira de entrada do sitio por onde ele entrava e falei – Vamos fazer aqui porque posso ver tudo ta bom, ele adorou, euzinha de quatro para ele com as maos na janela ele encostou aquela pica dura de novo na minha bunda por cima do shortinho com calcinha enterrada, ai me pediu – Queria fazer com voce de vestido, adoro vestido, poe para mim amor um vestidinho curtinho dos que voce usa, que me da o maior tesao, – Ta bom mais fica de olho viu na porteira que vou no quarto trocar de roupa, virei para ir ao quarto, ele deu um tapa no meu bumbum alisando o pau duro, entrei tirei o shortinho olhando no espelho a calcinha quase sumia pra dentro da minha bunda, vesti um mini vesti curtinho floral de malha de mangas longas que ficou lindo com a calcinha branca toda enterradinha, parecia uma bucetinha la embaixo, era tao curtinho que o inicio das minhas popinhas quase ficavam de fora, voltei para a sala ele ate suspirou dizendo – Hummmmmm como voce esta linda com este vestidinho curto, que coxas grossas toda lisinha para mim voce e mulher, sua cintura fina deixa sua bunda ainda mais grande, tenho um rolo na cidade com uma mulher que morreria de inveja se te visse assim, ela reclama que tem estrias e celulite e voce e toda lisinha, macia e gostosa sem nada disto, toda envaidecida adorei o comentario dele, depois de uns abracos com ele me alisando toda, ajeitei os cabelos e voltei para a janela ficando de quatro para ele bom bundao virado, hummmmmm ele exclamou, me belisca para ver se e verdade isto.

O safado acabou comigo, me chupou inteira dos pes a cabeca, ele pediu e eu tirei meus sapatos de saltinho medio, ele chupou meus pezinhos que sempre foram bem feitinhos igual de mulher mesmo, minha esposa vivia dizendo isto para mim, chupou meus pes meus dedinhos do pes a sola deles, lambendo mesmo com tesao cada pedacinho, affff que tarado, quando me lembro das cenas dele chupando meus pezinhos dedos, vendo a cena sexy e gostosa, pensei que eu nunca tinha feito aquilo com minha esposa nem mulher nenhuma e estava ali sendo devorada literalmente pelo caseiro dos pes a cabeca, depois beijar, chupar meus pes meus dedinhos enfiando na boca um por um, foi subindo pelos meus tornozelos, joelhos sempre beijando, lambendo tudo, chegou nas minhas coxas grossas lisinhas com pelinhos curtinhos descoloridos bem lorinhos, ele ficou alucinado ali beijou, chupou alisou entrava nos meio das minhas coxas querendo devorar tudo com maior tesao do mundo, depois veio subindo chegando no meu bumbum, nao tirava o vestido pra cima, ficou admirando o inicio das minhas popinhas carnudas, beijou cada extensao delas, lambeu mesmo, molhou com boca e lingua o contorno do meu bumbum, no meio sem levantar o vestido que era curtissimo, enfiou a cara no meio das minhas pernas lambendo a calcinha, aiiiiii que tesao aquilo, depois foi levantando um pouquinho devagar, nunca fui explorada daquele jeito nem pelo vizinho tarado, acho que poucas mulheres tiveram um macho gostoso assim devorando a gente todinha, eu estava inteirinha arrepiada dos pes a cabeca com os carinhos dele, parecia uma lixinha meu corpo inteiro de tanto tesao que ele estava me proporcionando, cada pedacinho do meu vestido que ele subia ele beijava lambia, cheirava, alisava com as maos dando beijinhos molhados, ate que colocou o vestido pra cima na minha cintura vendo a calcinha branca engolida pelo meu bumbum ele suspirou – Voce e tesuda demais menina, que visao linda deste seu bundao com esta calcinha sumindo dentro dele beijou cada pedacinho do meu bumbum ate chegar no meio das bandas das minhas popinhas, lambendo o inicio da calcinha enfiada, passava a lingua em toda extensao do meu bumbum la do inicio das coxas ia subindo pelo meio do meu reguinho ate chegar na cintura na parte de cima da calcinha, lambendo e beijando cada pedacinho, eu ja estava louca de tesao, queria dar para ele logo, e estava preocupada porque estavamos demorando muito e ele podia voltar, que loucura aquilo, aquele caseiro tarado me devorando todinha e eu olhando com medo da volta do meu amante tarado, affffff adrenalina e tesao demais aquilo quando me lembro, sem parar de me explorar me melando todinha eu pedi a ele – Me come logo eu quero dar pra voce tá me deixando louca com esta sua lingua no meu corpo todo, vem me come logo!, ele pediu – Calma amor quero explorar cada pedacinho seu minha delicia, ja vou te comer todinha, quero te deixar louca de tesao, falei que ja estava louca de tesao, depois de mais algum tempo ainda me beijando, lambendo passando a lingua agarrado na minha cintura, beijando minha bunda, reguinho e costas, ele resolveu enfiar o dedo e tocou meu cuzinho todo molhadinho, suado e piscando, foi puxando a calcinha para cima e para o lado deixando meu botaozinho a mostra, nem tao a mostra meu bumbum sempre foi tao carnudo que eu tenho que abrir as bandas para expor o botaozinho, sempre tive a bunda carnuda e bem grande desde novinha quando tanto que minhas coxas roliças ficavam roçando uma na outra no meio das pernas, e quando eu engordava uns 2 ou 3 kilos se andasse muito a pé de calcinha enfiada, ficava ate assadinho entre as coxas de tão juntinhas minhas coxas grossas.

