Menu fechado

Corno humilhado na praia de nudismo

Corno humilhado na praia de nudismo, um conto que relata exatamente o que aconteceu entre mim e minha esposa, onde ela foi comida por um pau de verdade e eu curti muito assistir aquilo.

Acredite se quiser, mas te garanto que a história não só é real, como mudou para sempre minha relação com minha mulher.

Não que antes dessa nossa viagem a gente já não praticava sadomasoquismo entre quatro paredes, mas o quê e vou te contar aqui, saiu completamente de controle.

Tenho tesão por ser humilhado por minha mulher que por sua vez sente tesão em humilhar meu pinto minúsculo e me fazer imaginar ela dando pra homens de rolas enormes. Porém, nunca tive coragem de contar para QUALQUER outra pessoa a não ser ela. Ela, por sua vez, me ama e jamais contaria isso pra alguém.

Acontece que, um belo dia, ela descobriu que uma amiga dela e seu marido também eram praticantes de humilhação masculina! Era uma coincidência bizarra que numa conversa despretensiosa enquanto bêbadas, elas acabaram descobrindo esse fato em comum. Então, elas tiveram uma ideia ousada: Viajar de casal para uma praia nudista!

A ideia parecia boa. Ambos casais gostavam de sadomasoquismo, e na pior das hipóteses, podia ser um passeio divertido e relaxante. Da minha parte, eu topei porque além do que acabei de mencionar, eu estava curioso pra conhecer outro casal que a mulher humilha o minúsculo pinto do marido também!

E assim fomos. Chegamos na pousada, ficamos cada casal em um quarto ao lado do outro. Deixamos nossas malas, e fomos direto pra praia. Foi a partir dai que meu inferno começou.

Chegamos na praia e todos tiramos as roupas. A amiga da minha mulher era MUITO gostosa e com um ar superior de dominatrix…me deixou nervoso na hora. Quando me despi, ela olhou pro meu pinto e falou “ai que bonitinho esse pintinho!”. Fiquei morrendo de vergonha (e tesão!). Porém, quando o marido dela abaixou o short, e eu olhei, surpresa, o pau dele era enorme! Era bem roludo! Como podia aquilo?? Teria sido eu enganado?

Ficamos os 4 sentados nas cadeiras de praia conversando até que eles saíram pra comprar uma cerveja. Quando eles saíram eu perguntei a minha mulher: “Viu o tamanho do pau dele?? Que porra é essa? Você tinha dito que ela gostava de humilhar ele!”. Minha mulher respondeu “eu não falei que ele tinha um pintinho como o seu! Ela gosta de humilhar batendo nele”. E completou rindo “O seu é um pintinho lindo, mas o dele é uma rola de verdade…deus benza”.

Corno humilhado na praia de nudismo

Corno humilhado na praia de nudismo

Nessa noite, estavamos jogando baralho na pousada, no quarto deles, e rolou um clima entre as mulheres. Assim que levantei pra pegar cerveja e voltei, elas estavam se pegando. Tesão aumentou no quarto e logo estávamos todos na mesma cama. Assim que o roludo abriu a calça a minha mulher começou a chupar o enorme pau dele. Isso me deixou completamente confuso e extremamente enciumado, mas também com muito, muito tesão. A mulher dele não demorou pra tirar minha roupa e colocar meu minúsculo pintinho na boca dela. Ela ficava rindo, mas parecia estar gostando.

De repente, o roludo colocou minha mulher de quatro na cama e começou a comer ela. A mulher dele pegou um cintaralho, encaixou nos próprios quadris e me mandou ficar de quatro. Fiquei de quatro na mesma cama, ao lado da minha mulher. E lá estavamos nós: Minha mulher de quatro me beijando de lingua enquanto eu estava ao lado dela, também de quatro, sendo enrabado pela amiga dela.

Enquanto minha mulher gemia muito alto, a amiga dela me dava tapas muito fortes na minha bunda e me mandava gemer também. Isso já era humilhante até demais pra mim e quanto mais eu me recusava, mais ela me batia. Até que me puxou pelo rosto e deu uma bela duma bofetada na cara “GEME SUA PUTINHA” ela disse. Eu comecei a gemer feito uma mulherzinha enquanto ela me comia e minha mulher ria e gemia de prazer por estar sendo comida depois de tanto tempo por um pau de verdade.

Ele gozou na barriga da minha mulher. A mulher dele me fez lamber, e foi assim que eu gozei: Lambendo a porra dele na barriga da minha mulher e sendo enrabado ao mesmo tempo. A noite acabou, fomos pro nosso quarto sem eu falar uma palavra. Estava extremamente envergonhado e humilhado.

No outro dia (domingo), fomos novamente a praia nudista. Quando chegamos lá, a amiga da minha mulher tirou um lacinho rosa da bolsa e disse pra mim “Olha o que eu comprei naquela feirinha pra você!”. Sim, era um lacinho bem rosa e bem feminino. Todos riram. Assim acabou o nosso final de semana: Minha mulher saciada em ter sido comida pelo cara peladão na sua frente com um pau daqueles, aquela gostosa que havia me comido peladona tomando sol, e eu, com um pinto mais ridículo ainda do que quando cheguei…pois agora além de pequeno, ele estava com um lacinho rosa em cima dele.

Veja alguns outros contos eróticos bem picantes abaixo:

Policiais foderam minha esposinha

Minha esposa deu para o solteiro do hotel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.