Menu fechado

SUB e DOM

SUB e DOM – Hoje vou contar um relato bem interessante que vivi e com certeza vocês irão amar.

Já estou no meio do BDSM há alguns anos e já vi muita coisa. No entanto, se eu fosse postar tudo, passaria o dia inteiro tentando colocar em palavras as coisas que eu já presenciei. Hoje eu decidi contar algo que eu vivenciei no papel de SUB, porque foi uma das melhores experiências que eu já tive em toda a vida.

Costumo marcar encontros com alguns Doms, sempre tenho uma conversa legal pelo aplicativo e tudo o mais. Estabelecemos nossas condições e assinamos um contrato antes de irmos, de fato, para a diversão. O cara com quem eu conversei era super gentil e eu até cheguei a duvidar que poderia realmente ser agressivo na cama.

Chegando lá no quarto do motel, me deparo com um homem alto, com camisa social e uma calça preta. Ele estava usando uma máscara, mas não aquelas que usamos pra nos proteger na quarentena. Era algo estilo fantasma da ópera e eu fiquei cheia de tesão por causa daquele mistério todo.

SUB e DOM

SUB e DOM

Ele me mandou deitar na cama e eu, claro, obedeci. Ele começou a passar a mão na minha bunda, segurou o meu rosto e depois se sentou na cama. Deu dois tapinhas no colo e me mandou deitar ali, com a bunda pra cima.

Ele estava usando luva e, quando desceu a mão em um tapa, eu consegui sentir aquela dor gostosa. Fechei meus olhos e gemi alto. Depois, começou mais uma sequência de tapas até que minha bunda estivesse completamente vermelha de um lado.

Nunca senti tanto prazer na minha vida sem nem precisar transar pra isso. Depois que acabou de me bater, afastou a calcinha pro lado e ficou só dedilhando ali, fazendo movimentos circulares. Era incrível a paciência e a dominância que ele tinha sem nem precisar me comer pra isso. Acho que era tipo um castigo.

Os movimentos na minha buceta não paravam e ele ficava ali, sem fazer mais nada, a não ser me dar prazer. Sei que, depois que eu gozei, ele simplesmente levantou e foi embora. Nunca descobri qual a identidade daquele cara, mas sei que gostaria de repetir a dose de mistério e tesão.

Veja abaixo alguns outros contos de fetiche:

Fodendo na frente do meu marido

Sexo com uma japonesa da buceta grande

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.