Menu fechado

A minha primeira traição

Vou relatar pra vocês como foi a minha primeira traição, sou casada a vários anos e nunca pensei que pudesse me entregar para outro homem, mas inesperadamente aconteceu e foi muito bom.

Em uma viagem de trabalho, ônibus lotado, viajei na última poltrona, local que sempre evitei, mas só tinha este disponível. Ao meu lado sentou um moreno de meia idade. Durante o trajeto ele cochilou e sua cabeça pendeu para os meus ombros. Imediatamente eu o empurrei, ele acordou e se desculpou. Alguns minutos depois eu também cochilei mantendo minha cabeça afastada em direção a janela. Sentia o cheiro intenso do perfume dele que ficou , mas estava muito próximo e o sono foi se aprofundando. Já era noite e , quando despertei, senti novamente a sua cabeça apoiada nos meus ombros… eu o acordei e novamente ele se desculpou.

O ônibus fez uma parada em um ponto de apoio e ele desceu. Eu, para matar o tempo, fiquei lendo um romance que continha uns episódios bastante eroticos e me causaram uma certa excitação… Quando ele retornou, puxou conversa e me ofereceu balinhas kizz, que com moderada educação eu aceitei… e assim ele foi conversando e me perguntou se eu era casada e eu afirmei que sim, mesmo assim ele partiu para elogios e também disse que era casado. Percebeu o livro que eu estava lendo e me falou que já havia lido e que era bastante caliente, me perguntando se o livro não me causava tesão.

A minha primeira traição

A minha primeira traição

Eu neguei com a cabeça, mas ele logo me disse que o rubror do meu rosto me denunciava. Assim foi comentando sobre os trechos picantes do livro, me pedindo para mostrar-me a página. Ao entregar, o safado passou suas mãos sobre as minhas e me falou baixinho: Nossa! Vc está quente! E continuou acariciando meus braços. Suas mãos eram bastante grandes, mas macias e quentes… eu pedi para parar. Ele continuou a falar do livro, me empolgando a ouvi-lo. Me afastei e fechei os olhos e ele continuava a falar baixinho… alguns segundos, meio sonolenta senti suas mãos sobre minhas pernas, me despertei com a buceta encharcada e sua boca sussurrando milícias aos meus ouvidos… me explodi de tesão e não resisti… joguei meu casaco por cima das pernas e ele passeou com suas mãos, por baixo do meu vestido, passando os dedos enormes por baixo da minha calcinha, enquanto sua língua tocava minha orelha… senti o dedo penetrar minha buceta…. gozei… gemi baixinho pedindo para parar….mas ele pegou minha mão e colocou sobre seu pau que estava duro e latejando…

Eu apertei com força e senti ele gozar solavancando dentro das calças aquele pau grande e grosso. Eu gozava também quando ele me beijou com ardor…O filho da puta, desceu no mesmo destino que eu e me convenceu a ir com ele pro motel, aonde trepamos por mais de uma hora, de todas as posições e eu senti pela primeira vez como era gostoso foder com uma pica bem grande e grossa, de uns 19 cm…Por alguns meses depois, quando viajava a trabalho a gente se encontrava e repetia a putaria no ônibus e no motel….

Veja abaixo outros contos eróticos de traição:

Dando o cu bem na primeira vez que traí meu marido

Minha esposa acabou fodendo com o solteiro do hotel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.