Empinei mais a bunda de quatro para ele puxando as bandinha expondo meu cuzinho, ele ficou olhando e olhando admirando ate que foi lambendo de ladinho pelos cantinhos, chegando perto do meu anelzinho piscando sem parar, ate enfiar a lingua la dentro dele, nossa fiquei ate zonza, ele enfiou a lingua dentro do meu cuzinho segurando na minha cintura tentava enfiar ela toda pra dentro, me sentia comida pela lingua dele, estava quase gozando de tanto tesão, ele pediu pisca ele na minha lingua meu bem aperta seu cuzinho na minha lingua delicia, eu piscava com forca tentando agarrar a lingua dele de tanto fazer isto acabei gozando pelo cantinho da calcinha, ele percebeu e foi subindo me agarrando por tras beijando meus cabelos longos, tirando eles chegou na minha nuca arrepiada beijando e puxou minha boca dando beijao gostoso, eu sentindo aquela cobra enorme dura rocando minha bunda, ele afastou um pouquinho alisando o pintao olhando minha bunda disse – Hummmm que tesao eu poderia gozar so de olhar, que tesao esta bundona sua menina, se voce deixasse uma marquinha de sol ai, mataria todos nos, fiquei rindo com carinha safada dos elogios dele, depois chegou aquele pintao na minha boca para eu chupar de novo, chupei bem gostoso, lambei todo e quando ele estava quase querendo gozar ele tirou da minha boca dizendo – Esta sua boca deixa a gente doido, eu costumo segurar bem mais com sua boca nao consigo nao, tirou da minha boca e colocando os dedos na minha boca para molhar foi enfiando devagar no meu cuzinho bem com jeitinho amaciando la, um depois dois mexendo com carinho, se posicionou na portinha aquela jamanta dura enorme, nossa que cabeça enorme tinha aquele pau negão brilhando dele, ele encostou a cabeça no meu cuzinho mais quem disse que entrava, tentou, tentou e tentou e nada resvalava e saia de lado ou para cima ou para baixo mais não entrava, eu pedi calma e fui la dentro no quarto e trouxe creme hidratante que eu usava todos os dias apos o banho no corpo inteiro, coloquei um pouco no dedo e melei tudo la de creme hidratante deixando bem meladinho, ele tentou de novo esfregando a cabeça do pau dele no creme hidratante para lubrificar mais, pedi para ele colocar com calma devagar,

