Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Conto Erótico » Contos Picantes » O Professor de Informática e suas colegas safadas II

O Professor de Informática e suas colegas safadas II

Publicado em 09/10/2023 por Jovem_pegador

Na segunda-feira cheguei para trabalhar todo feliz, percebi que as meninas estavam me olhando com um olhar de mais safadeza. Eu estava tão feliz e excitado com aquela situação inusitada e nova da Carol, percebi que algumas olhavam diretamente no meu pau, mas isso não me incomodava tanto naquele momento.

Me sentei em uma cadeira na mesa que ali havia para todos utilizarem, logo veio até mim Marina, com uma camiseta de manga curta, uma calça legging preta justíssima no corpo e tênis, sentou-se ao meu lado e me pergunta:

– Marina: como você está, estou sentindo você mais provocante hoje, como um homem que deu um trato bem gostoso em uma mulher, não que você já não seja um homem bem provocante e gostoso, mas hoje todas nós estamos te olhando como fêmeas famintas no cio.

Eu fico bem surpreso com aquele dialogo dou um sorriso meio acanhado, não esperava aquelas palavras, fico meio engasgado com as palavras que não saem.

– Marina: A Carol hoje está tão sorridente, mais que os outros dias, está até mais gostosa, nós mulheres percebemos, e na sexta-feira e sábado vimos seu pau duro, você deve ser bom de cama, você e Carol transaram nesse final de semana né, vocês dois estão exalando tesão.

– Rodrigo: olho para Marina e digo não transamos não, só estamos felizes demais hoje.

– Marina: pega essa dica de amiga, pega logo a Carol, ela está louca por você e por esse pau, tenho certeza que pelo volume aí dentro ela vai gemer loucuras com você, se nós não fôssemos comprometidas, a pode ter certeza que te pegaríamos aqui e agora, rolaria muito sexo, e sabe naquele dia que eu estava de vestido, eu quis te provocar mesmo, já tinha te visto excitado só queria comprovar se era por minha causa, e vi que também era e gostei demais, mas vejo que a Carol te deixou maluco também.

– Rodrigo: então você já tinha percebido minha situação a muito tempo atrás antes daquela reunião, quis me testar de alguma forma.

– Marina: lógico que queria te testar, um homem lindo e gostoso como você, não se pode deixar passar, eu queria ver até aonde você aguentava, se tentaria me seduzir e me pegar de jeito, vi aí um homem viril, com um pau que chama atenção nas calças e nos deixa bem molhadinhas, estávamos esperando uma abertura sua, para até quem sabe provar essa delícia aí, mas você um homem muito correto e respeitou os nossos relacionamentos.

– Rodrigo: jamais iria tentar nada com nenhuma de vocês se não me desse abertura, vocês são minhas colegas de trabalho e não faria coisas erradas com nenhuma, até respeitando seus relacionamentos.

Marina: mas a Carol está solteira, ela é linda, pega ela logo, a menina é virgem e está maluca por você, aquela vagina dela está implorando por um sexo delicioso.

Eu estava surpreso com minha supervisora dizendo aquelas coisas para mim, era uma grande surpresa, mas estava começando a gostar daquele jeito dela, pois jamais imaginaria ela conversando sobre aquelas coisas comigo.

– Marina: aproveita que ela está louca na sua, mete essa vara nela logo, tenho certeza que ela vai gemer demais, não tenho se quer qualquer dúvida, eu posso dizer por mim, que eu sem dúvidas alguma, iria gemer e aproveitar muito, sei que me daria orgasmos maravilhosos, adoro um pau grande e grosso como posso ver marcado em sua calça, não negaria uma trepada quente.

Logo Carol vem descendo as escadas toda linda, com um sorriso estampado na cara, uma luz só dela, descia aquela escada desfilando. Usava uma calça jeans preta bem justa, uma sapatilha e uma blusa vermelha de alcinha, que estava por baixo da camiseta da empresa.

Veio até a mim, me deu um beijo no rosto toda feliz, um abraço e disse que bom que já chegou.

Eu olhei bem para Carol, vi que seus seios pareciam maiores e sua bunda também mais arrebitada, Carol foi se sentar no computador fazer algo.

Eu também me sento aonde já estava, Marina do meu lado olhou para baixo e vendo que eu estou excitado novamente.

– Marina: Carol te deixou assim é, hoje ela está mais gata ainda, ela deve estar toda animada e molhada esperando você meter nela ainda mais sendo virgem, deve estar com um fogo a consumindo.

– Rodrigo: vamos com calma sim, eu sei que vocês querem que eu pegue a Carol logo e eu também desejo isso, aliás meu pau demonstra isso, mas quero ir devagar com ela, mas nesse momento sou interrompido por ela.

– Marina: vai esperar o que, se ela quer e você também, transa logo, mata o desejo dos dois, já vai tirar logo a virgindade dela.