ele falou – Sim amor vou colocar devagarinho porque quero sentir cada pedacinho deste seu cuzinho lindo rosadinho quente e gostoso, adorei olhando para ele, ele encostou de novo a cabeçona e de tão melecado a cabeça entrou, dei um gritinho alto de dor tipo aiiiiiiiiiiiiii, ele parou e ficou esperando, quando viu que tinha melhorado a dor foi empurrando devagarinho, affff parecia que tinha uma locomotiva entrava no meu rabo, nao acabava, quando senti os pelos crespos do saco do caseiro negrao, vi que tinha entrado tudo, sentia a cabeça do pau dele la no fundo do meu cuzinho, e quando ele comecou os vai e vem, hummmmm que deliciaaaaaa a dor sumiu dando lugar ao prazer, que tesao aquela cobra dura enorme dentro de mim se mexendo indo e vindo, ele aos poucos foi aumentando, metendo gostoso sem parar no meu bumbum, olhava para tras e via minha bunda que sempre foi carnuda sendo comprimida pelas enfiadas vigorosas dele e depois voltava ao normal com afastamento dele, enfiava sem do me comendo gostoso e eu olhando para a porteira do sitio com receio da chegada do meu meu dono me flagrando traindo ele dando para outro, aquilo me excitava demais, que loucura gostosa quando me lembro de tudo que aconteceu mesmo, me puxou me dando beijos na minha boca me grudando nele e disse – Hummmmm voce e gostosa demais menina, meu patrão deve ficar doido com voce assim como eu estou, nao te troco por mulher nenhuma, nunca gozei tao gostoso na vida como com voce (Me lembro bem disto que ele falava muito) adorei agradecendo beijando ele, ele sem parar de enfiar e tirar anuncio que nao aguentava mais segurar e gemendo forte, grudando em mim, gozouuuuuu senti os jatos fortes dele me inundando todinha por dentro, muitos e muitos jatos senti que o pau duro dele deslizava mais facil no meio do tanto de esperma que ele tinha soltado, saia ate pelos cantos do meu cuzinho apertado, ficamos ali juntinhos colados por uns momentos ate que falei que tinhamos que parar porque eu teria que arrumar e limpar tudo para ele nao desconfiar de nada, olhando para a porteira senti ele comecando a se descolar de mim, afff que pauzao aquele parecia que nao acabava de sair aquele monstro do meu cuzinho apertado.

Ate que a cabeçona saiu e com ela um rio de esperma desceu pelas minhas coxas abaixo, fui me ajeitando colocando a calcinha no lugar mesmo por cima de tantos gozos toda melada gozada, melando até parte do vestido, calcei o salto e fui me despedindo dele na porta me sentindo inteira gozada, melada nos beijamos ele agradecendo pela tarde maravilhosa, se despediu dando tapinhas no meu bumbum pedindo para eu ter cuidado com algum tarado por ai, fiquei rindo dizendo – Como e, eu ja conheco 2 que tenho que ter cuidado senao vcs acabam comigo, nos despedimos e ele foi embora sumindo por uma trilha do fundo do sitio.

Fiquei apavoradinha com as horas, voltei correndo para a janela com o coracao na mao quando percebi que estava anoitecendo, era umas 18:30 da tarde, corri como louca, limpei tudo, lavei as roupas sujas, gozadas suadas, limpei a sala e cozinha com desinfetante perfumado para tirar qualquer cheiro de uma tarde de sexo e do cheiro do caseiro, cheiro de macho que eu adorava, limpei tudo deixei portas e janelas abertas para correr o ar, depois fechei tudo, tomei banho gostoso, passei a mao no meu cuzinho arrombado me vesti de roupinha gostosa e fiquei na janela esperando por ele, la pelas 19:30 da noite ouvi o motor do carro chegando, era ele, quando chegou perto da porta, eu toda menina de shortinho curto socado corri e pulei em cima dele, cruzando as pernas na cintura dele agarrada no pescoco beijando ele todo sujo e suado, dizendo que estava morrendo de saudade, ele disse – Hummmm que delicia, mais amor deixa eu tomar banho voce esta tao limpinha e cheirosa eu todo sujo e suado, peguei muitos peixes grandes para a gente comer deixando a sacola com peixes na entrada da varanda, foi me levando pra dentro grudada nele (Se ele imaginasse que eu dei a tarde toda para o caseiro mais sujo e suado ainda), eu quero assim mesmo amor, sempre gostei de limpeza, mais eu tinha dado pro caseiro imundo, suado, sujo teria que dar para ele tambem da mesma forma (Nem acredito que eu tenha dito aquilo quando me lembro, eu estava com o cuzinho tadinho todo arrombado pela tora grossa e dura do caseiro negrao), entao ta minha putinha vou te comer agora mesmo, quando faziamos ele falou – Nossa meu tesao, ta entrando bem mais facil, parece que ele esta menos apertadinho o que vc fez com ele, custa a entrar, agora ta entrando sem dificuldade, eu disse – Nada amor, e porque tomei banho e estava com tesao de saudades suas que fiquei enterrando meu dedinhos nele pra gozar, e por isso – Hummmm tudo isto era saudades minhas amor e, se masturbou pensando em mim que delicia, eu falei simmmmmm, e claro eu te adoro, adoro fazer amor com voce, depois sem desconfiar de nada fizemos bastante, na cozinha, na sala e enquanto tomavamos banho juntinhos, fizemos de novo debaixo do chuveiro, ele adorava me ensaboar todinha, e toda me vendo toda ensaboadinha adorava me comer assim e fomos dormir como se nada tivesse acontecido, na cama com ele de conchinha em mim, falei brincando so para ver o que ele falava – Amor e se um dia acontecesse de eu dar para outro, ele se levantou me olhando assustado – Porque esta perguntando isto meu bem?

So pra saber amor eu nunca faria, mais se acontecesse o que você faria hein– Nossa nem quero imaginar, seria terrivel para mim, porque sinto muito mais falta sua do que da minha esposa, nossa nem sei, nem quero pensar nisto, mais acho que eu matava o outro que te comeu e iria te colocar no colo e dar muitas palmadas na sua bunda para você aprender a não me trair mais, mais eu sei que voce nunca faria isto né amor, nunca né. Eu disse que naooooooooooooooooo, jamaissssssssssss amor (Que mentira ne tinha dado mais que puta a tarde inteira pro caseiro sujo e suado), hoje vejo como eu era putinha, safada, cachorra, mais acho que continuei dando pro caseiro, adorava aquele duro pauzão dele, mais depois que ele falou que matava fiquei com medo e acabei cortando as transas com o caseiro, mais ficava excitadissima com a outra parte que ele falou de me botar no colo e dar muitas palmadas na minha bunda para aprender, desta parte eu ameiiiiii rsrsrsrsrsrssrsrsrs, que safadinha eu era né, acho que ainda sou muito rsrsrsrsrsr.

4210 views

Contos Eróticos Relacionados:

Recebendo aumento de salário

ola me chamo Roberto 43 anos trabalho como analista de sistema e uma empresa de grande porte o que vou relatar aqui aconteceu a uns 3 meses atras. meu gerente antigo havia me prometido uma...

LER ESTE CONTO

Comi minha mãe gostosa

Meu nome é Emerson, tenho 23 anos e hoje vou contar como foi o dia em que eu comi minha mãe gostosa. Estava quase chegando no trabalho quando lembrei que esqueci uma pasta com documentos...

LER ESTE CONTO

Filha curiosa ficou doida ao ver o pau do papai

Acho que papai ficou meio chocado com o que falei, pois ele olhou fixo em meus olhos com cara de surpreso. Confesso que fiquei preocupada com a reação que teria, mas rapidamente me aliviei ao ver um leve e safado sorriso ser estampado em seu rosto. - Que isso filha... Nem é tão grande assim, disse ele. Então mais aliviada e vendo que ele havia levado na esportiva disse: - Então deixa eu ver.

VER

Socorro e rola com força

Oi Gente,Sou Luciana,sou loira 32 anos,1,72 de altura,peitos médios,raba trabalhada na academia,sou malhadona,sou Advogada. Estava curtindo carnaval na praia de Bertioga em 2017 pois precisava me...

LER ESTE CONTO

1 - Comentário(s)

  • Renata Cdzinha 06/08/2023 11:57

    Adoro saber os comentários se gostaram do meu conto veridico, tudo aconteceu mesmo como relato no conto, comentem beijos!!!

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 4 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Porno Español - Acompanhantes Campinas - Pornozao - Acompanhantes RJ - XXX - Porno Gratis - Contos Eróticos - Sexo Gay - Dog Porn - Sexo Com Animales - Contos Eróticos Incesto - Relatos Calientes - Porno Buceta - Ursos Pelados - Pornolandia - Cnnamador - Xvideo - Xvideos Porno - X videos - Corno Blog - Pornô - Xvideos Pornos - Mega Filmes - Putaria Telegram - Xvideos Onlyfans

Contos Eróticos

© 2024 - Conto Erótico - ThePornDude