– Rodrigo: então com um medo de ser recriminado ou qualquer coisa do tipo em falar que sou virgem digo: eu também sou virgem, ela com um olhar de susto por uns segundos, mas logo muda para um olhar de safadeza, mordendo e lambendo os lábios, dá uma olhada no meu pau.

– Marina: hum virgem ainda mais que delícia, com essa vara grande desse jeito, vai fazer estrago, se eu soubesse antes, já tinha provado bem gostoso, iria adorar ser a primeira a dar a boceta para esse pau duro, deve ter se masturbado muito já, e já deve ter me imaginado nua em sua cama e Carol também na sua frente chupando bem safadas essa vara, eu ficaria maluca.

– Rodrigo: eu em uma reação louca falo, já sim, já me masturbei pensando em vocês duas nuas, me chupando bem taradas, vejo Marina passar a sua mão por cima da minha calça no meu pau e a outra na sua vagina.

– Marina: estou encharcada, você é um tesão de homem, eu sabia que sonhava comigo desde o primeiro dia, e eu sonho com você, que vontade de sentar nesse pau agora e me acabar de tanto gozar.

– Rodrigo: olho no relógio e falo é hora da minha aula, me levanto e subo as escadas com o pau duro explodindo de vontade, aguardo mais uns cinco minutos e meus alunos começam a entrar na sala, aquela conversa não sai da minha cabeça, minha supervisora, minha fantasia sexual, me falando aquelas sacanagens e querendo um sexo quente comigo.

O Professor de Informática e suas colegas safadas II

O Professor de Informática e suas colegas safadas II

Fui me concentrando para a aula, tinha que me recompor logo, essa turma era de 16 anos a 25 anos, maioria eram mulheres, imagina me verem de pau duro não rolaria, seria uma situação constrangedora e desagradável para elas e para mim.

A aula decorreu normalmente, fiquei sossegado sem nenhuma putaria na minha mente, a aula acabou e era hora do almoço.

Ao 12:00 saíam para o almoço a Marina e Mônica iam sempre almoçar em um restaurante ali perto, ficando eu e Carol na unidade, tínhamos uma ilha redonda aonde ficávamos ou fora dela, mas sempre tinha que ter ali uma pessoa dentro para atendimento a quem chegasse.

Carol logo teve que sair resolver uma coisa e Marina já tinha a liberado já que só tinha uma outra turma as 14:00 horas.

Mônica a outra professora, com seus 19 anos, branca, 1,60 de altura, olhos pretos, cabelo curtinho nos ombros preto, magrinha, seios médios, e uma bunda arrebitada igual da Marina e Carol, já era noiva. Usava uma calça jeans clara, tênis e a camiseta da empresa

Fiquei ali na ilha não tinha alunos no prédio, passado o seu horário de almoço Mônica, volta e fica na ilha comigo.

– Mônica: sábado estava uma delícia nossa confraternização em, principalmente quando pude te ver excitado e sabendo agora que você é virgem, melhor ainda.

Sem eu menos esperar Mônica coloca a mão no meu pau e fica alisando, lógico que endureceu, ela com um sorriso malicioso.

– Mônica: mais que delícia esse pênis, estou imaginando-o socando na minha vagina bem lá no fundo me arrancando grandes suspiros e me fazendo ter orgasmos, já estou molhada de vontade, não quer me comer não, vem perder essa sua virgindade comigo.

– Rodrigo: falo Mônica você é linda, gostosa não posso negar, iria ser incrível te comer, mas você é noiva, não acho correto;

– Mônica: eu amaria dar para você mesmo sendo noiva, sei que faria estragos com esse pênis, então deixa eu ver só essa vara, estou na seca, meu noivo está viajando.

Eu não concordando muito, achando errado, mas o tesão era maior, abro minha calça e a puxo um pouco com a cueca ficando sentado na cadeira, não se via nada do outro lado caso alguém entrasse, meu pau estava duro demais e fica ali a amostra para Mônica, ela olha admirada e com ar de safada me pede se ela pode se masturbar olhando meu pau, falo se você está afim vai em frente.

Mônica se levanta rapidamente, abaixa a calça jeans e sua calcinha até as coxas, se senta novamente, abre suas pernas e vejo aquela vagina lisinha, toda encharcada de tesão, os lábios bem inchados de desejo, meu pau estava ainda mais duro, Mônica começa a se masturbar ali, soltando gemidos baixinhos, gemendo meu nome, com os olhos abertos olhando focada, sentia um prazer incontrolável, que delícia a ver se tocar e chegando logo ao seu orgasmo, goza deliciosamente, com o seu líquido escorrendo por suas pernas, com uma cara de aliviada e de safada, ouvimos pessoas conversando vindo e já colocamos nossas roupas, logo entra Carol e Marina no prédio, nós vendo ali e Mônica estava ofegante.

Logo começa a chegar os alunos, e eu sai para almoçar e Carol e Mônica foram dar suas respectivas aulas. Enquanto estava almoçando, pensando na loucura que havia acabado de acontecer, a Mônica louca de tesão, eu vendo uma vagina tão quente e louca para ser penetrada ao vivo pela primeira vez, meu pau estava ainda duro, minha cueca molhada com meu tesão, vindo a imagem de Mônica se masturbado por mim.

Voltei para a empresa, já estava quase na hora de minha última aula do dia, já subi para o segundo andar, Carol estava ali terminando sua aula, fiquei ali admirando aquela mulher gostosa e safada. Logo sua aula acaba, ela me vê ali, vem me abraçar com carinho e me fala no ouvido:

– Carolina: estou tão molhada, foi difícil dar aula pensando em você me fodendo gostoso, todos os alunos já tinham descido, ela pega por cima da calça no meu pau, solta um gemido no meu ouvido.

Ela sai do meu abraço e desce para o térreo, logo chega minha outra turma, me ajeito e começo a dar a aula normalmente. Ouço Carol, Marina e Mônica dar grandes risadas lá embaixo, o assunto estava muito bom, eu queria saber do que se tratava, terminei minha aula e já estava na hora de ir embora.

Fui para o curso, mas minha cabeça estava no que rolou na empresa, aquelas safadezas de Carol e Marina e aquela sacanagem com Mônica não sai de minha memória, sempre que lembrava me excitava, a aula nem prestei atenção em nada.

Fui para casa, tomei um banho, me masturbei pensando nas três, minha fantasia sexual agora estava uma loucura com as minhas colegas de trabalho, gozei uns quatro jatos seguidos. Peguei o celular e abri a rede social do Instagram na expectativa de encontrar uma mensagem, então encontrei mensagem das três:

– Carol disse: Gato, eu já masturbei umas três vezes pensando em você, estou pegando fogo, quero esse pau invadindo minha vagina e implorar para meter sem parar.

– Marina: Hoje eu dei para meu namorado, mas eu estava pensando em você e na sua vara grossa me penetrando fundo e gozando loucamente, era para você que queria estar dando bem safada.

Nessa altura do campeonato eu já estava tão excitado de novo, estava difícil manter o controle de ereção. Então abri a mensagem de Mônica.

– Monica: Hoje você me realizou demais, era um local de trabalho, perigoso, mas foi intenso, fiquei com água na boca para engolir seu pau duro, tive um orgasmo que não sentia faz tempo.

Eu já estava me masturbando de novo, como não né, com essas três mulheres lindas e quentes, logo gozei de novo nu em meu quarto.

1980 views

Contos Eróticos Relacionados:

Esposa deliciosa pra Dois

Ola amigos,este conto é mais uma de nossa aventuras, lembrando que minha esposa e uma loira,olhos verdes bumbum gigante daqueles que qualquer shorts ou bermuda que coloca,enfia tudinho e fica aquela...

LER ESTE CONTO

Chupei a buceta da minha amiga

Meu nome é Luana, tenho 20 anos, sou hétero, nunca tinha ficado com mulher ou tido qualquer outra experiência de sexo lésbico , mas semana passada eu chupei a buceta da minha amiga, foi...

LER ESTE CONTO

Durante a pandemia comi a vizinha Milf

Certo dia, ela bateu na minha porta e me convidou para comer uma torta que ela havia acabado de fazer e também me pediu ajuda para configurar o notebook dela, pois ela começaria a ter aulas da faculdade online. Sempre vi a Ruth com roupas fechadas e de calça, porém naquele dia ela usava um short rosa, bem curtinho e um top preto.

VER

Fudendo com o colega de trabalho 2

E vou contar pra vocês a primeira vez que Luciano comeu minha Bundinha, como falei no conto anterior nós trabalhamos numa empresa têxtil, onde somos amigos E sabemos da vida um do outro ele está...

LER ESTE CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 3 + 5 = ?

ContoErotico.Blog - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

Buceta - Xvideos - Video de Sexo - Filme Porno - Porno Brasileiro - Bucetas - Zoofilia - Porno - Xvideos PutinhasMulheres Peitudas - Porno Nacional - Porno Español - Acompanhantes Campinas - Pornozao - Acompanhantes RJ - XXX - Porno Gratis - Contos Eróticos - Sexo Gay - Dog Porn - Sexo Com Animales - Contos Eróticos Incesto - Relatos Calientes - Porno Buceta - Ursos Pelados - Pornolandia - Cnnamador - Xvideo - Xvideos Porno - X videos - Corno Blog - Pornô - Xvideos Pornos - Mega Filmes - Putaria Telegram - Xvideos Onlyfans

Contos Eróticos

© 2024 - Conto Erótico - ThePornDude